Avaliação: Renault Captur 1.6 vai bem na cidade e na estrada

Com bom preço e espaço interno generoso, o Renault Captur quer conquistar o consumidor. Confira a nossa avaliação

35347

Depois de conhecer os atributos do Renault Captur, agora chegou a vez de avaliar o desempenho da versão de entrada Zen 1.6 SCe. Ela custa R$ 78.990 e agrada tanto pelo pacote de equipamentos quanto pela dirigibilidade condizente com a proposta familiar do crossover. (Confira aqui as versões e preços do Captur)

Sob o capô, o novo “milisseis”, que estreou primeiramente no Logan e no Sandero, traz aperfeiçoamentos focados na eficiência. Entre as mudanças estão o bloco, o pré-cárter e a tampa da corrente em alumínio, que reduziram o peso do conjunto em 30 kg, sistema de gerenciamento da bateria (que regenera a energia das frenagens), injetores localizados no cabeçote e comando de válvulas variável na admissão. A potência é de até 120 cv (etanol). Ou seja, 2 cv a mais em relação ao Logan.

O Captur Zen 1.6 pesa 1.273 kg e embala bem saindo da imobilidade, com boa dose de fôlego desde os giros mais baixos. Um crossover bom de guiar na cidade e que não decepciona na estrada. Ele acorda acima de 2.500 rpm e oferece um comportamento linear. Já o câmbio manual de cinco marchas possui relações curtas e engates precisos. Em trechos rodoviários, andando a 100 km/h o ponteiro do conta-giros indica 3.000 rpm. No entanto, uma sexta cairia muito bem e ajudaria tanto a diminuir a faixa de rotação quanto beneficiar o consumo de combustível.

Durante nossa avaliação, com o botão Eco acionado — que reduz o consumo em 10%, segundo o fabricante — conseguimos cravar médias urbanas de 8,3 km/l e rodoviárias de 12,4 km/l (aferido pelo computador de bordo). Ainda em 2017, o motor 1.6 ganhará a opção de transmissão CVT (continuamente variável).

As suspensões absorvem bem as irregularidades do asfalto, porém, essa maciez toda cobra o seu preço fazendo a carroceria rolar um pouco a mais nas curvas contornadas mais rapidamente. Nada que assuste! A direção oferece assistência eletro-hidráulica e é um pouco pesada para manobrar em baixa velocidade. As rodas são de aro 17”.

Um destaque do Captur está nas suas dimensões avantajadas e na cabine ampla. Aliás, o nosso Captur é fabricado em São José dos Pinhais (PR) e compartilha a plataforma com o Duster.  O entre-eixos de 2,67 m garante ótimo espaço para as pernas de quem viaja atrás, enquanto o porta-malas é de 437 litros.

A posição de dirigir, assim como os confortáveis bancos, a grande área envidraçada e o isolamento acústico são dignos de elogios. Por dentro, o Captur “derrapa” pelo uso extenso de plásticos duros no acabamento e por oferecer algumas soluções antigas de ergonomia, como os comandos satélites na coluna de direção, os comandos do ar-condicionado e o acabamento cromado do pomo de câmbio – vindo da dupla Logan e Sandero.

Outra crítica vai para a posição dos botões do limitador/controlador de velocidade e do já citado botão Eco em frente ao freio de estacionamento. Em comodidade, a chave presencial é do tipo cartão (como era no Mègane e é no Fluence) e a central multimídia Media NAV (opcional) tem tela sensível de 7” e uma interface muito fácil e intuitiva de utilizar.

O Captur Zen 1.6 possui atributos para conquistar os consumidores. Seja pelo preço ou pelas dimensões.

FICHA TÉCNICA

Renault Captur 1.6 16V SCe

Preço básico: R$ 78.900
Carro avaliado: R$ 78.900
Motor: 4 cilindros em linha 1.6, 16V, comando variável na admissão
Cilindrada: 1.597 cm3
Combustível: flex
Potência: 118 cv a 5.500 rpm  (g) e 120 cv a 5.500 rpm (e)
Torque: 16,2 kgfm a 4.000 rpm (g/e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Direção: eletro-hidráulica
Suspensões: McPherson (d) eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,329 m (c), 1,813 m (l), 1,619 m (a)
Entre-eixos: 2,673 m
Pneus: 215/60 R17
Porta-malas: 437 litros
Tanque: 50 litros
Peso: 1.273 kg
0-100 km/h: 13s4 (g) e 11s9 (e)
Velocidade máxima: 168 km/h (g) e 169 km/h (e)
Consumo cidade: 7,0 km/l (e) e 10,2 km/l (g)
Consumo estrada: 7,4 km/l (e) e 10,8 km/l (g)
Emissão de CO2: 128 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: A (utilitário esportivo grande)

*tomando como base os dados de consumo do Duster 1.6 MT5

blog comments powered by Disqus