Comparativo: Chevrolet Cruze Sport6 2017 encara VW Golf e Ford Focus

Colocamos o Chevrolet Cruze Sport6 2017 frente a frente contra Golf Highline e Ford Focus. Quem deles é o maioral?

41518

 

Cadê os hatches médios? Tão populares pelo apelo esportivo, hoje eles estão ofuscados pelos “queridinhos” crossovers. Aliás, segundo o balanço semestral da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de veículos Automotores), de janeiro a junho deste ano, os hatches médios responderam por 2,44% do mercado, enquanto os crossovers, 17,78%. Uma boa diferença. Mas, se você quer fugir do lugar-comum de Honda HR-V & cia, não precisa de espaço interno e prioriza uma dirigibilidade mais colada no chão…

A segunda geração do Chevrolet Cruze Sport6 está inteiramente nova (leia aqui) em relação ao antecessor lançado, em 2012. De igual, restou só o nome. A fim de comprovar seus aperfeiçoamentos de engenharia e de mecânica, o desafiamos para um racha contra Ford Focus SE Plus e Volkswagen Golf Highline. E aí, quem leva a melhor?

Falando no seu bolso, o Focus SE Plus (R$ 94.900) pode ser mais barato comparado ao Cruze Sport6 LTZ (a partir de R$ 101.190) e Golf Highline (inicias R$ 100.346 manual ou R$ 105.870 automático). No entanto, o Ford não oferece alguns itens de conforto/conveniência encontrados de série nos rivais.

O Cruze Sport6 tem DNA mais esportivo comparado ao irmão sedã. As diferenças começam na dianteira exibindo para-choque exclusivo, grade do radiador no estilo RS (igual ao do modelo norte-americano) e faróis com iluminação diurna em LED. A traseira é 21,7 cm mais curta em relação ao Cruze, com para-choque próprio, lanternas divididas em duas seções, ponteira de escape trapezoidal e aerofólio – de acordo com a Chevrolet, essa peça tem duas funções: dar continuidade ao teto e beneficiar o fluxo/turbilhonamento de ar.

O Golf Highline oferece o melhor acesso devido aos bons ângulos de abertura das portas dianteiras e traseiras. Além disso, a cabine do Volks mostra materiais bem sensíveis ao toque. Uma vez dentro do Chevrolet, o requinte interno fica pelas áreas almofadadas no painel. O interior do Focus possui plásticos inferiores ao dos concorrentes, principalmente na região do console central.

A posição de dirigir desses três hatches é voltada para o prazer de condução. Dos três modelos, os assentos do Golf merecem destaque pelas abas laterais mais pronunciadas ajudando a segurar melhor o corpo nas curvas. Os bancos do Cruze são macios e primam pelo conforto dos ocupantes. Já a densidade das espumas dos bancos do Focus é a mais firme dos três modelos. 

Quem viaja atrás encontra melhor espaço para cabeça no Golf. Afinal, devido ao caimento do teto do Cruze, as pessoas com alta estatura podem raspar a cabeça no teto. O Chevrolet é imbatível no quesito entre-eixos com 2,700 m (o mesmo do sedã). O elevado túnel central do Golf rouba o espaço do quinto ocupante. E isso tem uma explicação: lá fora, existem versões do Volks dotadas de tração integral 4Motion, como a radical R de 296 cv de potência. O Ford transmite maior sensação de aperto.

A visibilidade do Cruze Sport6 foi melhorada em 11%, contudo, o Golf supera os oponentes. A do Focus poderia ser melhor frente a Golf e Cruze Sport6.  O Chevrolet possui o melhor isolamento acústico e é quem transmite menor vibração em marcha lenta. Em conectividade, todos eles oferecem modernas centrais multimídias com telas sensíveis ao toque. Tanto o Focus SE Plus quanto o Cruze Sport6 LTZ trazem esse equipamento de série. De série, o Golf tem a Composition Media com tela de 6,5″ (sem navegação). Quem preferir mais recursos pode escolher pela Discover Media (com navegação) tendo monitor touch screen de 6,5″ nos pacotes Elegance (R$ 6.087) e Exclusive (R$ 13.330) ou pela topo de linha Discover Pro de 8” no Premium (R$ 28.368).

O Cruze Sport6 traz o serviço de concierge OnStar, agora com sistema de diagnóstico avançado. Essa tecnologia estará futuramente nos demais modelos da Chevrolet. Por meio do app instalado no smartphone, o proprietário pode monitorar os principais sistemas do carro (airbags, emissões, motor, transmissão) prevendo antecipadamente algum problema. No Ford, em caso de acidente e se houver o acionamento dos airbags ou o corte de combustível, o assistente de emergência liga automaticamente para o SAMU (192).

Ainda falando em comodidades, o teto solar elétrico é oferecido de série no Cruze LTZ. No Focus, ele só está disponível a partir da configuração Titanium 2.0 (R$ 103.400). E no Golf custa R$ 4.500.

O porta-malas do Focus é o mais profundo dos três, porém, o pênalti está na “boca” do compartimento de cargas menor em relação ao Cruze Sport6 e Golf, que tem melhor acessibilidade. O desenho do para-choque traseiro do Cruze é alto podendo incomodar um pouco na hora de carregar malas pesadas.

Turbo vs aspirado 

Se no passado, o Cruze Sport6 tinha motor aspirado Ecotec 1.8 flex de até 144 cv de potência com etanol, hoje ele bebe na fonte do downsizing trazendo propulsor 1.4 turbo flex de 153 cv (e) – também presente no Cruze e no Tracker. O Golf passou a ser feito em São José Pinhais (PR) no início deste ano – de onde saem os Audi A3 Sedan e Q3 – e recebeu bloco 1.4 TSI flex de 150 cv (g/e) – antes, tinha 140 cv somente com gasolina. O único aspirado dessa trupe é o Focus equipado com uma unidade 2.0 de 178 cv (e). 

O Cruze Sport6 está 110 quilos mais leve e possui relação peso x potência de 8,52 kg/cv contra 10,13 kg/cv do modelo anterior. Nos concorrentes é de 8,73 kg/cv no Golf e de 7,72 kg/cv no Focus.

Os propulsores turbinados do Cruze e do Golf são elásticos e transmitem boa dose de fôlego desde cedo. Entre Chevrolet, Volks e Ford, o Golf entrega melhor aceleração e ágeis trocas de marchas. E falando em câmbio… Junto com a nacionalização do Golf, a excelente caixa de dupla embreagem DSG e sete marchas foi substituída pela transmissão automática Tiptropnic de seis. No entanto, o Golf continua (muito) empolgante de dirigir. Quem quiser um dose a mais de emoção pode trocar sequencialmente as marchas pela alavanca no Cruze Sport6, pelas borboletas no Focus e tanto pelas borboletas quanto pela alavanca no Golf.

Por ser aspirado, o Focus não sofre com o turbo lag (aquele atraso antes do turbocompressor encher) – menor no Cruze – e arranca com vigor partindo da imobilidade. Entretanto, a transmissão de dupla embreagem PowerShift às vezes tropeça, como nas reduções. O Golf pode receber o seletor de modos de condução – a partir do pacote Elegance (R$ 6.087) -, com os programas ECO, Normal, Sport e Individual. Eles alteram os principais parâmetros do carro, entre eles, direção, transmissão, pedal do acelerador, entre outros.

A caixa de direção do Cruze Sport6 tem uma calibração específica sendo mais rápida e precisa ao esterço em relação ao Cruze. A do Golf é mais comunicativa dos três. Em suspensão, Cruze Sport6 e Volks usam eixo de torção na traseira – antes de ser nacionalizado, o Golf tinha conjunto independente.

O Golf possui um acerto mais firme em relação ao Cruze Sport6 e semelhante ao do Focus, garantindo boa dinâmica. As mudanças de trajetórias são mais rápidas no Golf – o Cruze é ligeiramente mais lento. Dos três, o Focus é o único com conjunto traseiro independente e ele dá um show de estabilidade e controle. O Golf se sobressai pelo diferencial traseiro XDS corrigindo a sua trajetória sem que o carro precise recorrer às interferências do controle de estabilidade.

O Cruze Sport6 é o mais macio deles e tem maior inclinação de carroceria. Fora isso, o conforto do Chevrolet é supremo em relação aos oponentes. Dependendo do piso, tanto o Golf quanto o Focus “batem seco”. Outra crítica do Ford é a alta sensibilidade do pedal do freio.

Pensando em eficiência, os modelos da Chevrolet e da Volkswagen trazem sistema start-stop, ambos com funcionamento bem suave tanto ao desligar quanto ao religar seus motores 1.4 turbo durante breves paradas, como nos semáforos.

Quando segurança é tudo

Em segurança, Golf e Cruze também se sobressaem ao Focus. Ao optar pelo pacote R7N (R$ 9.800), o Chevrolet pode receber alerta de colisão frontal, assistente de permanência em faixa, farol alto adaptativo, indicador de distância do veículo à frente, alerta de ponto cego, sistema de estacionamento automático, banco do motorista com ajustável eletricamente. 

