Volkswagen Golf: compre o hatch, leve a perua (e esqueça SUVs e crossovers)

4034

 

Vez ou outra aparecem em nosso mercado pequenas “aberrações” nos preços dos automóveis. Já vimos um sedã premium alemão custar mais de 50% mais que o rival, sendo que ambos valem o mesmo em todos os outros mercados onde são vendidos. Já vimos carro custando quase o mesmo que o mesmo com motor 1.6 ou 2.0. Já vimos muitas disparidades, e chegou a hora de ver a Volks vendendo sua excelente perua (ou station wagon, como preferir) Golf Variant por quase o mesmo preço que custa o Golf hatch com exatamente a mesma mecânica e o mesmo pacote de equipamentos.

Hoje, o Golf com motor 1.4 TSI e transmissão automática (convencional, Tiptronic), conforme o “Monte seu Carro” do site da Volks, sai por exatos R$ 107.600. A perua, no mesmo sistema, sai por R$ 107.980. Por esses R$ 380 extras, você troca o hatch pela perua e faz um excelente negócio, principalmente se procura um carro para o uso familiar ou simplesmente carrega muita tralha por aí.

O grande ganho está justamente no porta-malas, que graças ao comprimento 31 cm maior na perua, passa dos 313 litros do hatch para 605 – em ambos respeitando a altura dos vidros. É uma diferença enorme: a perua leva quase o dobro de bagagem (rebatendo os bancos e carregando até o teto, são 1.620 litros na perua e 1.270 do hatch). No mais, você perde menos de um segundo no 0-100 km/h – contra os excelentes 8s6 do hatch, a perua leva ainda ótimos 9s5 – e o consumo, se piora alguns décimos na cidade (7,7 e 11,3 km/l no hatch, 7,5 e 10,9 na perua),  melhora um tiquinho na estrada (9,5 e 13,7 no hatch, 9,5 e 13,8 na perua).

Essa é uma boa chance para fazer uma compra mais inteligente, fugindo da modinha de crossovers-SUVs. Se você estava pensando em gastar algo na faixa de R$ 100.000 em um deles, é hora de rever seus conceitos. De cara, como estávamos falando em porta-malas, vale lembrar que contra os 605 litros da Golf Variant, o Jeep Renegade leva apenas 260 litros, Peugeot 2008 e Ecosport levam trezentos e poucos (o mesmo que o Golf hatch) e Honda HR-V e Nissan Kicks passam pouco de 400.

Além disso, a station é bem mais segura que os crossovers e SUVs para motorista e passageiros – essa Golf Variant, além de naturalmente ser mais estável, por ser mais baixa e portanto mais “assentada”, tem controles de estabilidade e tração, diferencial eletrônico XDS, sete airbags (até para joelho do motorista), isofix e, muito provavelmente, cinco estrelas no crash-test – resultado do hatch já com os novos critérios, que fizeram o Chevrolet Onix “zerar” e não devem ser muito favoráveis para nossos tão procurados crossovers e SUVs.

Para completar, assim como o hatch, é também muito bem equipada em itens de série, muito mais do que os crossovers e SUVs de mesmo valor – e ainda tem pacotes de opcionais sofisticadíssimos (porém caros). Falando em opcionais, vale notar que se você for levar o piloto automático adaptativo, a perua fica mais barata que o hatch, já que o item custa R$ 3.990 na perua e R$ 6.354 no hatch. A aerodinâmica, seja do hatch ou da perua, também é melhor que a dos crossovers e SUVs, tanto pelas formas quanto pela distância do solo, e acaba por favorecer o consumo, já baixo em função do downsizing (uso de motor pequeno e  turbinado).

Ah, e se você não faz questão de tanto equipamentos de luxo, a Golf variant Comfortline mantém a excelente mecânica, inclusive o câmbio automático, e custa R$ 97.020, menos que um Golf hatch 1.4 manual – e menos ou o mesmo que as versões top de HR-V, Kicks, Renegade e cia. Sem dúvida, essa é sua grande chance de se libertar da ditadura dos SUVs. Peruas já!

blog comments powered by Disqus