Indústria automobilística forma duplas e trios para garantir o mercado

Enquanto Lula e Moro decidem suas pendengas, Compass e Renegade, a dupla de SUVs da Jeep, agora tem a concorrência do HR-V e do WR-V, a nova dobradinha da Honda

5157
Jeep Compass: primeira vez à frente do Honda HR-V e liderança da categoria na dobradinha com o Renegade. (Foto: FCA)

Já estamos em maio, o asteroide que vai destruir a humanidade não chegou, Temer continua lá e Moro ainda não conseguiu prender o Lula. Então a vida tem que continuar. E continua bem devagar no mundinho dos carros. Pelos números da Fenabrave, as vendas de automóveis de passeio e comerciais leves caiu 17,1% em abril, em relação a março. Das 33 estatísticas da entidade sobre a indústria automobilística (comparando mês com mês passado, mês com mês do ano anterior, acumulado do ano etc.), todas as 33 mostram números negativos!

Mesmo assim, o mercado revela coisas interessantes. E uma delas é que as disputas nos segmentos não se dão mais com modelos únicos e sim com dois ou até três modelos da mesma marca. Como exemplo, podemos citar a categoria de carros de entrada, na qual a Volkswagen concorre com Gol e Up e a Fiat briga com Mobi, Palio e Uno. Se analisarmos apenas as disputas carro a carro, poucas são as categorias que ainda prometem briga pela liderança este ano.

Escolha seu “Lula”, escolha seu “Moro” e confira as vendas acumuladas dos principais rivais em 2017:

Ford Ka 27.514 x 21.462 VW Gol
Fiat Mobi 13.762 x 11.477 VW Up
Chevrolet Onix 53.313 x 32.454 Hyundai HB20
Chevrolet Cruze 1.873 x 1.771 VW Golf
Chevrolet Prisma 17.756 x 12.003 VW Voyage
Toyota Corolla 17.905 x 9.830 Honda Civic
Honda HR-V 14.753 x 13.735 Jeep Compass

Das sete categorias acima, as maiores disputas acontecem entre os hatches Cruze e Golf (com números ridículos) e entre os SUVs/crossovers HR-V e Compass (essa sim, uma disputa empolgante). Fora essas duas brigas, talvez o Up possa reagir diante do Mobi, mas a tendência indica que não. Nas outras categorias não existe disputa pela liderança.

O caso dos SUVs é o mais emblemático para a tese de que agora a briga é por duplas. Apesar de o Honda HR-V manter a liderança no acumulado do ano, ele foi ultrapassado pela primeira vez pelo Jeep Compass nas vendas mensais (3.940 x 3.576). A queda do HR-V é reflexo da entrada de seu irmão WR-V no mercado. O crossover derivado do Honda Fit divide a produção da fábrica japonesa com o líder da categoria. E na crise em que vive o mercado, a Honda não é louca de iniciar a produção em sua nova fábrica, que está prontinha.

A “canibalização” que vemos na Honda é a mesma que aconteceu com na Jeep, quando o o Renegade passou a dividir fábrica com o Compass. No segmento de SUVs, temos pelo menos três duplas e um trio que podem fazer a alegria de seus fabricantes, a saber (vendas de abril):

Honda HR-V 3.576 x 1.853 Honda WR-V
Jeep Compass 3.940 x 2.745 Jeep Renegade
Hyundai Creta 3.056 x 1.053 Hyundai ix35/Tucson
Renault Duster 1.900 x 793 Renault Captur

Somando as duplas ou trios, quem passa a ser líder entre os SUVs/crossovers é a Jeep, que vendeu 6.685 unidades da dupla Compass/Renegade no mês passado. Em segundo vem a Honda, com 5.429 vendas da dupla HR-V/WR-V, e em terceiro aparece a Hyundai, com 4.109 licenciamentos do trio Creta/ix35/Tucson. Com 2.693 vendas/mês da dupla Duster/Captur, a Renault já surge em quarto e acima de dois conconcorrentes isolados: Ford EcoSport (2.206) e Nissan Kicks (2.206).

Na indústria automobilística, assim como na política, a união faz a força.

blog comments powered by Disqus