O fenômeno Gol

2868
Divulgação

Já são 36 anos desde o lançamento do primeiro Gol, em 1980. Ainda com faróis miúdos e motor 1.3 arrefecido a ar, o modelo da Volkswagen mostrou, desde o início, que não estava chegando no mercado para brincadeira: transformou-se rapidamente em um fenômeno de vendas e por 27 anos ininterruptos foi o carro mais vendido do mercado brasileiro. Em sua trajetória teve extraordinárias versões, como a GT de 1984 ou a inesquecível GTi, que foi apresentada ao público no Salão do Automóvel de 1988.

Ao longo desses 36 anos, o carro foi modificando sua mecânica e seu design, recebendo inúmeras reestilizações e carrocerias adaptadas ao seu tempo. Um carro que nasceu no Brasil, fruto de nossa engenharia e adequado aos pisos e climas desse país de dimensões continentais. Quem não tem uma boa história para contar sobre um Gol ou alguma lembrança envolvendo esse carro? A história do Gol mistura-se à história de grande parte da população brasileira.

Diante de uma história tão rica e de uma intimidade tão grande com o consumidor brasileiro, fica fácil entender a história de sucesso do carrinho, que chegou com pretensões de substituir o arcaico Fusca em nosso mercado e realmente o substituiu com méritos – coisa que o Up, menor carro da VW, ainda não conseguiu. Apesar de vários face-lifts em sua trajetória, o Gol deixou de ser o líder do mercado e o carro preferido entre os consumidores. Por isso, as atuais mudanças no carro fazem parte de seu processo evolutivo. O Gol recebeu reestilizações na frente, na traseira, nos pára-choques, no interior (que ficou mais refinado) e na mecânica.

Queiram ou não os mal humorados de plantão, o Gol continua sendo um carro querido no Brasil. Por isso, nós da MOTOR SHOW reconhecemos a importância desse grande brasileiro – uma máquina que já teve 7,8 milhões de unidades produzidas e ajudou a desenvolver esse País. Cabe ao consumidor decidir se esse Gol reestilizado e melhorado vai retomar o brilho e o sucesso de seus antecessores. Em tempos de crise econômica, será um desafio e tanto para a Volkswagen recuperar o protagonismo.

blog comments powered by Disqus