Até o último grama

O carro do futuro sera muito mais leve, para consumir menos e ter um comportamento dinâmico melhor. Isso exige novos materiais e soluções construtivas. Novas plataformas permitirão diminuir os carros sem diminuir o espaço dentro deles. E novos materiais reduzirão seu peso. Fibras de carbon fazem um carro pesar 30% menos que outro de alumínio – e 50% a 60% menos que um de aço – e por isso já começam a ser usadas em carros mais esportivos. Reduzir o peso é ainda mais necessário nos híbridos e elétricos, que têm mecânica mais pesada e baterias que também acrescentam muito peso. Por essa razão, a BMW escolheu o carbono para seus novos i3 e i8. Dentro de 15 anos, teremos muitos carrosde carbono, competindo com o alumínio como principal material inovador. O maior desa_ o para o uso dessa _ bra está no processode fabricação, que ainda tem custo alto. As fabricantes de carro buscam inspiração na indústria aeronáutica. Com a evolução da tecnologia de produção, o custo cairá e veremos carros levíssimos circulando nas ruas.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga


COMPARTILHAR
Notícia anteriorAposentando o motorista
Próxima notíciaCarro sem dono