A Ferrari de FELIPE MASSA

1 – CARGA AERODINÂMICA Ao contrário do que ocorria em 2007, agora será necessária uma carga aerodinâmica ainda maior no eixo traseiro para garantir tração nas saídas de curvas

2 – A tampa sobre o motor agora é menor. Essa redução faz parte de um trabalho que envolveu todo o carro e permitiu a manutenção do fluxo de ar nos radiadores, em nova posição

3 – APÊNDICES ARTíSTICOS Apesar de parecerem artifícios visuais, estas aletas têm funções fundamentais na aerodinâmica da F2008

Não é fácil melhorar um projeto que em 2007 venceu o mundial de pilotos e de construtores. A nova F2008 é a evolução da F 2007. Muito mais que mudanças físicas, nessa versão há uma troca de filosofia operativa, principalmente em função da redução da eletrônica que comanda os F1 e maior controle sobre ela. Agora, com uma central eletrônica única produzida pela McLaren, inexiste controle de tração, e o freio motor foi limitado. O regulamento dessa temporada obriga as equipes a desenvolverem carros compactos e equilibrados.

Se no ano passado recursos aerodinâmicos eram utilizados para conseguir maior aderência dos pneus Bridgestone (agora iguais para todos), agora, sem controle de tração, caberá ao piloto e à regulagem de equilíbrio do carro achar o melhor compromisso entre o acelerador e a carga aerodinâmica para contornar curvas em alta velocidade. Será fundamental um balanceamento traseiro da suspensão e centralização do peso para melhorar a tração.

O carro está cinco ou seis centímetros mais curto que o modelo antigo. O esquema construtivo das suspensões manteve-se, mas há mudanças na geometria, adaptando-se a mais regulagens, antes contornáveis com a ajuda da eletrônica. O F2008 está mais “magro”, e para afinar as laterais reduziram os suportes dos radiadores. Mas o que realmente chama a atenção na nova F2008 é seu novo e estiloso focinho, com um flap superior artisticamente desenhado. Apesar de aparentemente decorativa, a nova asa tem função puramente aerodinâmica. Ainda que mais fina, a F2008 está mais pesada, como todos os outros carros. Isso obrigou a equipe a limitar o lastro utilizado pela antiga 2007 para atingir o peso mínimo exigido pelo novo regulamento.

A ESPERANÇA PARA 2008 Com a F2008, Massa espera fazer uma grande temporada. Em 2007, ele mostrou competência e habilidade maiores que as de Kimmi, mas lhe faltou sorte. Com o novo carro, que vai exigir mais dos pilotos, Massa espera virar o jogo

VOLANTE MAIS SIMPLES

A eliminação do controle de tração e o novo limite sobre a gestão do freio motor tornaram os comandos do volante mais simples. No início da temporada de 2007, esse foi um dos motivos que fizeram o campeão Raikkonen ter dificuldades de adaptação

NARIZ ABERTO

À primeira vista, chama a atenção a fenda aberta no “focinho” da F2008. Por enquanto, sua função é a de ventilar a pedaleira, mas no futuro deverá transformar-se em item aerodinâmico