Agora nacional e com motor Flex

EMISSÃO DE CO2 n/d g/km SEM DADOS

COM ETANOL = ZERO

ESTIMADO R$ 134.000

Um dos modelos mais aventureiros da família Pajero é o Dakar. Importado para o Brasil desde 2009, o modelo agora começa a ser produzido na fábrica da Mitsubish em Catalão (GO). Antes oferecido apenas com motor a diesel, a linha 2012 tem como maior novidade a opção de motor bicombustível. Com um 3.5 V6 de 24V, o utilitário tem 205 cv de potência e 33,5 kgfm de torque. Para compensar a perda de autonomia quando se usa etanol, a marca aumentou o tanque para 90 litros (nas outras con gurações ele é de 70 litros) na versão ex.

Externamente, a única modificação do utilitário está nas rodas de aro 17 – que ganharam um novo desenho. Por dentro, o carro ganhou um visual exclusivo para os consumidores brasileiros, com uma agradável combinação de bancos em preto, painel em bege e detalhes em aço escovado. O espaço, tanto para o motorista quanto para os passageiros, é bom. Ninguém viaja apertado. Aliás, outro ponto forte da Pajero Dakar está na terceira leira de bancos, que possibilita o transporte de sete passageiros no total. Claro que lá não se tem o mesmo espaço que na leira central, mas comparado com o de sua principal concorrente, a Hillux SW4, é muito mais confortável.

A ergonomia não é das melhores, mas, apesar de o carro não oferecer ajuste de profundidade do volante, o motorista ca em uma posição confortável e com boa visibilidade. Um dos principais atrativos no interior é o sistema multimídia com GPS, rádio, CD, DVD, conexões USB e para iPod e viva-voz via bluetooth.

O desempenho é bastante equilibrado. O motor é silencioso e a suspensão, macia, com calibração específica para as ruas brasileiras. E não duvide da capacidade deste SUV, pois ele enfrenta qualquer obstáculo. Para isso, conta com quatro tipos de tração: 4×2, integral, 4×4 com bloqueio do diferencial e 4×4 reduzida. Com exceção da reduzida, todas podem ser selecionadas com o carro em movimento a até 100 km/h. O único inconveniente é o câmbio automático de apenas quatro marchas, mesmo com um sistema que se adapta à forma em que o carro está sendo guiado.

Com a fabricação nacional, o Pajero Dakar passa a ser oferecido em três versões. Além da flex, com preço ainda não confirmado, mas que deve ficar na casa dos R$ 134 mil, ele continua à disposição com motor diesel em duas versões. A mais barata tem apenas cinco lugares, menos equipamentos, acabamento mais humilde e câmbio manual.

Acima, o painel com detalhes cromados, os instrumentos com indicação do modo de tração e o sistema multimídia. Ao lado, a conveniente terceira leira de bancos

Pajero Dakar Flex

MOTOR seis cilindros em V, 3,5 litros, 24V, SOHC TRANSMISSÃO automática, quatro marchas, tração 4×4 DIMENSÕES comp.: 4,69 m larg.:1,81 m alt.: 1,84 m ENTRE-EIXOS 2,800 m PORTAMALAS 1.160 litros (até o teto) PNEUS 265/65 R17 PESO 2.005 kg • GASOLINA POTÊNCIA 200 cv a 5.000 rpm TORQUE 31,5 kgfm a 3.500 rpm VELOCIDADE MÁXIMA não disponível 0 100 km/h não disponível CONSUMO não disponível CONSUMO REAL não disponível • ETANOL POTÊNCIA 205 cv a 5.000 rpm TORQUE 33,5 kgfm a 3.500 rpm VELOCIDADE MÁXIMA não disponível 0 100 km/h não disponível CONSUMO não disponível CONSUMO REAL não disponível

COMPARTILHAR
Notícia anteriorO espaço que sua família merece
Próxima notíciaMotor News