Compare as diferenças entre o Renault Kwid brasileiro e o Kwid indiano

Apesar do visual idêntico, o carro feito no Brasil sofreu várias mudanças para o modelo feito na Índia. E algumas delas foram bem relevantes

9839

Revelado em maio de 2015 no mercado indiano, o Renault Kwid tem no país asiático o mesmo papel que terá no Brasil: o de modelo de entrada da marca francesa. Apesar de serem visualmente iguais, o carro feito na cidade indiana de Chennai tem várias diferenças para o hatch produzido em São José dos Pinhais (PR). Segundo a montadora, 80% das peças são exclusivas do carro brasileiro. E as principais diferenças você confere a seguir. Confira também a galeria de fotos e outros detalhes do modelo.

A começar pelo exterior: o Kwid indiano é oferecido apenas com rodas de aço de 13 polegadas (aro 14 no carro brasileiro). Por outro lado, Kwid brasileiro perde o repetidor de seta lateral, posicionado na moldura da caixa de roda dianteira. Sob o capô, além do mesmo motor 1.0 (só que calibrado apenas para gasolina), o modelo indiano dispõe ainda de um bloco 0.8 de 54 cv.

No interior, o ‘nosso’ Kwid tem algumas diferenças no painel, como os comandos de ventilação colocados em posição mais baixa, abaixo dos controles dos vidros, e o quadro de instrumentos, que combina mostradores analógicos e digitais. O Kwid brasileiro também é bem mais completo que o indiano. Itens como os airbags laterais, lavador e desembaçador do vidro traseiro, fixação Isofix para assentos infantis, que são oferecidos por aqui desde a versão de entrada, não estão presentes nem na versão de topo do Kwid da Índia. Por outro lado, os indianos tem a opção do câmbio automatizado.

Segundo a Renault brasileira, outro diferencial do carro feito por aqui são os reforços estruturais no teto e nas laterais, que contribuíram para deixar o carro 150 kg mais pesado que o indiano, que no ano passado recebeu nota zero nos testes de impacto realizados pelo órgão independente Global NCAP.

O Kwid chega às lojas em agosto em três versões: Life (R$ 29.990), Zen (R$ 34.990) e Intense (R$ 39.990). Todas equipadas com o mesmo motor 1.0 de três cilindros e 70/66 cv (etanol/gasolina) e torque de 9,4 kgfm, e o câmbio manual de cinco marchas.

blog comments powered by Disqus