RAM 2500: a incrível picape-caminhão

De volta ao Brasil, a RAM 2500 Laramie tem dimensões absurdas e o motor mais forte do mercado. É quase inviável na cidade, mas perfeita na fazenda

8932

Com mais de seis metros de comprimento e dois de largura, a RAM 2500 está de volta ao Brasil. Depois de pouco mais de um ano de ausência, ela volta a ser vendida aqui em versão única – chamada de Laramie – por R$ 249.900. É a única picape grande de nosso mercado e, com dimensões tão exageradas, para dirigi-la é obrigatório ter CNH da categoria C, para veículos com mais de 3.500 kg de peso bruto total. Superlativos como as dimensões é o “singelo” motor 6.7 turbodiesel, com quase o dobro da potência e mais de duas vezes o torque da Toyota Hilux.

São 330 cv (20 a mais que antes) e absurdos 104 kgfm de torque (eram 85) – fazendo dela o modelo mais forte de nosso mercado, excetuando-se caminhões de fato (o que chega mais perto é o Mercedes-AMG S 65, com um V12 biturbo de 620 cv e 102 kgfm). O motorzão, no entanto, não faz dela um esportivo. Como pesa 3.410 kg, o desempenho não impressiona. A capacidade de carga de 1.030 kg não é maior que a de nossas picapes médias tradicionais, mas a RAM se destaca por conseguir rebocar trailers, barcos – ou o que você puder imaginar – de até 7.750 kg (antes puxava 5.500 kg).

Externamente, as principais novidades estão na opção de pintura dois tons (“saia e blusa”) e nas RAM boxes, compartimentos nas laterais da caçamba com 132 litros cada (somadas, dão o porta-malas de um Ka). As rodas também são novas: cresceram de 17 para 18 polegadas – embora ainda pareçam pequenas diante da enorme carroceria. Já no interior, o banco central dianteiro deu lugar a um console com um enorme porta-objetos, e a picape também ganhou mais conteúdo – agora digno de carro de luxo.

A janela traseira tem acionamento elétrico, o som é Alpine com subwoofer, a central multimídia é completa, os bancos dianteiros são elétricos com aquecimento e ventilação integrada, há câmera de ré (necessária, pois a visibilidade é péssima), chave presencial, partida à distância e seis airbags, além de painel de instrumentos multifunção como o do Renegade, entre outros itens. Quem viaja atrás tem espaço de sobra para as pernas, mas o assento do meio tem o assento curto – só serve para crianças. Seleciono o D na alavanca de câmbio – que fica na coluna de direção – e a picape-caminhão parte com desenvoltura. O capô é alto e não dá para ver bem o que está à frente – um problema na cidade, onde essa RAM é quase inviável para o uso cotidiano.

No asfalto, apesar da direção pesada, ela até que é ágil (fizemos uma prova de slalon!). Na terra enlameada, acelero forte e a picape de tração traseira só não roda por causa do controle de estabilidade. Aciono o 4×4 (só recomendado na terra) e a RAM se comporta melhor. As suspensões seguem com eixos rígido, mas agora têm molas helicoidais atrás, no lugar do feixe de molas. O conforto surpreende: ela pula menos que muitas picapes médias. Em situações piores, a reduzida multiplica a força e a picape parece capaz de subir paredes. Esse teste não deu pra fazer, mas se fosse escolher um carro para encarar o Apocalipse, seria essa RAM 2500.

—–

Ficha técnica:

RAM 2500 Laramie

Preço básico: R$ 249.900
Carro avaliado:
R$ 249.900
Motor:
6 cilindros em linha 6.7, 24V, turbodiesel
Cilindrada: 6690 cm3
Combustível: diesel
Potência: 330 cv a 2.800 rpm
Torque: 104 kgfm a 1.600 rpm
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: hidráulica
Suspensões: eixo rígido com molas helicoidais (d/t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: 4×2 ou 4×4, com reduzida e neutro
Dimensões: 6,030 m (c), 2,009 m (l), 1,974 m (a)
Entre-eixos: 3,797 m
Pneus: 275/70 R18
Caçamba: 1.030 kg ou 1.240 litros + RAM boxes (2×130 litros)
Tanque: 117 litros
Peso: 3.410 kg
0-100 km/h: não divulgada
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo: não divulgado
Nota do Inmetro: não participa (carro a diesel)

blog comments powered by Disqus