As diferenças das novas famílias VW Polo e Fiat Argo

Hatches que chegam neste ano ao mercado brasileiro darão origem a mais três modelos

17619

Vamos começar, evidentemente, pelas versões hatch. O Fiat Argo chega agora em junho e será oferecido em três versões: Attractive (essa com motores 1.0 Firefly de três cilindros ou 1.3 de quatro cilindros e transmissão manual ou automatizada de cinco velocidades); Essence (com motor 1.8 E. TorQ de 139cv e câmbio manual de cinco velocidades ou automático de seis velocidades) e Sporting (também com motor 1.8 E. TorQ e câmbio manual de cinco marchas). Com o motor 1.8, o Argo faz de 0 a 100 km/h em 9s5 e atinge a velocidade máxima de 200 km/h.

Em contrapartida, o hatch VW Polo chega em outubro, em três versões: Trendline (com motor 1.0 três cilindros de 82cv e câmbio manual de cinco marchas); Comfortline (essa com motor 1.6 de 120cv e câmbio manual e automatizado de cinco marchas) e Highline (Esse com motor 1.0 TSI de 125cv e câmbio manual ou automático, ambos de seis velocidades). Em preço, os hatches da Fiat e VW deverão ocupar faixas semelhantes: entre R$ 50 mil e R$ 55 mil nas versões de entrada, podendo chegar aos R$ 85 mil nas versões top de linha.

O sedã

Claro que a versão seguinte é a sedã. Nesse caso, chega primeiro o da Volkswagen, em outubro deste ano. O Virtus será oferecido com motor 1.6 de 120cv na entrada e câmbio manual de cinco marchas ou seis marchas automático. Na versão Highline, topo de linha, o Virtus terá motor 1.0 TSI três cilindros de 125cv. Como o Virtus chega com motor 1.6, seu preço deverá ser mais salgado, a partir dos R$ 65 mil.

A contrapartida da Fiat ainda não teve seu nome divulgado e é conhecido pelo seu nome de projeto X6S. O sedã da Fiat começará a ser oferecido com motor 1.0 Firefly de 77cv e câmbio manual de 5 velocidades. O X6S deverá ter preço mais atraente na entrada: Ao redor dos R$ 58 mil e chegará ao mercado em janeiro de 2018. Em ambos os casos, as versões de topo, tanto do VW Virtus como do Fiat X6S, poderão ter preços que deverão chegar aos R$ 100 mil em suas versões completíssimas, tanto o Virtus quanto o X6S com câmbio automático de seis marchas e seus motores mais potentes, com injeção direta e turbo no Virtus e 1.8 de 139cv no X6S.

SUVs e picape

Agora vamos falar de SUV, ou crossovers, como deverão ser as versões de jipe urbano de ambas as famílias italiana e alemã. O da VW, T-Cross, chegará primeiro, em meados do primeiro semestre do próximo ano. Terá apenas motorização turbo: três cilindros de 125cv para a versão de entrada, com câmbio manual e automático ou 1.4 turbo de 150cv, com câmbio manual ou automático de seis marchas nas versões top de linha.

O Crossover da Fiat, que chega apenas em 2019, também chamado pelo nome de projeto, X6U (Experimental plataforma 6 Utility), deverá ser oferecido com motorização 1.6 de 117cv ou 1.8 de 139cv. Nos crossovers, tanto da Fiat quanto da VW, a preferência recairá sobre os câmbios automáticos. Em ambos os crossovers, as versões de entrada serão as intermediárias do restante da linha, pois o público deste produto exige luxo e requinte. O X6U será o primeiro Crossover da Fiat produzido no Brasil.

Por último, vamos falar das picapes de cada uma das famílias. Nesse caso, não haverá concorrência direta: enquanto a picape da família Polo — chamada internamente de Saveiro MQB —, será uma picape que brigará com a Toro, a picape da Fiat estará nascendo para substituir a Strada. Ambas deverão chegar ao mercado  em meados de 2019.

blog comments powered by Disqus