Além do bom espaço, o chinês JAC J6 agora é flex

Com a saída do Nissan Grand Livina, restaram poucos modelos de sete lugares no mercado com preço abaixo de R$ 70.000. O JAC J6 2.0 (R$ 64.990) se encaixa nesse perfil ao lado do Chevrolet Spin LTZ 1.8 (R$ 65.750) e do Fiat Doblò Attractive 1.4 (R$ 67.285) – nesse último, a terceira fileira de banco é opcional (R$ 1.695). Frente a esses rivais, será que o J6 é uma boa escolha? Sim e não. O J6 satisfaz quem deseja um carro espaçoso, mas peca em coisas básicas: o quadro de instrumentos exibe iluminação deficiente e os botões do volante multifuncional não têm iluminação.

O novo motor 2.0 16V Jet Flex é uma novidade, com 155/160 cv (g/e). Assim como a potência (antes de virar flex eram 136 cv com gasolina), o torque também aumentou, passando a 19,9/ 20,6 kgfm (eram 19,1 kgfm). Esse incremento no desempenho beneficiou a dirigibilidade. Aliás, o J6 transmite fôlego nos baixos giros. Nas retomadas, o barulho áspero do motor aparece a partir de 4.000 rpm e invade a cabine. O J6 ainda não tem opção de transmissão automática, mas seu câmbio manual de cinco marchas tem engates precisos.

Uma crítica vai para a sensibilidade do pedal do freio – de início leva-se um tempo para encontrar um meio termo na hora de acioná-lo. Além disso, a caixa de direção tem assistência hidráulica e poderia ser mais leve e ter respostas mais rápidas ao esterço. Já as suspensões são macias e confortáveis, mas deixam a carroceria rolar nas curvas, o que prejudica a estabilidade. Além disso, o conjunto trabalha de forma ruidosa dependendo do tipo de piso.

Se o J6 não agrada por esses e por outros pontos, ele acerta em cheio na cabine ampla e na capacidade de levar até sete ocupantes. Quem viaja atrás dispõe de bastante espaço para as pernas e lá os assentos são individuais e deslizantes – o do meio pode ser transformado em uma mesinha. O acesso à terceira fileira de bancos é descomplicado, mas lá o espaço é reduzido para adultos de alta estatura. Pelos R$ 66.990 cobrados por esse J6 intermediário, a minivan da JAC entrega ar-condicionado digital, faróis de neblina e sensor de estacionamento traseiro.

—–
Ficha técnica:

Jac J6

Preço básico: R$ 64.990
Motor: 4 cilindros em linha, 16V, duplo comando variável
Cilindrada: 1997 cm3
Combustível: flex
Potência: 155 cv a 5.500 rpm (g) / 160 cv a 5.500 rpm (e)
Torque: 19,9 kgfm a 4.000 rpm (g) e 20,6 kgfm a 4.000 rpm
Câmbio: manual, cinco marchas
Tração: dianteira
Direção: hidráulica
Dimensões: 4,550 m (c), 1,775 m (l), 1,660 m (a)
Entre-eixos: 2,710 m
Pneus: 205/55 R16
Porta-malas: 198 (sete lugares) / 720 litros (cinco lugares)/ 2.200 litros (com todos os bancos rebatidos)
Tanque: 68 litros
Peso: 1.500 kg
0-100 km/h: não divulgado
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo cidade: 7,1 km/l (g) e 5,0 km/l (e)
Consumo estrada: 9,0 km/l (g) e 6,2 km/l (e)
Emissão de CO2: 175 g/km
Nota do Inmetro: D
Classificação na categoria: E (Minivan)

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar