Avaliação: Caoa Chery Tiggo 3X Turbo reúne visual e dirigibilidade

O Caoa Chery Tiggo 3X Turbo debutou em nosso mercado oferecendo motor de três cilindros turbo, um bom pacote de equipamentos e uma dirigibilidade atrativa

0
1496
Caoa Chery Tiggo 3X Turbo
Foto: Divulgação

O Caoa Chery Tiggo 3X Turbo prova que números de desempenho não são tudo nesta vida. O lançamento chega às concessionárias nas versões Plus (R$ 94.990) e Pro (R$ 99.990) tendo na alça de mira os utilitários esportivos compactos Citroën C4 Cactus, Chevrolet Tracker, Hyundai Creta, Nissan Kicks, Peugeot 2008, Renault Duster e a dupla Volkswagen Nivus/T-Cross, para citar.

+ Caoa Chery Tiggo 8 de luxo, Exeed TXL é registrado no Brasil
+ Caoa Chery divulga novo teaser do Tiggo 3X, o futuro SUV da marca
+ Caoa Chery prevê dez lançamentos nos próximos cinco anos (e confirma, outra vez, a marca premium Exeed)
+ Caoa Chery Tiggo 8 chega com valor promocional de R$ 156.900

Há qualidades para incomodar a concorrência e o Caoa Chery Tiggo 3X Turbo debuta posicionado entre o Tiggo2 (a partir de R$ 77.090) e o Tiggo 5X (iniciais R$ 121.990). Um dos atributos do novato produzido em Jacareí (SP) aparece nas medidas. Feito sobre a plataforma do Tiggo2, a novidade oferece 4,200 m de comprimento, 1,760 m de largura, 1,570 m de altura e 2,555 m de entre-eixos.


Ou seja, algumas delas são maiores que nos SUVs da Citroën (4,170 m, 1,714 m, 1,534 m e 2,600 m, respectivamente) e da Peugeot (4,159 m, 1,739 m, 1,583 m e 2,542 m, na ordem), para comparar.

O visual inaugurou um novo DNA e “cada carro da Caoa Chery possui uma identidade própria”, comenta Henrique Sampaio, gerente de marketing. Chamam a atenção a dianteira moderna exibindo as luzes de circulação diurna (DRL) em posição elevada aos faróis de LEDs – um estilo visto na picape monobloco Fiat Toro – a grade do radiador com elementos tridimensionais e também insertos imitando fibra de carbono. O coeficiente aerodinâmico (Cx) é de 0,38 contra 0,40 do Tiggo2.

Os destaques da traseira ficam pelo para-choque com saídas de escapamento decorativas, o spoiler traseiro com elemento em preto brilhante e as belas rodas de liga leve de 16”, com desenho exclusivo para o nosso mercado. É um design bem resolvido. 

Vida a bordo 

Ao abrir a porta, surpreendem a qualidade da montagem e dos materiais empregados no acabamento. O volante multifuncional possui a base achatada ao mesmo tempo que os bancos confortáveis possuem espumas de boa densidade e são revestidos em couro. Este último, também foi aplicado nas ilhas das laterais de portas.

O painel 100% novo exibe aplique de fibra de carbono e os comandos bem posicionados à mão cooperam na ergonomia. O multimídia de 9” (encontrado nas duas configurações Plus e Pro) oferece conectividade Android Auto/Apple CarPlay e uma interface amigável de utilizar.

Há também quadro de instrumentos com tela LCD de 7” colorida, banco traseiro bipartido, isofix para fixação de cadeirinhas infantis, luz de boas vindas projetada no chão, sensores/câmera de ré com linhas guias, chave presencial/partida remota com climatização, monitoramento e temperatura dos pneus.

O porta-malas de 420 litros é mais espaçoso frente ao do Citroën C4 Cactus (320), do Chevrolet Tracker (393), do Peugeot 2008 (355) e dos Volkswagen T-Cross (373)/Nivus (415). Além disso, o compartimento de bagagens do CAOA Chery Tiggo 3x Turbo ainda é inteiramente revestido e não deixa à mostra nenhuma parte da lataria.

Ao volante

O Caoa Chery Tiggo 3X entrega fôlego por conta do motor de três cilindros 1.0 turbinado flex conectado ao câmbio continuamente variável (CVT) de nove marchas simuladas. Esta é a primeira aplicação do conjunto no Brasil, pois lá fora o SUV é comercializado com propulsor 1.5 naturalmente aspirado.

Estão disponíveis até 102 cv de potência e 17,1 kgfm de torque entre 1.750 e 4.000 rpm. O Caoa Chery Tiggo 3X Turbo seduz pela condução agradável nos baixos e nos médios giros, além de um baixo turbolag (aquele atraso antes de o turbocompressor encher).

A vibração em marcha lenta – típica dos blocos tricilíndricos – é leve devido a um novo conceito de coxins hidráulicos. Em situações de plena carga, o conjunto mecânico responde bem e o isolamento acústico evita que os ruídos exteriores invadam a cabine. De acordo com o fabricante, os vidros laterais mais grossos são do fornecedor Pilkington.

Ainda estão disponíveis os programas de condução ECO e Sport, que mudam os parâmetros do pedal do acelerador e das mudanças de marchas. O primeiro é focado na eficiência, enquanto o segundo ajusta o carro para entregar o máximo de desempenho. 

As suspensões filtram e absorvem muito bem as irregularidades do nosso piso e ainda contribuem na dinâmica. Mesmo ao contornar as curvas rapidamente a carroceria não demonstra a tendência de rolar. Os freios são a discos nas quatro rodas e é um diferencial frente alguns rivais, como o Nissan Kicks, o Chevrolet Tracker e o Citroën C4 Cactus aspirado, por exemplo.

O Caoa Chery Tiggo 3x Turbo vai bem no asfalto e até consegue encarar um trajeto fora-de-estrada, conforme constatamos durante o nosso primeiro contato com a novidade. Afinal, estão presentes ângulo de entrada de 20,4º, de saída (31º), de transposição (22,5º) e uma altura em relação ao solo de 15,7 cm. O lançamento traz o assistente de partidas em rampas (HHC) e de descida (HDC), que funciona entre 10 e 35 km/h.

Embora seja 4×2 o SUV venceu sem dificuldades um trecho de lama em aclive após uma forte chuva. Os controles eletrônicos de tração/estabilidade são Bosch 9.3, com maior precisão de atuação e encontrados no luxuoso Caoa Chery Tiggo 8 GDI (parte de R$ 179.990).

A previsão da Caoa Chery é de vender 900 carros/mês a partir de junho deste ano, enquanto a rede de concessionárias composta atualmente por 117 concessionárias passará a ter 153 até o final de 2021. O Caoa Chery Tiggo 3X Turbo está disponível nas cores sólidas branco e preto, nas metálicas vermelho, cinza e preta, além do tom branco perolizado.


FICHA TÉCNICA
CAOA CHERY TIGGO 3X TURBO PRO 

Preço básico: R$ 94.990 (versão Plus)*
Carro avaliado: R$ 99.990*

Caoa Chery Tiggo 3x Turbo Pro
Motor: três cilindros em linha 1.0, 12V, turbo, comando de válvulas variável na admissão
Cilindrada: 999 cm³
Combustível: flex
Potência: 98 cv (g) e 102 cv a 5.500 rpm (e)
Torque: 16,8 kgfm (g) e 17,1 kgfm a 2.000 rpm
Câmbio: continuamente variável (CVT), nove marchas simuladas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo torção (t)
Freios: discos ventilados (d) e discos sólidos (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,200 m (c), 1,760 m (l), 1,570 m (a)
Entre-eixos: 2,555 m
Pneus: 205/55 R16
Porta-malas: 420 litros
Tanque: 50 litros
Peso: 1.249 kg
0-100 km/h: 14s2 (e) 
Velocidade máxima: 172 km/h (e) 
Consumo cidade: 11,2 km/l (g) e 7,8 km/l (e)
Consumo estrada: 12,2 km/l (g) e 8,5 km/l (e)
Emissão de poluentes: 100 g/km**
Nota do Inmetro: B**
Nota na categoria: B**
*Valor de lançamento
**estimado 

Mais na Motor Show

+ Avaliação: Mercedes-AMG GLC 63 S Coupé oferece muito de tudo
+ Veja 5 dicas de uso do manual do Ford Del Rey que ainda servem nos carros atuais
+ Zaiser Motors revela a Electrocycle, a primeira moto com tração nas duas rodas
+ Senado aprova prorrogação da isenção de IPI para carro PCD até 2026
+ Volkswagen Taos argentino terá versão com apelo off-road, aponta site
+ Elétrico Chevrolet Bolt vira viatura policial no ES