Todas as novidades da Volks até 2020

17004

Muito se tem falado no mercado sobre qual será a estratégia da Volkswagen para recuperar a imensidão de mercado que perdeu nos últimos 10 anos. Muitas novidades estão previstas, como mostrou com exclusividade a revista Motor Show que chegou às bancas ainda no mês passado(leia aqui a reportagem completa). Vamos começar por aquele que foi o ‘best-seller’ de vendas da marca em nosso país durante ininterruptos 27 anos: o Gol. Apesar de boa parte da imprensa noticiar que um novo Gol estaria chegando ao mercado no final do segundo semestre desse ano, isso infelizmente não acontecerá.

O que na realidade tem sido flagrado em testes é o novo Polo. Esse sim, terá lançamento simultâneo na Alemanha e no Brasil até o final do segundo semestre desse ano. Produzido sobre a moderna plataforma MQB, ele será um polo de modernidade para a marca, resultando em um carro bonito, tecnologicamente avançado, e com uma mecânica que vai conciliar segurança, economia e desempenho.

E esse carro, chamado pela fábrica de Polo G, não chegará sozinho. Trará consigo a sua versão sedã, que por questões estratégicas terá nome próprio para se desvincular do hatch. O Virtus, esse é o seu nome de batismo, será um sedã maior que um Voyage e menor que um Jetta, encarando no mercado Honda City, e Chevrolet Cobalt entre outros. Na mecânica desta fera, o motor de 1.6 de 120cv e opções de cambio manual e automático de seis marchas. Isso tudo ainda para esse ano.

Em 2018, finalmente chegará o SUV puro da marca, feito sobre a mesma plataforma do Polo G,e que será batizado de T-Cross. No cofre, apenas motores turboalimentados, com 125 e 150cv, opções manual e automático de 6 marchas. E as novidades que chegam sobre essa moderna plataforma do Polo G não param por aí. No segundo semestre de 2018 ou no primeiro semestre de 2019, chega uma nova picape que, por enquanto, está sendo chamado na fabrica de Saveiro MQB. Ela é maior do que a Saveiro hoje comercializada, mas menor do que as grandalhonas Amarok e Toyota Hilux, por exemplo.

Não por acaso, ela terá dimensões semelhantes àquelas encontradas na Renault Duster Oroch e na Fiat Toro. Um filão bem apetitoso. Mas o lança – lança não por aí: teremos o Tiguan Allspace (de 7 lugares), que virá do México, e o Tiguan reestilizado. Mas é bem provável que o modelo atual continue sendo produzido e oferecido por preços mais competitivos. Em 2020 deve chegar ao mercado nacional o SUV maior do que aquele que estaremos produzindo aqui, feito sobre a plataforma do Golf e que chegará como um importado europeu.

O ano de 2020 ainda guarda uma grande novidade: agora sim, o novo Gol. Há ainda divergências técnicas sobre qual plataforma deverá sustentar o carro mais vendido da marca: Ou a moderna e cara MQB ou uma plataforma construtivamente mais simples e robusta utilizada hoje pelo Up, a PQ12. A Alemanha quer a MQB, mais aqui argumentam que, com ela, o Gol ficaria muito caro e pouco competitivo. Aqui no Brasil, alegam que se o novo carro for feito sobre a plataforma PQ12 ,teremos um carro versátil ,robusto e que poderá ser vendido a preço bem atraente para o segmento que o Gol disputa.

Mas é importante ressaltar que o atual Gol, que teve o interior totalmente reformulado o ano passado, deverá ser produzido em uma versão de entrada até 2022, juntamente com o modelo lançado em 2020.

Para os apaixonados uma noticia que faz muitos entusiastas a começarem guardar dinheiro: O Gol GTI volta em 2018 comemorando os 30 anos de lançamento do modelo original, em 1988, que foi o primeiro carro brasileiro a utilizar injeção eletrônica de combustível. Um marco que a Volkswagem não deixará passar em brancas nuvens. É a comemoração da tecnologia de vanguarda que sempre norteou os seus projetos.

O novo Voyage e a nova Saveiro dessa nova geração do Gol, deverá chegar ao mercado no segundo semestre de 2020, como modelos 2021. Quem viver, verá!

blog comments powered by Disqus