Sergio Quintanilha

A Fiat e a Volkswagen reduziram seus preços de entrada, mas enquanto a primeira faz muito barulho, a segunda age discretamente

A tradicional quarta colocada do mercado brasileiro perdeu 39,3% das vendas em um ano e desceu para o sexto lugar. Nenhuma outra grande montadora caiu tanto num setor que encolheu 24,4%

Montadora italiana agora brilha mais com os veículos comerciais, que a mantêm na vice-liderança geral do ranking brasileiro

Entenda por que as versões turbinadas do Honda Civic e do Ford Fiesta não acrescentam nada no mercado brasileiro (que tem motores turbo mais baratos no Chevrolet Cruze e no Volkswagen Up)

Com quase 100 mil emplacamentos no semestre, família Chevrolet Onix dobra a vantagem sobre a família Fiat Palio, que se mantém à frente do Hyundai HB20

O posicionamento do ótimo New Fiesta com motor EcoBoost turbo de 125 cavalos revela as dificuldades da montadora americana na atual crise e seu apetite por preços altos

Com fábricas das americanas Ford e GM e das japonesas Nissan, Toyota e Honda, a Inglaterra não depende da Europa para circular

Carro da Volkswagen foi o terceiro mais vendido em maio. E para isso não foi preciso reinventar a roda: bastou colocar um motor mais econômico e potente, melhorar o painel e atualizar a conectividade

Combinando inovação, ousadia e competência na execução dos modelos propostos, a montadora italiana lidera o segmento de picapes com 35,9% das vendas. Saiba onde e por que as outras marcas patinam

Conheça a verdade sobre a classificação dos modelos da Fiat, Volkswagen, Hyundai e Ford no ranking de licenciamentos. E não caia na lorota de que alguma família de carros vende mais do que o Chevrolet Onix

Juntas, elas emplacaram 121 carros a mais nos primeiros quatro meses. Peugeot, Ferrari e Subaru conseguiram manter suas vendas

A dupla taxação de impostos introduzida em 2012, combinada com o dólar alto, fechou 396 concessionárias, tirou 21 mil postos de trabalho e reduziu a arrecadação em R$ 4,4 bilhões

A tabela 2016 do Inmetro revela um novo campeão de economia de combustível, os aguardados números do Chevrolet Onix, a entrada dos carros a diesel e a lista dos fujões do teste

Mobi tenta vender um conceito de carro revolucionário, mas tem consumo pior do que a concorrência, maior emissão de gases e pouco enfoque na segurança. Enfim, um carro que “parece, mas não é”

Crise muda a composição de forças na indústria automobilística. Chevrolet ocupa a liderança de forma consistente, Volkswagen começa a reagir e as asiáticas Hyundai e Toyota crescem

José Luiz Gandini assume a Abeifa reclamando do alto imposto de importação, mas ciente de que não será ouvido durante a crise política, enquanto Luiz Moan encerra seu ciclo na Anfavea de olho na supercompra que será feita pelo governo iraniano

Atrás do modelo da GM, o Hyundai HB20 e o Fiat Palio dominam em dois territórios, enquanto a Chevrolet se firma na liderança e a Ford cai para sexto lugar

Ao trocar as mídias tradicionais pelas redes sociais, indústria automobilística aumenta a interatividade e conquista milhões de fãs, mas será que o volume de carros vendidos justifica essa estratégia de marketing?

Dos 10 carros mais vendidos no Brasil este ano, somente dois são “veículos de entrada”. Isso mostra que a população de menor renda abriu mão do sonho do carro zero quilômetro

Uma visão sobre a política de preços dos carros e a real participação dos lucros das montadoras, do câmbio da moeda e dos impostos altos no valor de venda