Apps&Games: Um taxi melhor que o Uber

Em tempos de Uber, os táxis têm sido deixados de lado. Mas pelo menos no game Crazy Taxi City Rush, eles ainda são uma opção melhor que os carros pedidos pelo aplicativo. O jogo da desenvolvedora Sega é um hit de vendas desde os consoles clássicos, e agora está disponível para smartphones com iOS ou Android (grátis em versão com anúncios). São duas versões: a clássica é chamada apenas Crazy Taxi; essa mais incrementada ganha o sobrenome City Rush.

No game, você é um taxista ainda em começo de carreira, com pouco dinheiro no bolso. Tem o suficiente apenas para comprar um modelo de táxi mais básico e começar as corridas. O objetivo é transportar os passageiros pela cidade com a maior eficiência possível, o que rende dinheiro e prestígio. Conforme as missões vão sendo cumpridas, você pode incrementar seu carro – ou trocar por outros veículos, que vão de Kombi Conversível a Dragsters, passando por modelos mais comuns.

Novas regiões da cidade também vão sendo liberadas aos poucos, com desafios e veículos inéditos. Além de entregar os passageiros a tempo, o que rende muitos pontos é fazer manobras malucas – como andar na contramão ou pelos calçadões dos parques, saltar usando as rampas dos caminhões-cegonha que circulam pela cidade ou fazer drift nas ruas lotadas com passageiros a bordo.

Depois de um tempo de jogo, o combustível acaba. Aí é preciso esperar até que o táxi seja “reabastecido” para jogar de novo. Um modo de evitar essas contantes esperas é pagar por um tanque maior, com o dobro da capacidade (R$ 12,76) ou infinito (R$ 25,55 ou 24 diamantes – que você vai ganhando ao jogar). Comprando qualquer um dos itens, você também elimina os irritantes e constantes anúncios da versão gratuita.