A família cresce

Tom Kirkpatrick

A BMW mostrou em fevereiro a versão conversível de sua nova família Série 2, que estreou no Salão de Las Vegas de 2014. O novíssimo BMW M235i Conversível foi apresentado em Austin, Estados Unidos, e MOTOR SHOW foi a única revista brasileira convidada para o evento. Percorrendo diferentes tipos de estrada no Texas, pudemos constatar que esse novo esportivo tem todas as condições de superar seu antecessor, o BMW Série 1 Conversível, que registrou 130.000 vendas e se tornou o líder mundial em sua categoria. O M235i Conversível tem um bom porte (mais de 4,4 metros), motor 6 cilindros 3.0 biturbo de 326 cavalos, tração traseira e (o que é mais importante) o espírito BMW.


A esportiva elegância do Série 2 Conversível conquista qualquer um à primeira vista. E seu interior é maravilhoso, com lindos bancos de couro vermelhos. O botão da capota fica atrás dos comandos da tela multimídia. Ela abre em 20s

Qual seria esse espírito? Um comportamento dinâmico superior, que proporciona prazer ao volante, confiança na tocada e muito charme. Segundo o designer do Série 2, Domagoj Dukec, o carro tem “nariz de tubarão” e sua linhas foram orientadas para a estrada, ou seja, a frente muito baixa e a traseira mais alta. A parte de trás também é mais larga do que a do Série 2 Coupé. Pelas fotos dá para ver que sua linha de cintura começa exatamente no eixo dianteiro e dá a volta por trás do carro até a outra ponta do eixo. A capota pode ser aberta ou fechada em 20 segundos com o carro em movimento, até 50 km/h.

Segundo Dukec, este Série 2 reduziu pela metade os ruídos do vento com a capota levantada, em comparação ao Série 1 Conversível. Tanto em conveniência quanto em dinâmica, o M235i Conversível tem atributos para agradar os mais exigentes fãs desse tipo de carro. Para além da excelente posição de dirigir, das rápidas respostas do motor e do refinamento do câmbio sequencial de oito marchas, a capota aberta não produz certos desconfortos. Mesmo sob sol, o display do painel oferece boa leitura. O navegador por GPS é de última geração e atualiza os mapas automaticamente por via aérea.


As lindas rodas de liga leve de cinco raios duplos têm 18 polegadas e pneus mais largos na traseira

Mesmo em curvas fechadas, o M235i Conversível permanece dócil nas mãos do motorista. A rigidez da carroceria foi aumentada em 20%. A tração é traseira, com igual distribuição de peso entre a parte da frente e a parte de trás. E pela primeira vez um conversível compacto da BMW recebe o sistema xDrive, que distribui eletronicamente o torque entre os eixos dianteiro e traseiro, quando necessário, por meios de sensores que atuam nos controles de estabilidade e tração, retornando depois à tração traseira. Assim, o carro apresentou um comportamento esportivo e seguro ao rodar nas estradas do Texas. O início das vendas do Série 2 Conversível está previsto para julho.

Mas a BMW não tem planos de trazê-lo para o Brasil. A recente desvalorização do real frente ao dólar e ao euro apenas fortaleceu a convicção de que não há espaço para ele no mercado brasileiro na atual conjuntura. Por enquanto, a BMW do Brasil manterá três carros conversíveis em sua linha: Série 4, M4 e Z4. Infelizmente, o mercado brasileiro de carros conversíveis é muito pequeno. Para se ter uma ideia, os dois modelos alemães mais vendidos em 2015 (Mercedes SLK e BMW Z4) registraram, juntos, apenas 74 emplacamentos no acumulado de janeiro e fevereiro. O esperado sucesso mundial do Série 2 Conversível, entretanto, pode fazer a marca substituir o Série 4 Cabrio pelo M235i Conversível. Quem sabe?

—–

Ficha técnica:

BMW M235i Conversível

Motor: 6 cilindros em linha, 32V, biturbo, injeção direta, comando de válvulas variável com duplo Vanos
Cilindrada: 2979 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 326 cv entre 5.800 e 6.000 rpm
Torque: 45,9 kgfm entre 1.300 e 4.500 rpm
Câmbio: automático, oito marchas
Tração: traseira
Direção: elétrica
Dimensões: 4,454 m (c), 1,774 m (l), 1,403 m (a)
Entre-eixos: 2,690 m
Pneus: 225/40 R18 (d) e 245/35 R18 (t)
Porta-malas: 280 ou 335 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.675 kg 0-100 km/h: 5s0
Velocidade máxima: 250 km/h
Consumo cidade: 10,7 litros/100 km (Europa)
Consumo estrada: 6,2 litros/100 km (Europa)
Emissão de CO2: 184 g/km (Europa)
Nota do Inmetro: não participa