Ainda sobre o salão

Salão Internacional de São Paulo aconteceu de 30 de outubro a 9 de novembro deste ano, no Pavilhão do Anhembi. Uma prévia completa dele mostramos na edição passada, mas, agora, retomamos o tema para fazer um balanço e falar de algumas outras novidades que não antecipamos. Nesta 28a edição, 756.114 pessoas foram conferir os 547 carros em exposição – dos quais 150 eram lançamentos. MOTOR SHOW também marcou presença: em seu estande, expôs o carro com o qual Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1 e nosso colunista, venceu as 500 Milhas de Indianápolis, em 1993. 

Um dos grandes destaques da mostra foi o Land Rover Discovery Sport, que teve sua produção confirmada para o Brasil em 2016, na fábrica que a marca está construindo na cidade de Itatiaia, no Rio de Janeiro (como
adiantamos em nossa matéria de capa da edição de junho). Além de anunciar sua nacionalização, a marca informou que as vendas do modelo, ainda importado, começam no primeiro semestre de 2015, com preço sugerido de R$ 179.900 (que será mantido quando ele for feito aqui). 

O Salão também serviu para algumas marcas testarem a receptividade de seus produtos. Foi o caso, por exemplo, da segunda geração do Citroën C4 Picasso. Se ela vier mesmo para o Brasil, será só no próximo ano. Sob 
seu capô, o motor 1.6 turbo THP, de 165 cv de potência, associado a um câmbio automático de seis marchas. É mais um crossover/SUV para disputar um segmento que, como vimos no Salão, está bem movimentado.

A JAC Motors aproveitou para debutar o T5, que será seu primeiro carro com transmissão CVT. O motor é 1.5 VVT Jet Flex de até 127 cv. Outra marca chinesa, a Chery, apresentou o Celer nacional, produzido em sua nova fábrica de Jacareí, em São Paulo. As versões sedã e hatch têm motor 1.5 flex de 108 cv.

Já a japonesa Suzuki lançou o S-Cross, que chega em maio de 2015 em quatro versões, com preços que devem ficar entre R$ 79.000 e R$ 105.000 – os mesmos valores do Grand Vitara (mais urbano, porém ele mira um consumidor diferente). Outra marca japonesa, a Lexus, apresentou o crossover NX 200t. Ele chega no início de 2015 nas versões 200t Luxury e 200t F-Sport. É o primeiro Lexus com motor turbo – um 2.0 de 238 cv e 35,7 kgfm. O câmbio é automático de seis marchas e o preço deve partir de R$ 200.000.

E, como em todos os salões, os conceitos adiantaram o futuro. O maior destaque entre eles foi o Nissan Kicks – um Nissan com desenho bem próximo do crossover que será feito em Resende e lançado na Olimpíada
de 2016 para desafiar Ford EcoSport, Honda HR-V e cia.

 

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga