Audi confirma e-tron Sportback S, com três motores, para o Brasil

O Audi e-tron Sportback S chegará ao Brasil no próximo ano. A variante emprega três motores elétricos para despejar 489 cv de potência e 99,3 kgfm de torque

Audi e-tron Sportback S
Foto: Divulgação

A Audi confirmou a chegada do e-tron Sportback S ao Brasil a partir de 2021. O grande diferencial da variante está nos três motores elétricos ao invés dos dois propulsores presentes nos “irmãos” e-tron SUV e e-tron Sportback.


Ao todo, estão disponíveis 489 cv de potência e 99,3 kgfm de torque para acelerar da imobilidade aos 100 km/h em rápidos 4,5 segundos. Aliás, cada roda traseira utiliza uma unidade elétrica independente.

O conjunto de baterias de 95 kWh do modelo eco-friendly do fabricante de Ingolstadt possibilita um alcance puramente elétrico de 360 km, de acordo com o ciclo WLTP (Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedure). Só para comparar, o e-tron Sportback oferece 446 km.

+ CNH no celular dá 40% de desconto em multas; como mudar
+ Avaliação: Mitsubishi L200 Triton Sport reage à Chevrolet S10 e se prepara para nova Toyota Hilux
+ Avaliação: Toyota Corolla GLi é o melhor carro que você pode comprar hoje com R$ 110 mil
+ Land Rover Defender inspirado em “007” é anunciado

Além do Audi e-tron Sportback S, também está confirmada a estreia do e-tron GT em nosso mercado a partir de 2021.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel