Avaliação: Caoa Chery Tiggo 7 Pro é um novo rival para o Jeep Compass

O Caoa Chery Tiggo 7 Pro é o novo SUV do fabricante e ele mira nos consumidores do Jeep Compass; confira as nossas primeiras impressões

0
26
Caoa Chery Tiggo 7 Pro
Foto: Divulgação

Você lembra do Caoa Chery Tiggo 7? Ele foi lançado junto com o sedã puramente elétrico Arrizo 5e, em 2019, mas agora o SUV foi substituído pelo novíssimo Tiggo 7 Pro, cuja missão será de atrair os olhares dos consumidores do Jeep Compass.

A novidade chegou às concessionárias pelo valor de lançamento de R$ 179.990 exibindo um design bem resolvido e uma lista interessante de conteúdos. Do lado de fora, a dianteira chama a atenção para a grade do radiador com elementos cromados, os faróis Full LED e as luzes de circulação diurna (DRL) no para-choque em posição vertical.

A personalidade ainda é evidenciada pelas rodas de liga leve de 18”, enquanto a traseira remete diretamente ao “irmão” maior Caoa Chery Tiggo 8 pela lanterna contínua de LED. Já a palheta de cores estreou a belíssima tonalidade metalizada Midnight Blue.

O Caoa Chery Tiggo 7 Pro é construído na fábrica de Anápolis (GO) sobre a plataforma T1X – a mesma do Tiggo 5X e do Tiggo 8, por exemplo – atribuindo 4,500 m de comprimento, 1,842 m de largura, 1,705 m de altura e 2,670 m de entre-eixos. Para comparar, o Jeep Compass mede 4,404 m, 1,819 m, 1,625 m e 2,636 m, respectivamente.


As dimensões do Caoa Chery Tiggo 7 Pro asseguram uma boa habitabilidade e quem viaja atrás desfruta de um espaço agradável para as pernas/joelhos junto de saídas de ar dedicadas. Além disso, o porta-malas possui a abertura motorizada da tampa por aproximação e tem capacidade volumétrica de 475 litros.

Ou seja, maior frente ao do Toyota Corolla Cross (440) e inferior ao do Jeep Compass (476) ou do Volkswagen Taos (498).

Mesmo assim, o SUV transmite uma lista generosa de mimos. Entre eles, o teto solar panorâmico, os bancos frontais reguláveis eletricamente, o ar-condicionado de duas zonas com acionamento à distância pela chave presencial, o carregador de smartphone por indução, o multimídia com Android Auto/Apple CarPlay e o quadro de instrumentos totalmente digital de 12,3” trazendo gráficos e visualização similares ao do Ford Territory.

+ Caoa Chery cresce 113%; foram 36 mil carros vendidos no ano
+ Teste rápido: Caoa Chery Arrizo 6 Pro é uma nova opção entre os sedãs médios
+ Avaliação: Caoa Chery Tiggo 3X Turbo reúne visual e dirigibilidade
+ Avaliação: Caoa Chery Arrizo 5 ganha nove marchas mirando Virtus e cia.

Motor 1.6 Turbo GDI a gasolina 

Sob o capô, o motor 1.6 com turbo e injeção direta está conectado ao câmbio de dupla embreagem e sete marchas para entregar 187 cv a 5.500 rpm de potência e torque de 28 kgfm disponível em ampla faixa entre 2.000 e 4.000 rpm. Trata-se do mesmo conjunto aplicado no Tiggo 8.

Com 1.489 kg e relação peso-potência de 7,96 kg/cv, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro não nega fogo quando provocado, pois ele responde rápido ao menor toque no pedal do acelerador e possibilita ir da imobilidade aos 100 km/h em bons 8,09 segundos.

Um desempenho atraente e ao rodar a 100 km/h constantes, o conta-giros marca 2.000 rpm contribuindo no baixo nível de ruído e no consumo de 10 km/l registrado pelo computador de bordo – o Caoa Chery Tiggo 7 Pro não é flex e bebe apenas gasolina.

O baixo de nível de ruído a bordo é mérito do isolamento acústico da cabine, que filtra grande parte dos ruídos vindos do exterior e eleva a sensação de conforto dos passageiros. A direção assistida eletricamente possui o peso correto e é rápida ao esterço, enquanto há os modos de condução ECO e Sport. O primeiro focado na eficiência ao passo que o segundo configura o SUV para a entrega máxima de desempenho. 

A dirigibilidade do SUV ainda é contribuída pelas suspensões MacPherson no eixo dianteiro e Multilink atrás, as quais foram pensadas para o nosso mercado. De acordo com o fabricante, o conjunto recebeu novas molas, amortecedores e batentes. Uma calibração que possibilita atacar as curvas transmitindo mínima rolagem da carroceria – a altura em relação ao solo é de 17,3 cm, enquanto os ângulos de entrada e de saída são de 21º e 27º, na ordem.

Caoa Chery Tiggo 7 Pro
As rodas de liga leve de 18″ calçam pneus Pirelli Scorpion Verde All Season de medidas 225/60 (Foto: Divulgação)

Caso algo dê errado, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro possui os controles eletrônicos de tração/estabilidade Bosch V9.3, seis airbags (frontais, laterais e de cortina) e isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

A lista também contempla monitor de pontos cegos, alertas de tráfego cruzado/de aproximação traseiro, Auto Hold (mantém o carro parado sem a necessidade de pressionar o pedal do freio), advertência de abertura de portas (DOW), câmera de 360º, freio de estacionamento elétrico, controle eletrônico de descida (HDC), assistente de saída em aclives (HHC), além de engatar a posição P (Parking) da alavanca automaticamente ao desligar o veículo – uma solução já encontrada no Jeep Renegade.

Caoa Chery Tiggo 7 Pro
A traseira do Caoa Chery Tiggo 7 Pro remete a do “irmão” maior Tiggo 8 (Foto: Divulgação)

O Caoa Chery Tiggo 7 Pro revela atributos para roubar a clientela da concorrência, além de oferecer três anos de garantia para o veículo completo e cinco para motor/câmbio.


FICHA TÉCNICA

CAOA CHERY TIGGO 7 PRO
Preço básico: R$ 179.990 (preço de lançamento)
Carro avaliado: R$ 179.990
Emissão de CO2: 126 g/km*
Com etanol: zero
Nota do Inmetro: C*

Caoa Chery Tiggo 7 Pro
Motor: quatro cilindros em linha 1.6, 16V, duplo comando variável de válvulas (VVT), injeção direta, turbo, intercooler
Cilindrada: 1598 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 187 cv a 5.500 rpm
Torque: 28 kgfm entre 2.000 e 4.000 rpm
Câmbio: automatizado de dupla embreagem, sete marchas
Direção: elétrica
Suspensão: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,500 m (c), 1,842 m (l), 1,705 m (a)
Entre-eixos: 2,670 m
Pneus: 225/60 R18
Porta-malas: 475 litros
Tanque: 51 litros
Peso: 1.489 kg
0-100 km/h: 8s09
Velocidade máxima: n/d
Consumo cidade: 9,8 km/l*
Consumo estrada: 12 km/l*
Nota do Inmetro: C*
Classificação na categoria: B*
*estimado

 

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Conheça os detalhes do Volkswagen Fox com seis rodas e três eixos
+ Avaliação: RAM 1500 acelera forte, mas não faz sentido
+ Comparativo de SUVs: Jeep Compass vs. VW Taos e Toyota Corolla Cross
+ Fiat Pulse fica mais caro em todas as versões; veja o reajuste
+ IPVA de SP poderá ser parcelado em até 5 vezes
+ Veja os 10 países mais caros para se comprar e manter um carro
+ Peruas usadas valorizam acima da média; confira o top 10
+ Lembra do Astra? Conheça o modelo 2022, que acaba de sair na Inglaterra
+ Avaliação: Hyundai Creta 2022 arrisca no visual, mas se destaca pelo motor
+ Avaliação Citroën AMI: elétrico cotado para o Brasil não precisa de CNH
+ Segredo: o SUV da Fiat com base de Peugeot que dá pistas sobre o novo Jeep Renegade