6 horas de São Paulo

0
288

A última etapa do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) FIA de 2014, realizada no autódromo de Interlagos, em São Paulo, foi vencida, após seis horas de muita competição e acidentes, pela Porsche. Foi a primeira vitória da marca alemã em seu retorno oficial às competições e às provas de longa duração. Durante todo o ano de 2014, a Porsche tentou uma vitória, competindo com seu protótipo 919 Hybrid, mas ela só veio acontecer aqui no Brasil, na última etapa do campeonato, depois de 27 anos de sua última vitória em provas de resistência – que ocorreu em 1987, nas tradicionais 24 Horas de Le Mans.

As coisas não foram fáceis para a Porsche: a Toyota, que se sagrou campeã de marcas com o seu segundo lugar, não deu refresco à equipe alemã, ameaçando sua vitória desde o início. A disputa pelo primeiro lugar foi intensa, mas, por ironia do destino, a prova foi encerrada com o safety-car “puxando” o pelotão – pois o outro Porsche 919 Hybrid sofreu um grave acidente a 25 minutos do final da corrida. 

Com arquibancadas lotadas, a etapa brasileira foi um completo sucesso. Tudo graças ao empenho do nosso bicampeão mundial de Fórmula 1, bicampeão das 500 Milhas de Indianápolis e campeão da Fórmula Indy, Emerson Fittipaldi – que agora temos orgulho de ter como nosso colunista na MOTOR SHOW. Emerson, que também participou da prova correndo com uma Ferrari 458 oficial de fábrica da equipe AF Corse, não mediu esforços para a realização do evento e conseguiu atrair muita gente para Interlagos. 


A prova foi marcada também pelo terceiro lugar da Audi, que tinha como um dos pilotos o brasileiro Lucas Di Grassi. Ele dividiu o volante do Audi com ninguém menos do que Tom Kristensen, veterano que se aposentou nessa corrida, tendo em seu currículo nove vitórias nas 24 Horas de Le Mans, entre outros sucessos. Um nome a ser cultuado no automobilismo mundial. Para nosso herói Emerson, infelizmente, a quebra do câmbio de sua Ferrari acabou eliminando qualquer chance de vitória ou boa colocação. 

Para a temporada de 2015, além das marcas deste ano (Toyota, Audi e Porsche), teremos também a participacão da Nissan, que mostrará nas competições toda a tecnologia que dispõe para veículos híbridos: vence aquele que fizer o protótipo mais rápido e que gaste menos energia. Essa é a regra do jogo.