Avaliação: Jeep Renegade ganha uma pitada extra de fôlego

As grandes novidades da linha 2017 do SUV compacto estão no novo motor 1.8 e na estreia da versão Limited, que chega por R$ 97.990

6325

Uma crítica recorrente das versões flex do Jeep Renegade era o desempenho do motor 1.8 E.torQ Evo. Afinal, o SUV devia uma pitadinha de fôlego, especialmente nas ultrapassagens e retomadas. A Jeep correu atrás e a linha 2017 do Renegade chega trazendo o novo motor E.torQ VIS, que estreou na picape Fiat Toro Freedom, no início de 2016. A grande diferença dele está no coletor de admissão variável (VIS ou Variable Intake System), garantindo melhores respostas e mais disposição desde os baixos giros.

O E.torQ VIS caiu como uma luva ao Renegade e agrada ao proporcionar uma dirigibilidade esperta, além de 7 cv e 2 kgfm a mais que o antigo propulsor. Agora, com etanol são 139 cv e 19,3 kgfm de torque – 85% já disponível a partir de 2.000 rpm. A faixa de rotação baixou cooperando no silêncio interno durante acelerações ou em velocidades constantes. A tecla Sport transmite um “quê” de esportividade ao mudar a calibração do pedal do acelerador e retardar as trocas de marchas (nas versões automáticas). Já pensando em eficiência, outra novidade é o start-stop, trazendo funcionamento suave ao desligar/ligar o motor nas breves paradas (como nos semáforos), além da instalação de pneus “verdes”.

Junto com o novo motor, o Renegade 2017 também recebeu a versão Limited (das fotos). Essa topo de linha das configurações flex custa R$ 97.990 e seu visual se diferencia pela pintura prata na grade dianteira, capa dos retrovisores e rack, teto preto e rodas de 18” exclusivas. Em comodidade, têm chave presencial, faróis de xenônio, espelho interno eletrocrômico, bancos de couro, sensores crepuscular e de chuva, rebatimento elétrico dos retrovisores e tela de TFT de 7” no quadro de instrumentos.

Embora recheada, a Limited tem preço próximo ao do irmão maior Jeep Compass Sport Flex (R$ 99.990). E falando em Renegade, nossa recomendação seria pela versão Longitude (R$ 90.990). Segundo a Jeep, ela responde pelo maior mix de vendas (25%) e isso pode ajudar na revenda. O Renegade Longitude tem preço menor que o do líder HR-V EX (R$ 93.000), além de ser mais bem equipado. Só para lembrar, no Jeep há ar-condicionado de duas zonas, câmera de ré e sensor de estacionamento.

—–

Ficha técnica:

Jeep Renegade Limited

Preço básico: R$ 97.990
Carro avaliado: R$ 97990
Motor: 4 cilindros em linha 1.8, 16V, coletor de admissão variável
Cilindrada: 1.747 cm3
Combustível: flex
Potência: 135 cv a 5.750 rpm (g) e 139 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 18,7 kgfm a 3.750 rpm (g) e 19,3 kgfm a 3.750 rpm (e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,232 mm (c), 1,798 m (l), 1,696 (a)
Entre-eixos: 2,570 m
Pneus: 225/55 R18
Porta-malas: 273 litros (1.300 litros com o banco traseiro rebatido)
Tanque: 60 litros
Peso: 1.465 kg
0-100 km/h: 11s9 (g) e 11,1 (e)
Velocidade máxima: 180 km/h (g) e 182 km/h (e)
Consumo cidade: 9,5 km/l (g) e 6,5 km/l (e)
Consumo estrada: 10,9 km/l (g) e 7,6 km/l (e)
Nota do Inmetro: C
Emissão de CO2: 134 g/km
Classificação na categoria: B (Utilitário Esportivo Compacto)

blog comments powered by Disqus