A volta do mito

Honda investe na esportividade e traz de volta o celebrado Civic Si. Ele agora é um cupê importado do Canadá e tem motor 2.4 de 206 cv

Ele está de volta! O Honda Civic Si ressurgiu no mercado brasileiro. O esportivo foi uma das atrações do estande da Honda no último Salão do Automóvel de São Paulo. Se no passado o Civic Si era um sedã de quatro portas, produzido de 2007 a 2010, na fábrica de Sumaré, no interior de São Paulo, agora o modelo é um cupê e passa a ser importado do Canadá.

Sua personalidade continua sendo a de um esportivo dos velhos tempos e ele voltou em plena forma. O Civic Si nacional trazia sob o capô um motor 2.0 aspirado de 192 cv. Já esse Si importado do Canadá tem essência na mecânica 2.4 de 206 cv de potência. Verdade é que a potência cresceu em 15 cv, mas é o torque maior, entregue em rotações mais baixas, que faz a diferença – ele passou de 18,9 kgfm a 6.100 rpm para 23,9 kgfm a 4.400 rpm. Segundo a Honda, toda a calibração desse motor 2.4 para o Brasil foi feita com gasolina comum.

Esse propulsor de 4 cilindros em linha gosta das rotações mais elevadas. O fôlego do motor 2.4 aspirado muda a partir das 4.000 rpm (quando 80% do torque já estão disponíveis). A partir daí, ao volante, aparecem reações vigorosas e rápidas respostas. O motorista pode acompanhar pelos dois mostradores no painel o quanto de potência está sendo utilizada ou até o funcionamento do sistema VTEC. E como manda a cartilha dos esportivos, o câmbio é manual de seis marchas com engates curtos e muito precisos. Por isso, o carro é muito celebrado pelos fãs de esportivos. As pedaleiras de alumínio têm um desenho e um posicionamento que facilita o punta-tacco – manobra em que se acelera e freia ao mesmo tempo apenas com o pé direito durante as frenagens. Já a caixa de direção tem comportamento direto e aumenta a dirigibilidade, principalmente em circuitos fechados.

Se o Honda Civic Si impressiona por sua aceleração ou pela sua capacidade de tração, por outro lado também seduz pela dinâmica e pelo equilíbrio. No circuito particular da Fazenda Capuava, em Indaiatuba, no interior de São Paulo, o Civic Si mostrou uma pequena tendência de sair de frente (subesterçante) só ao contornar as curvas mais rapidamente, o que é normal em carros com tração dianteira. Nesse caso, basta uma leve tirada de pé do acelerador que o Civic Si já corrige sua trajetória. Para o Brasil, a suspensão foi erguida em 1,5 cm por conta do nosso asfalto. 

O Civic Si dá um show de desempenho sim, mas por dentro também não decepciona. A cabine do cupê esportivo exibe detalhes em fibra de carbono e costuras em vermelho. Os assentos com desenho esportivo abraçam muito bem o motorista e tem generosas abas laterais, que não deixam o corpo escorregar nas curvas. Além disso, a tela de 7” no painel é sensível ao toque. Enfim, com todo esse pacote e poderio mecânico, o Honda Civic Si está de volta ainda mais sedutor para aqueles consumidores que apreciam um modelo esportivo com muita personalidade – pois, de quebra, ainda traz um câmbio manual de seis marchas, como nos velhos tempos. Se você se enquadra nesse perfil, saiba que ele custa R$ 119.900.

Assista ao vídeo

blog comments powered by Disqus