Avaliamos o Porsche Macan GTS

É um crossover ou um esportivo disfarçado de crossover? As duas alternativas estão corretas. O Porsche Macan GTS (sigla para Gran Turismo Sport) debutou no Salão de Tóquio do ano passado e veio para ocupar um lugar entre as versões S e Turbo – um posicionamento já seguido pelo irmão maior Cayenne. E esse Macan faz merecer as três letras G-T-S. Seu motor V6 3.0 é o mesmo encontrado na configuração S (340 cv), mas retrabalhado e com pitadas de veneno, por exemplo, com o aumento da pressão dos dois turbos para 1,2 bar (é de 1,0 bar na S).

Com isso, a potência saltou para 360 cv e o torque foi a 51 kgfm disponíveis entre 1.450 e 5.000 rpm. Ou seja, lado a lado com a configuração S, a GTS possui 20 cv e 4 kgfm a mais. Atrelado ao bloco 6 cilindros em V está o câmbio PDK (Porsche Doppelkupplung) de dupla embreagem e sete marchas. É impossível fica indiferente e não dizer que essa transmissão é uma obra-prima da engenharia, com mudanças extremamente rápidas e imperceptíveis. O resultado dessa combinação mecânica está no comportamento do Macan GTS, com respostas ágeis desde os giros mais baixos, acompanhadas de um ronco característico dos carros Porsche.

Apesar de suas quase duas toneladas, esse crossover acelera de 0-100 km/h em 5,2 segundos e atinge a máxima de 256 km/h. Todas essas características do Macan GTS ficam mais evidentes ao escolher entre os modos de condução Sport e Sport Plus, que alteram parâmetros como respostas do câmbio, da direção, do acelerador e muda a rigidez da suspensão, entre outros. A dinâmica do Macan GTS é beneficiada pela tração integral. O sistema Porsche Traction Management (PTM) pode variar a distribuição do torque entre os eixos dianteiro e traseiro (de 100% na frente a 100% atrás).

Em uma condução normal, a força é totalmente enviada para a traseira e, dependendo da situação, o PTM pode transmitir até 100% para as rodas da frente. A suspensão adaptativa com acerto esportivo (PASM) é de série e 15 mm mais baixa comparada à versão S. Nas curvas das Ilhas Canárias, onde aconteceu o test-drive, o modelo mostrou-se muito à mão. Apesar do estilo de carroceria, o crossover permitiu até certos abusos sem dar sustos ou escapar de frente ou de traseira. Já os freios são emprestados da versão Turbo, possuindo discos de 360 mm de diâmetro na frente e de 330 mm atrás. As rodas aro 20 deixam à mostra as pinças de freios (seis pistões no conjunto dianteiro) pintadas de vermelho e vestem pneus de medidas 265/45 na dianteira e de 295/40 na traseira.

O diferencial de bloqueio eletrônico é opcional. Não é só o temperamento esportivo do GTS que encanta. Por fora, o visual também é de arrasar, com os detalhes de carroceria escurecidos no defletor traseiro, nos faróis e nas lanternas, nas laterais, nos emblemas e nas grades. Por dentro, as diferenças estão nos bancos esportivos forrados de couro e alcantara e na nova central multimídia Porsche Communication Management (PCM), que estreou no Porsche 911, com tela de 7” e novas funções, como informações de trânsito em tempo real. Para o Brasil, a chegada desse Macan GTS está programada ainda para o primeiro semestre deste ano.

—–

Ficha técnica:

Porsche Macan GTS

Preço estimado: R$ 450.000
Carro avaliado: R$ 450.000
Motor: 6 cilindros em V 3.0, 24V, biturbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 2997 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 360 cv a 6.000 rpm
Torque: 51 kgfm entre 1.650 e 4.000 rpm
Câmbio: automatizado, sete marchas, dupla embreagem
Direção: elétrica
Suspensões: braços transversais (d) e trapezoidal (t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: integral com distribuição eletrônica
Dimensões: 4,692 m (c), 1,926 m (l), 1,609 m (a)
Entre-eixos: 2,807 m
Pneus: 265/45 R20 (d) e 295/40 R20 (t)
Porta-malas: 500 litros (1.500 litros com os bancos rebatidos)
Tanque: 68 litros
Peso: 1.895 kg
0-100 km/h: 5s2 (5s0 com o pacote Sport Chrono)
Velocidade máxima: 256 km/h
Consumo cidade1: entre 8,4 km/l e 8,7 km/l*
Consumo estrada1: entre 12,8 km/l e 13,5 km/l*
Nota do Inmetro: não participa
Classificação na categoria: não participa

blog comments powered by Disqus