O pacote Premium (R$ 28.360) inclui no Golf o assistente de luz para farol alto, sistema de monitoramento e freio de emergência para trânsito, assistente de estacionamento automático, acesso ao veículo e partida sem chave, sistema de proteção proativa dos passageiros, câmera de ré, banco do motorista com regulagem elétrica (inclusive de lombar), detector de fadiga e faróis de xenônio.

O carregador de celular sem fio é uma exclusividade do Cruze Sport6 e o Volks pode ter o piloto automático adaptativo – cobrado à parte por R$ 6.251 ou dentro do pacote Premium. 

O Golf poderia ter ganho essa batalha. Porém, seu preço inicial, a quantidade de itens opcionais e seu custo de manutenção atrapalhou o resultado final. Com todos os equipamentos, o Golf Highline custa R$ 138.738 – valor próximo ao do Audi A4 Attraction (R$ 161.220) ou mais caro que o Jeep Compass Limited 2.0 com transmissão automática de seis marchas (a partir de R$ 124.990). Do lado positivo do Volks, o Golf possui o menor custo ao calcular o quanto você gastará para percorrer 10.000 km

Já o Focus é uma boa opção de hatch médio, pois seu motor 2.0 aspirado oferece um bom desempenho, além do modelo ter um custo baixo das peças. Entretanto, o nosso vencedor declarado é o Chevrolet Cruze Sport6, principalmente pela melhor relação custo x benefício e a maior quantidade de itens de série. 

Fichas técnicas, notas e preços de peças/revisões

CHEVROLET CRUZE SPORT6 LTZ
Preço básico: R$ 101.190
Carro avaliado: R$ 110.540

Chevrolet Cruze Sport6 LTZ
Motor: 4 cilindros em linha 1,4, 16V, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1399 cm3
Combustível: flex
Potência: 150 cv a 5.600 rpm (g) e 153 cv a 5.200 rpm (e)
Torque: 24 kgfm a 2.400 rpm (g) e 24,5 kgfm a 2.000 rpm (e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensão: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,448 m (c), 1.807 m (l), 1,484 m (a)
Entre-eixos: 2,700 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 300 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.336 kg
0-100 km/h: 9s (e)
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo cidade: 11.3 km/l (g) e 7,6 km/l (e)
Consumo estrada: 13,6 km/l (g) e 9,3 km/l (e)
Emissão de CO2:  109 g/km
Com etanol: zero
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Grande)

Motor: 5
Câmbio: 4
Desempenho: 3
Consumo: 4
Segurança: 4,5
Equipamentos: 5
Multimídia: 4,5
Conforto: 3
Porta-malas: 1,5
Prazer ao dirigir: 3,5
Total: 3,8

Revisões Chevrolet Cruze Sport6:
1 ano ou 10.000 km: R$ 256
2 anos ou 20.000 km: R$ 596
3 anos ou 30.000 km: R$ 388
Total: R$ 1.240
Custo por 100 km: R$ 4,13
Garantia: 3 anos

Preço das peças Chevrolet Cruze Sport6:
Farol (esq.): R$ 4.674
Retrovisor (esq.): R$ 1.293
Roda (aro 17): R$ 1.540
Para-choque traseiro: R$ 4.776 
Lanterna: R$ 1.084,00 (lateral) e R$ 956,00
Total: R$ 14.323,00

Gasolina em 10.000 km: R$ 3.073,39
Etanol em 10.000 km: R$ 3.424,63 

Volkswagen Golf Highline 1.4 TSI
Preço básico: R$ 105.870 (automático)
Carro avaliado: R$ 138.738

Volkswagen Golf Highline 1.4 TSI
Motor: 4 cilindros em linha 1.4, 16V, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1395 cm3
Combustível: flex
Potência: 150 cv a 4.500 rpm (g/e)
Torque: 25,5 kgfm a 1.500 rpm (g/e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,255 m (c), 1,799 m (l), 1,468 m (a)
Entre-eixos: 2,638 m
Pneus: 205/55 R16 (opc. 225/45 R17)
Porta-malas: 313 litros
Tanque: 51 litros
Peso: 1.279 kg
0-100 km/h: 8s6 (g/e)
Velocidade máxima: 204 km/h (g/e)
Consumo cidade: 11,3 km/l (g) e 7,7 km/l (e)
Consumo estrada: 13,7 km/l (g) e 9,5 km/l (e)
Nota do Inmetro: B
Emissão de CO2: 109 g/km (com etanol = 0 g/km)
Classificação na categoria: B (Médio)

Motor: 5
Câmbio: 4
Desempenho: 3
Consumo: 4
Segurança: 4,5
Equipamentos: 3,5
Multimídia: 3,5 
Conforto: 2,5
Porta-malas: 2
Prazer ao dirigir:  4
Total: 3,6

Revisões Volkswagen Golf Highline 1.4:
10.000 km ou 1 ano: R$ 258,00
20.000 km ou 2 anos: R$ 722,00
30.000 km ou 3 anos: R$ 508,00
Total: R$ 1.488
Custo por 100 km: R$ 4,96
Garantia: 3 anos sem limite de quilometragem

Preço das peças Volkswagen Golf Highline 1.4:
Farol (esq.): R$ 8.610
Retrovisor (esq.): R$ 1.040
Roda (aro 17): R$ 2.385
Para-choque traseiro: R$ 1.280
Lanterna: R$ 1.315 (coluna) + R$ 1682
Total: R$ 16.312,00

Gasolina em 10.000 km: R$ 3.064,31
Etanol em 10.000 km: R$ 3.369,08 

Ford Focus SE Plus
Preço básico: R$ 94.900
Carro avaliado: R$ 94.900

Ford Focus SE Plus
Motor:
4 cilindros em linha 2.0, 16V, duplo comando variável
Cilindrada: 1999 cm3
Combustível: flex
Potência: 175 cv a 6.500 rpm (g) e 178 cv a 6.500 rpm (e)
Torque: 21,5 kgfm a 4.500 rpm (g) e 22,5 kgfm a 4.5000 rpm (e)
Câmbio: automatizado de dupla embreagem, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e Multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,360 m (c), 1,823 m (l), 1,469 m (a)
Entre-eixos: 2,648 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 316 litros
Tanque: 55 litros
Peso: 1.375 kg
0-100 km/h: 9s7 (e)
Velocidade máxima: 206 km/h (e)
Consumo cidade: 9,7 km/l (g) e 6,7 km/l (e)
Consumo estrada: 13 km/l (g) 9,2 km/l (e)
Nota do Inmetro: C  
Emissão de CO2: 123 g/km
Classificação na categoria: C (grande)

Motor: 3,5
Câmbio: 4,5
Desempenho: 2,5  
Consumo: 3
Segurança: 4,5
Equipamentos: 4
Multimídia: 4,5
Conforto: 2
Porta-malas: 2
Prazer ao dirigir: 2,5
Total: 3,3

Revisões Ford Focus SE Plus:
1 ano ou 10.000 km: R$ 384,00
2 anos ou 20.000 km: R$ 640,00
3 anos ou 30.000 km: R$ 608,00
Total: R$ 1.632
Custo por 100 km: R$ 5,44
Garantia: 3 anos sem limite de quilometragem

Preço das peças Ford Focus SE Plus:
Farol: R$ 1.275
Retrovisor (esq.): R$ 580
Roda (aro 17): R$ 980 
Para-choque traseiro: R$ 890
Lanterna: R$ 915,00
Total: R$ 4.640,00

Gasolina em 10.000 km: R$ 3.434,58
Etanol em 10.000 km: R$ 3.715,23 

Tabela de equipamentos: 

Focus SE Plus (R$ 94.900) Cruze Sport6 LTZ (R$ 101.190) Golf Highline 1.4 TSI (R$ 105.870)
Assistente de emergência S N N
Assistente de partida em rampas S S S
Assistente de estacionamento automático N O**** O ***
Assistente de permanência na faixa N O**** N
Alerta de pressão dos pneus S S S
Alerta de colisão frontal N O**** O***
Alerta de ponto cego N O**** N
Airbag de joelho N N S
Banco do motorista com ajuste elétrico N O**** O***
Carregador de smartphone por indução N O**** N
Câmera de ré S S O***
Controle de tração e estabilidade S/S S/S S/S
Comandos de voz S S S
Espelhamento do conteúdo do smartphone S S S (a partir do pacote Elegance*)
Farol alto adaptativo N O**** O***
ISOFIX S S S
Indicador de distância do veículo à frente N O**** O***
Luz diurna em LED S S O**
Modos de condução N N O*
Partida sem chave/remota do motor N/N S/S O*/N
Piloto automático adaptativo N N O (R$ 6.251)
Rodas 17″ 17″ 16″ – 17″ opc. (R$ 1.115)
Sensor crepuscular e de chuva S/S S/S S/S
Sensor de estacionamento diant./tras. N/S S/S S/S
Start-Stop N S S
Teto Solar N S O (R$ 4.500)
*pacote Elegance (R$ 6.087)
 **pacote Exclusive (R$ 13.300)
***pacote Premium (R$ 28.368)
****pacote R7N (R$ 9.800)
blog comments powered by Disqus