Avaliação: Audi A3 Sedan é bom de dirigir. Mas poderia ser mais barato

O Audi A3 Sedan é um carro arrojado. Há três anos feito em São José dos Pinhais (PR), agora ele ganhou seu primeiro facelift. E as mudanças aparecem nos para-choques, nos faróis, na grade frontal e nas lanternas, aproximando-o do irmão A4. As rodas foram redesenhadas. O destaque da cabine é o quadro de instrumentos digital com tela TFT de 12,3” (estreou no Audi TT). Ele não está disponível nas versões 1.4 Flex (Attraction e Ambiente) e faz parte de um pacote opcional de R$ 16.500, que também adiciona o rádio MMI Plus com navegação, interface Android Auto e Apple CarPlay, e volante esportivo de base achatada. Outras novidades internas são: luzes de LED, alavanca de seta semelhante à do A4, novas saídas de ar, console central com novos botões e entradas USB.

Essa configuração Ambition 2.0 parte de R$ 156.190, podendo chegar a R$ 172.690 com o cluster digital e os demais equipamentos. Ou seja, não é barato e custa mais do que um A4 Attraction (R$ 165.990). Entretanto, a dirigibilidade fará você sorrir de orelha a orelha. O bom torque entregue em ampla faixa de giro junto do pouco lag (atraso antes de o turbocompressor encher) transmite arrancadas vigorosas. Esse desempenho é beneficiado pela eficiente transmissão de dupla embreagem S-Tronic de seis marchas, com funcionamento rápido, suave e opção de trocas sequenciais pelas borboletas ou pela alavanca. A tração, assim como no rival Mercedes-Benz CLA, é dianteira.

O Audi Drive Select traz os modos Efficiency, Auto, Dynamic e Individual, que mudam os parâmetros do motor, da transmissão, da direção e do ar-condicionado. No modo Efficiency, a prioridade é o consumo. O start-stop desliga o motor durante breves paradas e nos congestionamentos cravamos 8,2 km/l com gasolina. Já ao mudar para o Dynamic, o volante fica mais pesado e o A3 Sedan responde de prontidão – as trocas de marchas são acompanhadas de “pipocos” emitidos pelo escapamento. As suspensões independentes (os 1.4 flex usam eixo de torção atrás) tem calibração firme, garantindo boa dinâmica no contorno de curvas sem sacrificar o conforto dos ocupantes. Um ótimo carro sim, mas entre um A3 Sedan e um A4, este pode ser mais vantajoso.


Ficha técnica:

Audi A3 Sedan Ambition

Preço básico: R$ 156.190
Carro avaliado: R$ 231.190
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, duplo comando variável, injeção direta, turbo
Cilindrada: 1984 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 220 cv de 4.500 a 6.200 rpm
Torque: 35,7 kgfm entre 1.500 rpm e 4.400 rpm
Câmbio: automatizada, dupla embreagem, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e multi-link (t)
Freios: discos ventilados (d) e discos sólidos (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,456 m (c), 1,796 m (l), 1,416 m (a)
Entre-eixos: 2,637 m
Pneus: 225/45 R17
Porta-malas: 425 litros
Tanque: 50 litros
Peso: 1.320 kg
0-100 km/h: 6s9
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada)
Consumo cidade: 10,3 km/l Consumo estrada: 12,8 kml
Emissão de CO2: 119 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Grande)