Agora a gama está completa

Roberto Assunção

Apicape Ranger Sport, da Ford, faz sua terceira aparição no mercado. As duas primeiras versões, lançadas em 2007 (geração anterior) e 2010 (geração anterior reestilizada), tiveram boa aceitação do público – foram mais de 10.000 unidades vendidas. A nova Ranger Sport chega em busca de um consumidor jovem, que vive nos grandes  centros urbanos, mas pratica lazer fora das cidades. São pilotos de motos fora-de-estrada, balonistas, fãs de jet ski, en m, pessoas que precisam de uma caçamba espaçosa para carregar seus equipamentos.

A Ford está incomodada com o terceiro lugar no ranking de vendas entre as picapes médias. No primeiro bimestre de 2014, ela registrou 3.503 emplacamentos, contra 7.777 da Chevrolet S10 e 6.034 da Toyota Hilux. Depois de investir no aumento de produção da fábrica de Pacheco, na Argentina, a Ford espera se aproximar das líderes. A Ranger Sport 2.5 chega com preço de R$ 67.990. Ela é R$ 2.100 mais cara do que a S10 LS 2.4, que custa R$ 65.890, mas é direcionada principalmente para frotistas (portanto, vem menos equipada).

A Ford acredita que a Ranger Sport tem atributos para “roubar” clientes que só tinham a Chevrolet S10 LS como picape de entrada. E quais seriam? De cara, a maior potência de seu motor: 173 cv contra 147 cv. A caçamba de 1.800 litros permite à Ranger carregar 1.455 quilos, contra 1.051 quilos da S10. Outros destaques são: imersão até 800 mm, comandos de áudio no volante, piloto automático, Santo Antônio exclusivo, sistema de som com tela LCD de 4,2”, bluetooth e trio elétrico. Visualmente, a Ranger Sport tem apliques frontais, faróis de neblina, faixas laterais e soleiras exclusivas.

Oferecida apenas com o motor 2.5 ex e cabine simples, a nova Ranger Sport tem a força de 24,8 kgfm. É fácil conseguir uma boa posição para dirigir, devido aos ajustes do volante e do banco. Atrás dos confortáveis bancos de tecido dá para carregar duas mochilas pequenas. O sistema de áudio é bastante amigável. Mas, em qualquer picape média, nem tudo é agradável: o nível de ruído do motor é alto e a traseira pula nas irregularidades do piso. Mas, em boas estradas, ela se mostrou excelente – macia, estável e rápida. Com essa nova geração da Ranger Sport, a Ford completa a família de sua picape. A versão XL é indicada para frotistas. A XLS oferece o melhor custo/benefício. A XLT entrega desempenho e luxo. A Limited traz as últimas tecnologias. Finalmente, a Sport chega para atender o público jovemaventureiro e ajudar a picape a subir no ranking de vendas.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga