Artesanal, brutal e sem igual

Aqui, a tradição fala alto. Afinal, são 95 anos fazendo alguns dos mais esportivos carros de luxo do mundo – ou alguns dos mais luxuosos esportivos do mundo, se preferir.
A Bentley nasceu em 1919 na Inglaterra e continua produzindo lá, apesar de sua história conturbada (foi comprada pela Rolls-Royce em 1931 e, em 1998, passou para o Grupo Volkswagen). No Brasil desde 2010, agora começa a vender esse novo Flying Spur, com preços que partem de R$ 1.485.000, mas podem chegar a R$ 1.900.000, dependendo dos acabamentos e opcionais. 


Sucessor do Continental Flying Spur, o enorme sedã de 5,30 m de comprimento aposentou o primeiro nome para se distanciar do cupê Continental GT. Agora, é simplesmente Flying Spur – e nada tem de simples. O motor 6.0 W12 biturbo tem 625 cv e torque de 81,5 kgfm disponíveis a 2.000 rpm, e o câmbio ZF de oito marchas tem opção de trocas por borboletas no volante (fixas na coluna de direção). Com tração integral, o sedã acelera de 0-100 km/h em 4,3 segundos e atinge 322 km/h. E se a mecânica impressiona, acredite, não é o maior destaque.

O que mais impressiona mesmo nesse Bentley é o luxo. A produção dos acabamentos internos é totalmente artesanal – são feitas apenas cerca de 2.000 unidades do Flying Spur por ano. As matérias-primas são nobres e é possível escolher entre inúmeros tipos de madeiras e couros. Apenas para revestir o volante, são quase cinco horas de trabalho dedicado de um dos artesãos da fábrica. Ele faz tudo manualmente, com duas agulhas e um garfo (sim, um garfo de cozinha), para marcar o espaçamento das perfurações no couro da grife italiana Pasubio, que, antes, tem a espessura reduzida para 0,5 mm. Um conjunto completo de madeiras, para um único carro, leva cerca de três semanas para ser finalizado.

É justamente para mostrar essa produção artesanal que os clientes dos carros da marca são convidados para visitar a linha de produção. Podem, inclusive, agendar um horário para ver a unidade que compraram sendo finalizada – e, se desejarem, até ajudar no trabalho artesanal, costurando o couro ou cortando a madeira.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel