Ferrari 488 Spider : cabelos ao vento a 325 km/h

437

A versão conversível da recém-chegada Ferrari 488 GTB adotou algumas soluções aplicadas anteriormente na sua antecessora, a 458 Spider, que garantiu uma redução de peso de 25 quilos. Muito possivelmente, os apaixonados gostariam de chamar a novidade de 488 GTS, não é mesmo? No entanto, o novo esportivo de Maranello guarda todas as características de inovação da 488 GTB, como a aerodinâmica, a eletrônica e, sobretudo, o motor V8 3.9 biturbo de 670 cv de potência e 77,5 kgfm de torque. O câmbio é dupla embreagem e sete marchas. De acordo com o fabricante, a 488 Spider acelera de 0-100 km/h em três segundos e de 0-200 km/h em 8,7 segundos. A velocidade máxima é de 325 km/h.

A aerodinâmica da 488 Spider atingiu um grau de eficiência inédita na história do fabricante. Além disso, a sua estrutura tem uma rigidez torcional aumentada em 23%. E como estamos em um conversível, é preciso de 14 segundos para recolher ou fechar a capota. A eletrônica do 488 Spider está lá para oferecer segurança e também o máximo prazer de guiar. De acordo com a Ferrari, à respeito a 458 Spider, o sistema de controle do ângulo de esterço SSC2 (que ajusta as regulagens do controle de tração F1-Trac, o diferencial I’E-Diff e os amortecedores SCM3) melhorou em 12% a aceleração nas saídas de curv. E tudo isso, sem sacrificar o conforto.

A chegada da 488 Spyder ainda não está confirmada para o Brasil. Contudo, provavelmente aconteça em 2016.

 

blog comments powered by Disqus