Acerto Afiado

O campeonato de Stock Car nunca esteve tão competitivo em toda a sua história. De acordo com Thiago Marques, da equipe Action Power Cimed, no ano passado foram raras as provas com menos de 20 carros com o tempo de volta no mesmo segundo. A façanha chegou a reunir 35 pilotos separados no grid por apenas centésimos de segundo. Levando em consideração esses dados e a enorme disputa na pista, fica mais do que claro que o acerto mecânico de um Stock define tanto uma vitória como uma grande derrota. “Às vezes errando uma única libra na calibragem do pneu o tempo de volta piora cerca de um segundo, que na Stock é suficiente para perder 20 posições”, explica. Segundo ele, para se ter uma noção de quão disputada está a categoria, é só analisar a Fórmula 1. “Lá, a média é de só cinco carros com o mesmo segundo de volta”, conta.

O regulamento da categoria é bastante restrito com relação às regulagens mecânicas, fazendo com que todos os pilotos tenham igualdade de condições para disputar o título. Veja aqui quais são os principais acertos feitos em um carro de Stock Car que podem acabar determinando o resultado de uma prova.

AEROFÓLIOS

É o único ajuste aerodinâmico permitido na Stock Car. Quanto mais atrito com o vento (pressão aerodinâmica), mais aderência traseira, porém menos velocidade nas retas. Por isso, é importante ajustar o aerofólio de maneira que o carro fique equilibrado nas curvas e veloz fora delas

SUSPENSÃO

Os principais ajustes de um Stock Car são feitos na suspensão. Quanto mais firme ela for, mais aderência o carro ganha. O piloto pode atrasar mais as frenagens, porém nas saídas das curvas perde o que ganhou na entrada. O acerto da suspensão varia muito conforme o estilo de pilotagem. Existem muitos ajustes possíveis para definir o acerto dos carros: altura do solo, cambagem e molas são os principais fatores que podem ser modificados para se ajustarem ao estilo de guiar do piloto

RELAÇÕES DE MARCHAS

De acordo com o regulamento, a relação de marchas deve permanecer a mesma da primeira etapa até a última. Para obter maior constância de desempenho nos diversos circuitos que compõem o campeonato, é importante que a relação esteja em um “meio-termo”: nem exageradamente longa, para não sofrer nas saídas de curvas, nem muito curta, para não comprometer o carro nas retas nem arriscar a estragar o motor

PNEU

Os pneus são todos Goodyear feito de um composto exclusivo para a Stock Car. Para se ter o acerto ideal em qualquer pista é necessário que a calibragem do pneu esteja correta. Qualquer libra errada pode significar enormes prejuízos de desempenho. Esta calibragem depende muito da temperatura e do tipo de asfalto da pista. A Goodyear começa a ser marca oficial de pneus da Stock a partir deste ano. Antes, quem fornecia era a Pirelli

MOTOR

Os motores são todos feitos pela mesma empresa, e só ela tem autorização para abri-los. Por isso, não há nada que possa ser feito para melhorar seu rendimento, a não ser mudanças na relação de marchas. No começo de cada temporada, os propulsores são sorteados e devem permanecer na mesma equipe até o fim do certame. Isso garante igualdade de desempenho nas disputas