Volvo V40 T3 Kinect: pensando fora da caixa

10182

Carros como o Volkswagen Golf e o Ford Focus são ótimas opções quando se fala em hatches médios. E por este motivo, são tão amados por seus donos. Mas em várias situações da vida, nem sempre as escolhas mais apaixonantes são as mais óbvias. É preciso “pensar fora da caixa”. E essa expressão define muito bem a T3 Kinect, versão de entrada do Volvo V40. Explico: partindo de R$ 99.950, o carro mais acessível da marca sueca tem um preço próximo ao do Golf Highline (R$ 92.290) e do Ford Focus Titanium (R$ 97.900), mas com um diferencial que faz todo sentido para o público que está em busca do status de um modelo premium, como o da Volvo.

Nesse ponto, o hatch sueco não decepciona. O acabamento interno é bem executado, com variação de (bons) materiais e texturas e a lista de equipamentos de série que traz itens básicos para um carro da categoria, como o ar-condicionado digital de duas zonas, piloto automático e sete airbags, além de bônus que são opcionais na concorrência, como o assistente de frenagem de emergência e os freios automáticos. No dia-a-dia, o modelo também agrada. A direção é precisa e a suspensão bem acertada (quem conhece o Focus não vai sentir saudades), porém um pouco barulhenta em pisos irregulares.

O motor 1.5 turbo de 152 cv, que já pertence à nova família Drive-E, garante bom desempenho no uso urbano e rodoviário, com bom torque mesmo em baixas rotações. Uma única ressalva para a transmissão automática de seis marchas. Ela vai bem numa tocada mais tranquila, mas poderia ser mais ágil nas trocas quando o motorista exige mais do acelerador. Ainda bem que nesse caso é possível recorrer às trocas de marcha sequenciais, o que torna a brincadeira mais divertida.

E o melhor: um passeio com o V40 T3 pesa pouco no bolso. Nos mais de 500 quilômetros que rodamos com o hatch sueco, o motor 1.5 dotado de sistema start-stop garantiu médias de 8,5 km/h no trânsito urbano e ótimos 17 km/h na estrada. O V40 tem o tamanho ideal e qualidades para eu e minha noiva Juliana voltarmos felizes de um passeio de fim de semana. Mas eu não sou daqueles que gostam de chamar atenção por onde passa. Se não for este o seu caso, está aí uma bela escolha.

—–

Ficha técnica:

Volvo V40 T3 Kinect

Preço básico: R$ 99.950
Carro avaliado (pintura metálica): R$ 101.450
Motor: 4 cilindros em linha 1.5, 16V, duplo comando variável, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1498 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 152 cv a 5.000 rpm
Torque: 25 kgfm de 1.700 a 4.000 rpm
Câmbio: automático, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e multi-link (t)
Freios: discos ventilados (d) e discos sólidos (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,369 m (c), 1,783 m (l), 1,420 m (a)
Entre-eixos: 2,647 m
Pneus: 235/45 R17
Porta-malas: 324 litros
Tanque: 62 litros
Peso: 1.554 kg
0-100 km/h: 8s3
Velocidade máxima: 210 km/h
Consumo: não divulgado
Nota do Inmetro: não participa
Emissão de CO2: sem dados
Classificação na categoria: não participa

—–

Contraponto

Por Sergio Quintanilha

Peguei o Volvo V40 T3 para dirigir logo depois de ter passado alguns dias com um carro francês. Logo de cara, o Volvo me agradou pela simplicidade dos comandos e pelo posicionamento de alguns instrumentos. O V40 é sueco, mas passaria tranquilamente por um carro alemão – ele mantém intocáveis as características básicas de um carro, como o quadro de instrumentos com ponteiros, por exemplo. Em resumo: ele não tenta reinventar a roda. Por causa disso, assim como o Evandro e a Juliana, eu gostei de rodar com o carro.

Os 152 cavalos do motor 1.5 são suficientes para o porte do carro. Discordo, entretanto, que ele seja um alternativa para o Ford Focus 2.0 Titanium. Na minha opinião, a proximidade de preço entre eles não se justifica, pois o Focus Titanium é um carro quase completo, muito mais elegante, tem um mercado maior e é tão bonito quanto o V40 Kinetic. Além disso, com 178 cavalos, o Focus tem uma relação peso-potência de apenas 7,7 kg/cv, contra 9,1 kg/cv do V40 com motor 1.5 – uma diferença para quem quer andar mais rápido. O V40 T3 é bom, mas não brilha.

COMPRE SE…
Você quer de um carro que una status, beleza e prazer ao dirigir, pois esse Volvo tem motor 1.5, mas o desempenho é bom.
Você gosta de se destacar na multidão, pois um Volvo sempre chama atenção por onde passa, mesmo sendo um de entrada.

NÃO COMPRE SE…
Não estiver disposto a bancar os custos de um importado de marca premium, pois algumas taxas são mais caras.
Faz questão de itens como faróis de xenônio e quadro de instrumentos multifuncional, pois estão indisponíveis nessa versão.