Avaliação: Porsche Cayenne GTS tem desempenho contido

O Cayenne GTS não é o mais potente membro da família. Mesmo assim, ele impressiona por sua dirigibilidade aguçada

4282

O motor V6 3.6 biturbo desenvolve 440 cavalos de potência e 61 kgfm de torque já a baixas 1.600 rpm e faz de 0-100 km/h em 5,1 segundos. Esses números poderiam sugerir um esportivo. E é. O Porsche Cayenne GTS nem sequer é o mais forte da família, pois há ainda o Turbo (520 cv) e o Turbo S (570 cv). Mesmo assim ele impressiona por sua dirigibilidade rápida. Com relação peso/potência de 4,7 kg/cv e tração integral, essa configuração GTS (de Gran Turismo Sport), também encontrada no Porsche 911, arranca forte e nem parece pesar mais de duas toneladas.

Tal desempenho é auxiliado pelo câmbio automático de oito marchas com opção de mudanças sequenciais pelas borboletas atrás do volante ou na alavanca. Um botão no console central deixa o ronco mais intimidador e, dependendo da rotação, são emitidos “pipocos” durante as trocas ou reduções. A experiência de dirigir esse Porsche fica melhor pelos três modos de condução: Comfort, Sport e o mais divertido Sport Plus, que alteram parâmetros do carro como respostas do motor, da transmissão, da suspensão e da caixa de direção.

Com esses modos, a carga dos amortecedores pode ser regulada e a altura da suspensão se torna ajustável – no modo Sport Plus ela rebaixa automaticamente. Dessa forma, o motorista pode deixar a suspensão à sua maneira, independente dos outros parâmetros, por exemplo: guiar no modo Comfort com os amortecedores no Sport Plus e a suspensão mais rebaixada. O visual fica “matador” e não há perda significativa no conforto. Existe ainda uma altura mais baixa para carregar o porta-malas, que é desativada logo que o carro começa a andar.

Apesar de suas dimensões, esse crossover é um devorador de curvas transmitindo muita segurança, enorme estabilidade e mínima rolagem de carroceria.  Apesar dos 440 cavalos, é possível utilizá-lo diariamente, mas seu consumo é alto. Até fizemos médias urbanas de 9 km/l, porém rodando a 45 km/h em sexta marcha. Além disso, há start-stop (desliga o motor durante breves paradas) e a função Velejar, que engata o ponto morto do câmbio ao aliviar o pé do acelerador. Claro que, por estar logo abaixo das versões turbo, o Cayenne GTS é para poucos. Ele custa R$ 582.000.

—–

Ficha técnica:

Porsche Cayenne GTS

Preço básico: R$ 582.000
Carro avaliado: R$ 582.000
Motor: 6 cilindros em V, 24V, duplo comando variável, biturbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 3604 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 440 cv a 6.000 rpm
Torque: 61 kgfm de 1.600 a 5.000 rpm
Câmbio: automático sequencial, oito marchas
Direção: hidráulica
Suspensões: independentes (d/t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Dimensões: 4,855 m (c), 1,954 m (l), 1,688 m (a)
Entre-eixos: 2,895 m
Pneus: 295/35 R21
Porta-malas: 670 litros
Tanque: 85 litros
Peso: 2.110 kg
0-100 km/h: 5s2 (5s1 com Sport Chrono)
Velocidade máxima: 262 km/h
Consumo cidade: 6,4 km/l
Consumo estrada: 8,8 km/l
Nota do Inmetro: E
Emissão de CO2: 190 g/km
Classificação na categoria: C (Esportivo)

blog comments powered by Disqus