Avaliação: Chevrolet Cruze é para a família que se fala pela internet

Hoje podemos dizer que ninguém vive sem internet – ou ao menos não por muito tempo. Sabendo disso, a linha 2020 dos Chevrolet Cruze e Cruze Sport6 aposta em mudanças que vão além do visual. Ela chega inicialmente apenas na versão Premier (que substitui a LTZ), e incorpora de fábrica o wi-fi nativo, por meio de uma parceria com a operadora Claro.

A comodidade extra usa a própria arquitetura eletrônica do carro e a estrutura do sistema OnStar, permitindo conectar até sete dispositivos simultaneamente à internet de alta velocidade. Tanto no sedã quanto no hatch, o chip da operadora vem soldado ao veículo e não pode ser trocado.

O preço inicial do serviço é de R$ 29,90 mensais (navegação e música livres), e ainda estão disponíveis planos de 5, 10 ou 20 GB. Para garantir estabilidade à conexão, a antena possui sistema de amplificação de sinais. Futuramente, a tecnologia também estará nos demais produtos da Chevrolet. Até o fechamento desta edição, os preços dos pacotes não haviam sido divulgados, tampouco dos modelos.

Ainda falando de conectividade, a nova geração do multimídia MyLink passa a ter tela tátil de 8”, com melhor resolução e respostas mais rápidas aos comandos, além de estrear novas funções.

Entre elas estão a navegação conectada, o manual do proprietário digitalizado e o ícone para agendamento online de revisões. O Wi-Fi embarcado também permitirá realizar atualizações do veículo sem necessidade de ir à concessionária.

Outras funcionalidades da família Cruze 2020 são pareamento via bluetooth para até dois smartphones, uma entrada USB extra (totalizando duas), carregador por indução e câmera de ré melhorada. O carro também identifica qual chave está sendo utilizada e ajusta automaticamente as preferências de cada condutor, como as estações de rádio e os aplicativos.

De cara nova

Mais conectado que nunca, o Chevrolet também sofreu uma atualização estética. O sedã recebeu novo para-choque dianteiro com detalhes cromados, luzes de neblina redesenhadas e o emblema da gravata agora em posição mais centralizada verticalmente e contornada por moldura cromada.

A identidade própria do Cruze Sport6 transmite uma pegada mais esportiva. As rodas são de 17” e abaixo dos vidros há um friso cromado. Na traseira do sedã e do hatch, o destaque está nas lanternas com novas lentes e arranjo interno. A palheta de cores tem novas opções marrom Capuccino (fotos) e azul Eclipse. Além disso, o acabamento ficou mais refinado (mescla preto e marrom) e o cluster agora tem um novo grafismo.

Ao volante, o Cruze continua bem agradável, com seu motor 1.4 turbo associado à caixa automática de seis marchas. Um powertrain que entrega boa força a partir de baixos giros e pitadas de esportividade, enquanto o conforto dos ocupantes é garantido pela boa calibração das suspensões.

O sistema start-stop, que desliga o propulsor durante breves paradas para poupar combustível, agora pode ser desativado. Já na segurança, foi incorporada a frenagem automática de emergência com detecção de pedestres. Nos final das contas, o que era bom ficou melhor – mas será difícil disputar mercado com a nova geração do Corolla, que você acaba de ver, do Civic reestilizado.


Ficha técnica:

Chevrolet Cruze Premier

Preço básico (LT 2019): R$ 99.290
Carro avaliado: R$ 122.790
Motor: quatro cilindros em linha 1.4, 16V, duplo comando variável, turbo, injeção direta
Cilindrada: 1399 cm³
Combustível: flex
Potência: 150 cv (g) e 153 cv (e) a 5.200 rpm
Torque: 24 kgfm (g) e 24,5 kgfm a 2.000 rpm (e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,665 m (c), 1,807 m (l), 1,484 m (a)
Entre-eixos: 2,700 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 440 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.321 kg
0-100 km/h: 9s0 (e)
Velocidade máxima: 214 km/h (e)
Consumo cidade: 11,1 km/l (g) e 7,6 km/l (e)
Consumo estrada: 14,2 km/l (g) e 9,9 km/l (e)
Consumo médio: 12,3 km/l (g) e 8,5 km/l (e)
Emissão de CO²: 108 g/km
Nota Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Grande)

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar