Avaliação: Hyundai ix35 muda para ficar mais eficiente

Linha 2017 estreia novos equipamentos e motor 2.0 flex com start-stop. O carro é bem equipado, mas não tanto quanto alguns concorrentes

6576

O lançamento do sucessor New Tucson não abalou a vida do Hyundai ix35 no mercado brasileiro. O crossover médio continua em produção na fábrica da Hyundai Caoa em Anápolis (GO) e estreia na linha 2017 com mudanças para melhorar a eficiência energética. As novidades estão restritas às versões GL (R$ 107.050) e GLS, (R$ 131.290), que ganharam pneus de baixa resistência à rolagem e monitor de pressão no painel. Ainda há uma versão básica, que sai por R$ 99.990, mas que segue sem mudanças em relação à oferecida na linha 2016.

Na mecânica, o motor 2.0 flex de 157/167 cv (gasolina/etanol), que trabalha em conjunto com um câmbio automático de seis marchas, agora passa a contar com sistema start-stop. De acordo com o fabricante, as mudanças possibilitaram um ganho de até 14% no consumo de combustível. Tivemos a oportunidade de avaliar o ix35 com start-stop e seu funcionamento agradou. O desligamento do motor é suave e as partidas são rápidas. Um motorista mais distraído quase não nota o equipamento em operação.

De resto, o ix35 segue o velho conhecido do mercado, com uma dinâmica típica dos SUVs e um conjunto motor e câmbio adequados à proposta. Um ponto fraco do ix35 está na lista de equipamentos de série. A versão de entrada sai de fábrica com ar-condicionado com saídas de ar para os passageiros do banco traseiro, rádio com conexão bluetooth, sensor de estacionamento traseiro, vidros, travas e retrovisores elétricos, fixação isofix para assentos infantis e acendimento automático dos faróis.

Equipamentos presentes no concorrente Jeep Compass Flex desde a configuração Sport (que sai pelos mesmos R$ 99.990 do ix35 básico), como a central multimídia com tela sensível ao toque, o piloto automático, o monitor de pressão dos pneus e os controles de tração e estabilidade estão presentes no ix35 apenas a partir da versão GL. Atual sexto colocado em emplacamentos na categoria, o ix35 segue como um dos favoritos do público brasileiro. Resta saber se o coreano vai conseguir manter o seu encanto frente à concorrência. E até em relação ao New Tucson, um pouco mais caro, porém bem mais atual. Os novos números de consumo ainda não foram divulgados.

—–

Ficha técnica:

Hyundai ix35 GLS

Preço básico: R$ 99.990
Carro avaliado: R$ 131.290
Motor: 4 cilindros em linha, 16V, DOHC
Cilindrada: 1.999 cm3
Combustível: flex
Potência: 157 cv a 6.200 rpm (g) e 167 cv a 6.200 rpm (e)
Torque: 19,2 kgfm a 4.700 rpm (g) e 20,6 kgfm a 4.700 rpm (e)
Câmbio: automático, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e dual-link (t)
Freios: disco ventilado (d) sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,410 m (c), 1,820 m (l), 1,655 m (a)
Entre-eixos: 2,640 m
Pneus: 225/55 R18
Porta-malas: 590 litros (1.435 litros com os bancos rebatidos)
Tanque: 58 litros
Peso: 1.500 kg
0-100 km/h: 10s4 (Automobil Revue)
Velocidade máxima: 196 km/h (Automobil Revue)
Consumo: não divulgado
Nota do Inmetro: não divulgada
Emissão de CO2: sem dados

blog comments powered by Disqus