Os carros mais vendidos na Europa não passam de sonho no Brasil

21390

É verdade que durante alguns anos o brasileiro teve acesso facilitado aos carros zero km. A indústria cresceu tanto que zilhões de marcas vieram para o Brasil. Depois, claro, a crise jogou os números para baixo. E na crise tudo mudou. Marcas e modelos que eram imbatíveis sentiram nas vendas o poder da Modernidade Líquida, um tempo em que tudo se modifica com uma constância assustadora. Esse foi o lado bom. O lado ruim é que o Brasil ainda é uma terra onde só vingam carros muito baratos, pelados, de entrada ou exclusivos para países emergentes. Os carros de classe mundial não conseguem serem líderes por aqui.

Na Europa, o carro mais vendido de janeiro a julho deste ano foi o Volkswagen Golf (304.980 emplacamentos). No Brasil, sua posição no ranking é um obscuro 45º lugar (míseras 4.190 vendas no mesmo período). Da lista dos 10 mais europeus, só quatro modelos são vendidos no mercado brasileiro: um da Volks (Golf), dois da Ford (Fiesta e Focus) e um da Peugeot (208). Desses, o que tem a melhor posição em nosso país é o Fiesta (33º lugar com 9.005 emplacamentos). O Peugeot 208 é o 37º com 6.103 vendas e o Focus está em 47º lugar com 4.009 licenciamentos.

Quanto aos demais líderes europeus, são ignorados no Brasil. O Polo foi abandonado pela Volkswagen. O Renault Clio brasileiro é uma vergonha perto do Clio europeu de nova geração. Corsa e Astra seguiram o mesmo caminho do Polo e também foram abandonados pela GM. O Nissan Qashqai e o Skoda Octavia completam a lista dos Top 10. Com um pouco de boa vontade, podemos considerar que o Toyota Corolla e o Honda HR-V desempenham em território brasileiro o papel que o Skoda Octavia (sedã médio) e o Nissan Qashqai (crossover médio) cumprem na Europa, embora o HR-V seja um crossover compacto.

Da lista dos 10 carros mais vendidos no Brasil, só o Ford Ka (3º lugar), o Toyota Corolla (6º), o Honda HR-V (8º), o Renault Sandero (9º) e o Jeep Renegade (10º) são carros de classe mundial. O líder Chevrolet Onix é feito para Brasil e Argentina. O Hyundai HB20 é exclusividade tupiniquim. Os ex-campeões VW Gol e Fiat Palio são brasileiríssimos. E o Chevrolet Prisma é a versão sedã do Onix.

Felizmente, graças a uma exigência cada vez maior do consumidor brasileiro, somente o Gol e o Palio podem ser considerados carros defasados tecnologicamente, na lista dos 10 mais vendidos. Fiat e Volks devem apresentar as novas gerações do Palio e do Gol em 2017 e 2018, respectivamente. Até lá, portanto, dificilmente algum carro vai ameaçar a liderança da dupla Onix/HB20.

Quanto ao Golf, que é disparado o carro mais vendido da Europa, nunca será líder no Brasil. Isso é um fato e não há decreto que o modifique. O que diz muito sobre a renda per capita e a distribuição de renda num país com mais de 200 milhões de habitantes.

OS 10 MAIS VENDIDOS DA EUROPA*

  1. Volkswagen Golf – 304.980
  2. Volkswagen Polo – 191.337
  3. Renault Clio – 191.191
  4. Ford Fiesta – 181.023
  5. Opel/Vauxhall Corsa – 165.443
  6. Peugeot 208 – 155.319
  7. Opel/Vauxhall Astra – 148.723
  8. Nissan Qashqai – 144.173
  9. Ford Focus – 136.516
  10. Skoda Octavia – 136.516

OS 10 MAIS VENDIDOS DO BRASIL*

  1. Chevrolet Onix – 80.146
  2. Hyundai HB20 – 65.618
  3. Ford Ka – 41.712
  4. Volkswagen Gol – 38.955
  5. Fiat Palio – 37.982
  6. Toyota Corolla – 37.810
  7. Chevrolet Prisma – 37.096
  8. Honda HR-V – 35.217
  9. Renault Sandero – 32.114
  10. Jeep Renegade – 30.439

*Janeiro-Julho 2016

 

blog comments powered by Disqus