Um anglo-brasileiro em nossa pequena Alemanha

3559

Ao mesmo tempo em que os ingleses estão deixando a União Europeia, a Land Rover começa a fabricar seus carros no Brasil. Misturando tudo isso, levamos um dos novos modelos nacionais da marca inglesa, o Discovery Sport (já nas lojas) para conhecer Pomerode, a cidade mais alemã do Brasil – localizada no Vale Europeu, em Santa Catarina. E se a Alemanha real não será mais tão amiga assim dos britânicos, “nossa pequena Alemanha”, como se auto-intitula a cidade, recebeu muito bem nosso Discovery Sport. A versão escolhida foi a HSE Luxury SD4, com motor a diesel que não chega a impressionar pela potência (190 cv), mas esbanja força (43 kgfm a 1.750 rpm).

De São Paulo, foram 600 km até Pomerode (de Curitiba são 195 km; de Florianópolis, 170). Apesar de o tanque não ser enorme (tem 65 litros), percorremos esse trecho sem reabastecer, com média de 13 km/l. Uma marca ótima, considerando que o SUV estava lotado, pegamos chuva e o percurso incluiu diversas serras – entre elas, o trecho não duplicado da Rodovia Régis Bittencourt, que, cheio de caminhões, exigiu contínuas reduzidas e retomadas. Nessas serras, o SUV mostrou ótimo acerto, garantindo conforto e pouca inclinação da carroceria nas curvas – e consequentemente menos enjôo dos passageiros. Já na hora da chuva, a tração integral deu sensação de maior segurança.

Pela BR-116 cruzamos o Paraná e chegamos a Curitiba, para então descer a serra pela BR-376 até a BR-101. Depois de passar por Joinville, saímos para seguir por estradinhas de pista única, planas e retas. Elas cortam muitas plantações de arroz antes de chegarmos ao Vale Europeu, onde passa o Rio Itajaí. Jaraguá do Sul, no caminho, não tem muitos atrativos além do Parque Malwee, criado e mantido pela indústria têxtil de mesmo nome e com um interessante buffet de comida alemã – marreco recheado, salsichas especiais, spätzle (um macarrão alemão), etc.

Mas “nossa pequena Alemanha” fica outros 35 km adiante, saindo de Jaraguá na direção de Blumenau. Em um vale quente e úmido cercado de morros cobertos de Mata Atlântica, Pomerode tem charme único, com destaque para a arquitetura Enxaimel, típica da Alemanha (resultado da colonização por imigrantes da Pomerânia). Um dos passeios mais legais na cidade é justamente a Rota do Enxaimel, uma estradinha pitoresca de 16 km que os turistas gostam de percorrer de bicicleta (dá para fazer de carro também) e tem, entre muitas construções nesse estilo, alguns comércios típicos e até uma cachoeira.

Outro passeio legal é a Casa do Imigrante Carl Weege – que você vê na foto acima. Preservada como na época da colonização, inclusive nos móveis e objetos do interior, e com entrada gratuita. Também vale visitar o portal da cidade, com loja de artesanato e produtos tradicionais, além de uma praça com um bar típico. Falando nisso, não faltam restaurantes de culinária alemã, como o Torten Paradies (que também é padaria e vende as famosas Cucas) e o Wunderwald, na rua principal da cidade. Ali fica também a loja da Nugali, fabricante local de chocolates finos premiada internacionalmente.

O zoológico também vale uma visita. Ao lado dele, a Vila Encantada tem esculturas realistas de dinossauros em tamanho real e mais diversões para as crianças. À noite, vale visitar a cervejaria Schornstein, que produz uma boa cerveja artesanal e vende petiscos e pratos típicos alemães. Para quem gosta de fora de estrada, há uma estradinha interessante que leva ao Morro Azul (ponto alto onde às vezes neva no inverno e, na primavera, a estrada fica linda, tomada de hortênsias). Há também outras estradinhas de terra que levam à região do Cedro Alto e outras cidadezinhas da região, como Rio dos Cedros, de colonização italiana. Não são trilhas pesadas, e o Discovery tirou-as de letra.

Depois de desbravar Pomerode, principalmente para quem tem crianças, vale aproveitar a oportunidade e visitar o Beto Carrero World, maior parque temático do Brasil, localizado na cidade de Penha, ainda no litoral catarinense. São 80 km a partir de Pomerode, com caminho que pode ser feito por Blumenau (BR-470) ou pela também pitoresca região do Testo Salto e depois a SC-414. Além de todos os brinquedos tradicionais de um parque de diversões, há todos os dias o imperdível Velozes e Furiosos Show, com acrobacias e loucuras feitos em carros preparados. E quem gosta de carros ainda pode guiar superesportivos como Lamborghini Gallardo e Ferrari F-430 Spider (mas os preços são altos: 13 km dirigindo a Lambo saem por R$ 1.200).

—–

Dicas

# No verão o clima é muito quente e úmido e no inverno faz bastante frio. Prepare-se.

# Para quem prefere ir de avião, os aeroportos mais próximos são o de Navegantes e o de Joinville.

# Uma das opções mais interessantes de hospedagem é o Restaurante e Pousada Mundo Antigo (www.mundoantigo.com.br)

# Visitando Pomerode em julho, não deixe de conhecer o Festival Gastronômico, que acontece no Parque Municipal de Eventos. Além de cervejas e pratos tradicionais da região, há apresentações de músicas e danças típicas alemãs.

blog comments powered by Disqus