Avaliação: Audi SQ5 é esportivo sem abrir mão do lado utilitário

Com visual discreto, o SQ5 até parece um pacato familiar. Mas, ao volante, revela-se um belíssimo esportivo

8520

Os puristas torcem o nariz para SUVs esportivos, mas aqueles que os compram não ligam. E têm uma nova opção nesse Audi SQ5, que chega com 354 cv por R$ 397.990 para desafiar BMW X5 35i (306 cv, R$ 415.950) e Mercedes-AMG GLC 43 (367 cv, R$ 393.400) – os esportivos intermediários do trio de SUVs médios alemães. Como quase todo Audi da linha S – de esportivos mais “leves”, não tão radicais quanto os RS –, o visual até que é discreto. Imagine, por exemplo, se um esportivo de verdade teria saídas de escape “falsas”, ou decorativas se preferir. Bem, sinto informar que o SQ5 tem. E, mesmo assim, é um esportivo de verdade.

Provoque esse suposto “SUV de shopping” e ele responde bravo, após breve lag, com seu V6 turbo twin-scroll com mais de 50 kgfm de torque. São meros 5s4 no 0-100 km/h e retomadas absurdamente rápidas, que deixam muito para trás a imagem de “tiozão” ou “mamãe”. A ágil transmissão automática tem oito marchas, e pisando fundo em quarta você já atinge 180 km/h. Mas não espere que faça curvas como um sedã esportivo, e é isso que os puristas não aceitam. O SQ5 se comporta como um SUV esportivo de duas toneladas, que equivale mais ou menos a um bom sedã. Seu ajuste de chassi (Drive Select) no modo Dynamic enrijece os amortecedores e a direção – que, embora não comunique muito ao motorista, controla muito bem o carro. A tração integral permanente ajuda na dinâmica: predominantemente traseira, redistribui o torque de acordo com a necessidade.

Dirigindo com a família toda a bordo da larga (porém não tão espaçosa) cabine, nos modos Efficiency, Comfort e Auto as suspensões ficam mais macias e o SQ5 desacopla a transmissão sempre que possível (em velocidades entre 55 e 160 km/h) para rodar até 9 km/l na cidade e 12 na estrada – onde a 120 km/h o conta-giros marca apenas 1.800 rpm (nos demais modos, dá para acionar a “banguela” apertando a borboleta direita quando o carro está em oitava).

Nessa situação mais pacata, caem muito bem os sistemas semi-autônomos de auxílio ao motorista, que, além de alertar e interferir em caso de distração (mudança involuntária de faixa e fechadas em veículos no ponto cego), incluem piloto automático adaptativo (que mantém distância segura do carro à frente), e, ainda, o incrível assistente de congestionamento, que segue o carro adiante e dirige totalmente sozinho em situações com trânsito mais carregado (entre 0 e 65 km/h). E esse sistema de pilotagem semi-autônoma da Audi é de longe a melhor hoje: escrevi boa parte desse texto usando a digitação por voz, com as mãos (às vezes) no volante, mas a cabeça na lua; o SQ5 cuidou do resto.

No fim, o SQ5 entrega uma performance e uma emoção ao volante bastante próximos dos vistos em esportivos com carrocerias mais tradicionais, com a vantagem de ter uma cabine bem mais versátil e espaçosa e – melhor ainda – você não precisar ficar tão na paranóia com os buracos e as valetas das ruas e estradas. Dá para entender a escolha. Afinal, se na dinâmica um SUV nunca será um esportivo perfeito, tampouco nossos carros vivem em um mundo perfeito.


Ficha técnica:

Audi SQ5

Preço básico: R$ 397.990
Carro avaliado: R$ 411.990
Motor: 6 cilindros em V 3.0, 24V, duplo comando variável, válvulas com abertura ajustável (AVS), injeção direta, turbo de dupla voluta, start-stop
Cilindrada: 2995 cm³
Combustível: gasolina
Potência: 354 cv de 5.400 a 6.400 rpm
Torque: 50,9 kgfm de 1.370 a 4.500 rpm
Câmbio: automático sequencial, oito marchas
Direção: elétrica
Suspensões: five-link (d/t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: integral, diferencial autoblocante
Dimensões: 4,644 m (c), 1,911m (l), 1,627 m (a)
Entre-eixos: 2,813 m
Pneus: 255/45 R20 (d/t)
Porta-malas: 550 litros (1.550 com bancos rebatidos)
Tanque: 70 litros
Peso: 1.945 kg
0-100 km/h: 5s4
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada)
Consumo cidade: 7,0 km/l (modelo antigo)
Consumo estrada: 9,7 km/l (modelo antigo)
Emissão de CO²: 176 g/km
Nota do Inmetro: D (modelo antigo)
Classificação na categoria: E (Extra Grande)(modelo antigo)

blog comments powered by Disqus