Artigo: após pandemia, quem apostar em venda online de carros sai na frente

A aquisição de um veículo próprio, em contraponto aos aplicativos de carros compartilhados, deve crescer nos próximos meses, estimulando o setor como um todo.

0
92
A aquisição de um veículo próprio, em contraponto aos aplicativos de carros compartilhados, deve crescer nos próximos meses, estimulando o setor como um todo. Quem apostas na venda online de carros sai na frente
A aquisição de um veículo próprio, em contraponto aos aplicativos de carros compartilhados, deve crescer nos próximos meses, estimulando o setor como um todo. Quem apostas na venda online de carros sai na frente

A tendência de compra ou venda de carros online não é novidade. Contudo, o setor era um dos menos desenvolvidos na web justamente pela visão estimulada pelos lojistas por muito tempo: fazer a pessoa sentar no carro e analisar todos os detalhes presencialmente. Nos últimos anos, surgiram diversos players que ofereciam alternativas digitais a esse modelo de negócio, permitindo que o segmento online pudesse crescer pouco a pouco, quebrando barreiras importantes.

+ Mercedes lança site para venda online de veículos comerciais
+ Venda online da Chevrolet tem desconto de até R$ 11 mil
+ Vendas têm queda de 75% e registram pior maio desde 1992

A pandemia de novo coronavírus em todo o mundo embaralhou os negócios e trouxe novos hábitos para a sociedade. Se antes havia setores que poderiam se dar ao luxo de ignorar os benefícios do ambiente digital, agora a situação é outra. Com a recomendação de distanciamento social e de quarentena na grande maioria dos estados e municípios brasileiros, organizações precisaram recorrer às tecnologias virtuais para continuarem operando e, principalmente, para sobreviverem neste momento tão difícil. A compra e venda de carros é uma das áreas que precisaram impulsionar a transformação digital.

Essa foi a solução encontrada pelos lojistas, obrigados a fecharem suas portas e suspenderem as atividades físicas por tempo indeterminado, para impulsionarem seus negócios a partir de março. A utilização dos canais online cresceu nesse período: os investimentos em plataformas digitais nesse segmento passaram de 16% em abril para 26% em maio. O percentual de lojas que passaram a comprar veículos pela internet para reforçarem o estoque praticamente dobrou: de 33% para 68% no mesmo período.

A questão é que a pandemia obrigou o setor automotivo a amadurecer e encontrar soluções que permitissem manter as vendas. Dois dos principais problemas que impediam as pessoas de comprarem carros online eram a confiança no processo e a segurança na transação.

Com a necessidade de operar apenas pela web, sites de todo o mundo precisaram aumentar maciçamente o investimento nesses tópicos, oferecendo condições para que as pessoas pudessem comprar veículos com uma experiência igual ou melhor do que se estivessem na concessionária. Itens como inspeção, garantia e contrato digital se tornaram elementos essenciais na negociação.

Assim, o que se espera no pós-pandemia é que a compra e venda online de carros aumente ainda mais – até por uma mudança nos hábitos dos consumidores. A aquisição de um veículo próprio, em contraponto aos aplicativos de carros compartilhados, deve crescer nos próximos meses, estimulando o setor como um todo. O maior exemplo vem justamente da China, epicentro do novo coronavírus.

Levantamento da Ipsos, líder global em pesquisas de mercado, mostra que a utilização de carro particular entre os chineses saltou de 34% para 66% na preferência por mobilidade. Além disso, 72% demonstraram forte intenção de compra de um automóvel nos próximos meses e a principal razão, para 77% das respostas, é reduzir as chances de nova infecção.

Chega a ser redundante argumentar que o mundo dos negócios não será mais o mesmo após a pandemia de covid-19. Contudo, para o mercado de compra e venda de carros, as mudanças se revelam transformadoras e – por que não? – necessárias. Agora, após tanto tempo ignorando as vantagens do ambiente digital, lojistas e empresários automotivos sabem que precisam contar com os canais online para impulsionarem seus negócios daqui adiante. Quem compreender essa nova realidade agora sai à frente na competitiva economia que vai surgir no futuro.

*Luca Cafici é CEO da InstaCarro, plataforma que realiza a intermediação na venda de veículos

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel