Avaliação: BMW 420i Cabrio M Sport é um conversível para curtir a vida

Esqueça por um instante da polêmica grade duplo rim, pois o BMW 420i Cabrio M Sport é um conversível para desfilar por aí esbanjando muito charme e estilo

0
17
BMW 420i Cabrio M Sport
Foto: Divulgação

Os conversíveis da BMW são irrepreensíveis nos quesitos beleza e dinâmica. Seja o 507, as gerações E30 e E36 do Série 3 ou o clã Z1, Z3, Z4 e Z8, por exemplo. De volta para o presente, o novo Série 4 dividiu as opiniões pela grade duplo rim de proporções exageradas, mas ele é muito mais que isso.

Questão de acostumar? Durante nossa convivência com o conversível há quem curtiu ao passo que outras pessoas torceram o nariz. Fato é, que o duplo rim apareceu pela primeira vez no 303 de 1933 exibindo um tamanho volumoso da mesma forma que nos modelos 327, 328 e 501, o primeiro carro pós-guerra da BMW fabricado a partir de 1952.

Seguindo na dinastia do número 4 dentro da Bayerische Motoren Werke AG, a variante descapotável está à venda no Brasil nas opções 420i Cabrio M Sport (iniciais R$ 425.950) e 430i Cabrio M Sport (R$ 483.950).

Com quatro lugares da mesma forma que no Série 8 conversível, o M850i xDrive conversível e o M4 Competition conversível, a geração G23 do 420i Cabrio M Sport possui 4,768 m de comprimento, 1,852 m de largura, 1,384 m de altura e 2,851 m de entre-eixos. Ou seja, cresceu frente ao modelo F33 (confira nossa avaliação), o qual tinha 4,638 m, 1,825 m, 1,384 m e 2,810 m, na ordem.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

+ BMW oferece 420i Cabrio com IPI reduzido e 3 anos de manutenção
+ Avaliação: seria o melhor BMW M3 de todos os tempos?
+ Avaliação: BMW 320i M Sport encanta pela condução afiada
+ X3 e X4 M40i são os modelos mais rápidos feitos pela BMW no Brasil

São medidas que resultam em boa habitabilidade e sem transmitir a sensação de claustrofobia ao dirigir com o teto de lona fechado – no antecessor, ele era rígido e dividido em três partes.

A posição de dirigir elogiável é típica dos carros da BMW, com o volante de aro grosso, enquanto os bancos ajustáveis eletricamente com memórias ofertam generosas abas laterais e deslizam eletricamente à frente para facilitar o acesso ao banco traseiro.

Lá atrás, dois adultos viajam confortavelmente no conversível e desfrutam de espaço para as pernas/joelhos, assim como encontram as saídas de ar dedicadas e as entradas USB-C para efetuar o carregamento de gadgets. O porta-malas de 300 litros aumenta a capacidade volumétrica para 385 litros após o rebatimento do banco traseiro.

Outros destaques da cabine vão para o BMW Live Cockpit Professional trazendo o quadro de instrumentos totalmente digital de 12,3” e o multimídia de 10,25” com Android Auto/Apple CarPlay. Também há o assistente BMW ConnectedDrive que, entre as funcionalidades, possui chamada de emergência inteligente, serviços Connected Drive (portal de notícias, clima e aplicativos, para citar), Concierge, informações de trânsito em tempo real e comandos de voz.

É um conversível para curtir a paisagem

O isolamento acústico é elogiável e o tratamento realizado deixa grande parte dos barulhos indesejados do lado de fora do habitáculo. Contudo, o grande prazer está em dirigir o 420i Cabrio M Sport com a capota recolhida.

O sistema leva 10 segundos para abrir/fechar a capota e essa operação pode ser realizada em velocidade máxima de até 50 km/h. Em contato com o meio externo, o “BM” não sofre de turbulências ou de ruídos aerodinâmicos permitindo aos até quatro ocupantes manter uma conversa sem elevar o tom de voz.

Como não poderia ser diferente, o ronco emitido pelas duas saídas de escape fica mais evidente e na orelha dos passageiros. Os passeios são embalados por uma sinfonia rouca e sob o capô está o propulsor de quatro cilindros 2.0 TwinPower Turbo combinado ao câmbio automático de oito marchas para render 184 cv de potência e 30,59 kgfm de torque em ampla faixa de 1.350 e 4.000 rpm.

O peso de 1.690 kg atribui as relações peso-potência de 9,2 kg/cv e peso-torque de 55,2 kg/kgfm possibilitando acelerar da imobilidade aos 100 km/h em breves 8,7 segundos. E a condução é auxiliada tanto pelo baixo turbolag (atraso antes de o turbocompressor encher) quanto pela tração traseira, que eleva a dinâmica atribuindo um ótimo equilíbrio nas curvas.

BMW 420i Cabrio M Sport
A tonalidade verde Sanremo evidencia o charme da carroceria (Foto: Divulgação)

Estão disponíveis os modos de condução EcoPro, Comfort e Sport, os quais alteram determinados parâmetros do veículo, como as respostas do motor, da transmissão e da direção, por exemplo. No entanto, quem desejar uma dose extra de emoção deve optar pelo 430i Cabrio M Sport, com 258 cv de potência e 40,8 kgfm de torque.

Mesmo com uma baixa altura em relação ao solo, o BMW 420i Cabrio M Sport não raspa nas valetas ou nas lombadas mais. As suspensões M Sport mostram uma calibração firme, mas não ao ponto de serem desconfortáveis, enquanto as belas rodas Double Spoke são de 19”.

BMW 420i Cabrio M Sport
Foto: Divulgação

Embora não negue fogo quando provocado, o conversível 420i Cabrio M Sport é daqueles conversíveis para curtir a vida e os passeios…sem pressa!


FICHA TÉCNICA

BMW 420i CABRIO M SPORT
Preço básico: R$ 425.950
Carro avaliado: R$ 425.950

BMW 420i Cabrio M Sport
Motor: quatro cilindros em linha 2.0, 16V, duplo comando de válvulas com variação na admissão e no escape, turbo, injeção direta
Cilindrada: 1998 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 184 cv a 5.000 rpm
Torque: 30,59 kgfm entre 1.350 e 4.000 rpm
Câmbio: automático sequencial, oito marchas
Direção: eletro-hidráulica
Suspensões: MacPherson (d) e multi-link (t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: traseira
Dimensões: 4,768 m (c), 1,852 m (l), 1,384 m (a)
Entre-eixos: 2,851 m
Pneus: 245/40 R19 (d) e 255/35 R19 (t)
Porta-malas: 300 litros ou 385 litros (com o rebatimento do banco traseiro)
Tanque: 59 litros
Peso: 1.690 kg
0-100 km/h: 8s7
Vel. máxima: 236 km/h
Consumo cidade: 10,5 km/l
Consumo estrada: 14,2 km/l
Emissão de CO2: 113 g/km
Nota do Inmetro: A
Classificação na categoria: C (Extra-grande)

 

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Preço da gasolina aumenta 8,7% e litro chega a custar até R$ 8,399
+ Honda X-ADV 2022: nova scooter chega mais potente e com novo visual
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Estado oferece mais 25 mil habilitações gratuitas em 2022
+ Avaliação: Fiat Toro Ultra é Compass diesel em forma de picape com “porta-malas”; vale a pena?
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Segunda parcela do IPVA SP 2022 vence para veículos com placa final 8
+ Comparativo: Jeep Commander vs. Caoa Chery Tiggo 8
+ Comparativo: Renault Kwid Outsider x Fiat Mobi Way
+ Abarth chega ao Brasil como marca; Pulse será o primeiro modelo comercializado