A nova S10 sai do forno

O modelo brasileiro sofrerá pequenas mudanças visuais em relação a este conceito

A nova S10 nasceu e chega ao Brasil já no ano que vem. Para falar dela, voltaremos a 2005, quando a Toyota surpreendeu o mundo com a nova Hilux. A picape quebrava paradigmas e proporcionava uma dirigibilidade próxima à de um carro de passeio. Lançada a tendência, a Nissan fez a Frontier; a Mitsubishi, a L200; e até a Volks entrou no jogo com sua Amarok.

A Chevrolet S10, que já tinha dez anos na época, seguiu rme. Mudaram os faróis, ajustaram o motor, mas, basicamente, era a mesma picape de 1995. Quase a mesma história da Ford Ranger. Ano após ano, as concorrentes melhoraram e as duas veteranas resistiram. Porque são mais baratas, porque têm tradição e porque só a S10, até hoje, tem motor ex.

Isso tudo está para mudar. Em novembro (edição 332), mostramos a nova Ranger, que será fabricada na Argentina em 2013. Agora, a rival Chevrolet apresentou, no Salão de Bangcoc (Tailândia), sua “nova S10”. Na verdade, trata-se do conceito Colorado Show Truck, que dará origem à nova Colorado, uma picape média que nasceu na Tailândia em 2004 e substituiu a S10 também nos EUA. Ela vai ser a base do nosso modelo, que será produzido em São José dos Campos (SP) na mesma fábrica onde é feita a geração atual. Diferentemente do que se cogitou por aí, ela chega no segundo semestre do ano que vem e aposenta, de vez, o modelo de 1995.

As versões mais baratas terão motor ex e serão mais caras que as con gurações básicas de hoje: devem partir dos R$ 60 mil com cabine simples. Já a cabine dupla terá também opção com motor turbodiesel 2.8 e câmbio automático para brigar com Hilux, Frontier, L200 Triton e Amarok, na faixa dos R$ 90 mil a R$ 130 mil.

Ela começa a ser produzida no Brasil, em 2012 e irá aposentar a S10 atual, líder entre as picapes médias

Apesar de exibida com carroceria de cabine estendida e com uma estranha tampa na caçamba, dá para identi car como será a nova S10. A identidade visual da marca está clara nos faróis, na grade e no painel com “duplo cockpit”. A versão brasileira terá quase o mesmo desenho, mas os para-choques, os faróis e outros pequenos detalhes serão modi cados pelo design da GM local.

Em relação à dirigibilidade e ao conforto, não dá para esperar nada abaixo da Amarok. Isso porque a novidade alemã já superou, em muito, a Hilux, antes referência do segmento. Mas, quando essa nova Colorado chegar, vai brigar com a nova Ranger. E vai estar quase na hora de uma nova Hilux, uma nova Frontier… um novo ciclo de picapes cada vez mais re nadas e so sticadas.

Desenvolvido na Tailândia, o conceito ainda tem volante invertido. O duplo cockpit, a iluminação e os comandos são dos novos Chevrolet

 

 

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMotor News
Próxima notíciaRacional e econômico