Avaliação: Nissan Kicks S se destaca pela boa dirigibilidade

O Nissan Kicks agora é nacional. Por isso, aumentou sua oferta de versões e oferece câmbio manual de cinco marchas na mais barata

8788

Quer um crossover bom de andar e com preço acessível? Aposte no Nissan Kicks S, uma das opções mais em conta desse segmento. E não se deixe levar pelo visual modesto comparado às demais versões, pois suas grandes qualidades aparecem ao volante. O motor 1.6 junto e o câmbio manual de cinco marchas oferecem uma condução esperta, graças ao menor peso (1.109 kg) do que o dos rivais Jeep Renegade 1.8 (1.393 kg) e Hyundai Creta Attitude 1.6 (1.296 kg). Há força desde os baixos giros, permitindo saídas de semáforos ligeiras e ultrapassagens seguras na estrada.

Percorremos 272 km de Resende (RJ) a São Paulo. Nesse percurso, o Kicks 1.6 S agradou não só pelo desempenho, como também pelo câmbio bem escalonado, com engates precisos e pedal de embreagem leve. Dirigindo a 100 km/h, o ponteiro do conta-giros marcava abaixo das 3.000 rpm, contribuindo no silêncio interno. O quadro de instrumentos tem indicador para trocas de marchas. O rodar é macio e também ajudam no conforto, as rodas de aço de 16” com pneus de perfil maior comparado aos das versões 1.6 SV (R$ 85.600) e 1.6 SL (R$ 94.900), que usam rodas de liga leve com aro 17.

Esse conjunto macio deixa a carroceria rolar um pouco nas curvas rápidas. Caso algo dê errado, você precisará de braço para segurar o Kicks S, pois os controles eletrônicos de tração e de estabilidade são opcionais, disponibilizados no pacote Pack Safety, que eleva o preço do carro a R$ 71.700. Vale a pena comprar esse opcional. Embora seja uma versão de entrada, o Kicks S tem um interior bem cuidado, com destaque para os ótimos bancos, muito confortáveis.

Não há central multimídia na versão de entrada, mas sim rádio MP3. Outros itens de série são: ar-condicionado, alarme, direção elétrica, isofix, volante multifuncional e vidros/retrovisores elétricos. Já para aqueles consumidores em busca de algo a mais, essa configuração do Kicks também é oferecida com câmbio CVT (continuamente variável) por R$ 79.200. Além da transmissão, ela adiciona rodas de liga leve de 16”, controles de tração e de estabilidade e assistente de partida em rampas. Aí depende da sua necessidade, mas que o Kicks S manual é divertido de guiar não há dúvidas.


Ficha técnica:

Nissan Kicks S

Preço básico: R$ 70.500
Carro avaliado: R$ 70.500
Motor: 4 cilindros em linha 1.6, 16V, comando de válvulas continuamente variável
Cilindrada: 1598 cm3
Combustível: flex
Potência: 114 cv a 5.600 rpm (g/e)
Torque: 15,5 kgfm a 4.000 rpm (g/e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,295 m (c), 1,760 m (l), 1,590 m (a)
Entre-eixos: 2,610 m
Pneus: 205/60 R16
Porta-malas: 432 litros
Tanque: 41 litros
Peso: 1.109 kg
0-100 km/h: 11s (g/e)
Velocidade máxima: 175 km/h (g)
Consumo cidade: 11,1 km/l (g) e 7,8 km/l (e)
Consumo estrada: 13 km/l (g) e 9,0 km/l (e)
Emissão de CO2: 112 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Utilitário Esportivo Compacto)

blog comments powered by Disqus