Avaliação: Com motor 1.6 e câmbio manual, Peugeot 208 Like tem preço atraente e boa dirigibilidade

O Peugeot 208 Like oferece motor 1.6 naturalmente aspirado casado ao câmbio manual de cinco marchas, sendo um carro bom de volante e ainda recheado de série

0
25
Peugeot 208 Like
Foto: Roberto Assunção

A ausência do turbo não tira o brilho da condução da nova geração do Peugeot 208. Ao contrário, pois o motor 1.6 naturalmente aspirado casado ao câmbio manual de cinco marchas entrega um comportamento progressivo e adequado à proposta do compacto. Esta é a configuração mecânica deste Peugeot 208 Like, tabelado a R$ 85.490 — ou apenas R$ 72.990 na modalidade venda online. E este preço  atraente não significa que é pelado: entre os itens de série, ele traz ar-condicionado digital, alarme, controles eletrônicos de tração/estabilidade, quatro airbags (dois frontais e dois laterais) e multimídia de 7” com Android Auto/Apple CarPlay mais seis alto falantes.

Feito sobre a plataforma modular CMP (sigla para Common Modular Platform), o dois-zero-oito oferece 4,055 m de comprimento e 2,538 m de entre-eixos, que resultam em boa habitabilidade para até quatro adultos. Mesmo assim, em certas dimensões, fica atrás dos rivais Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Toyota Yaris Hatch e Volkswagen Polo (leia mais abaixo).

Outras qualidades da cabine do Peugeot 208 Like aparecem no revestimento do painel imitando carbono, nos tecidos escolhidos, nas duas entradas USB e na posição de dirigir elogiável devido tanto ao desenho dos bancos quanto pela coluna de direção amplamente regulável em altura/profundidade – uma apreciada característica desde o modelo antecessor. Já o compartimento de bagagens é de 265 litros, que aumenta para 311 litros após o rebatimento do encosto traseiro.


 

 

 

 

 

 

Comparativo de dimensões:
Chevrolet Onix
Comprimento: 4,163 m
Largura: 1,730 m
Altura: 1,476 m
Entre-eixos: 2,551 m
Porta-malas: 275 litros

Hyundai HB20 Hatch
Comprimento: 3,940 m
Largura: 1,720 m
Altura: 1,470 m
Entre-eixos: 2,530 m
Porta-malas: 300 litros

Toyota Yaris Hatch
Comprimento: 4,145 m
Largura: 1,730  m
Altura: 1,490 m
Entre-eixos: 2,550 m
Porta-malas: 310 litros

Volkswagen Polo
Comprimento: 4,057 m
Largura: 1,751 m
Altura: 1,468 m
Entre-eixos: 2,565 m
Porta-malas: 300 litros

+ Peugeot Sport comemora 40 anos; saiba mais sobre
+ Avaliação: Peugeot 3008 é um SUV duplamente injustiçado
+ Peugeot e-Expert: nova van elétrica virá ao Brasil ainda em 2021
+ Peugeot e-208 GT é exibido antes do lançamento; Confira o teste rápido

Por fora, o visual do Peugeot 208 Like exibe as rodas de ferro de 15” cobertas por calotas, enquanto a grade do radiador abre mão dos elementos cromados, assim como também não estão presentes as luzes de circulação diurnas (DRL) verticais em alusão ao formato de “dentes de leão”.

Peugeot 208 Like
Foto: Roberto Assunção

Não à toa a versão Like é mais em conta comparada a Active (de iniciais R$ 92.990 ou R$ 82.990 na venda online). Ainda falando do seu bolso, também é disponibilizada a versão Like Essencial MT, que está à venda pelo site do fabricante por a partir de R$ 70.790. Esta última, uma novidade da linha 2022, não oferta o volante multifuncional e troca o multimídia de 7” por um sistema de som com tela de 5”.

Mecânica sem turbocompressor

O propulsor 1.6 naturalmente aspirado conectado ao câmbio manual de cinco marchas produz até 118 cv a 5.750 rpm de potência e 15,47 kgfm de torque a 4.000 rpm, quando abastecido com etanol. Muitos podem reclamar da ausência do turbocompressor, mas o conjunto mecânico está condizente à proposta do compacto da Peugeot.

Com um desempenho progressivo entregue no pé e sem atrasos, o Peugeot 208 Like é um carro agradável de conduzir, seja nas baixas ou nas médias rotações. Aliás, na cidade, não é preciso elevar o giro do motor para o carro deslanchar, sendo possível realizar as mudanças em torno das 2.500 rpm sem demonstrar uma falta de fôlego nas arrancadas quanto ao enfrentar subidas mais íngremes – na balança, a diferença de peso do 208 Like (1.095 kg em ordem de marcha) para o “irmão” mais recheado 208 Active (1.139 kg) é de 44 kg.

Os engates do câmbio manual de cinco marchas são precisos, porém, incomoda o curso longo da alavanca, principalmente o da primeira, o da terceira e o da quinta. Em contrapartida, o acionamento do pedal da embreagem é leve e não cansa nos congestionamentos. Outra boa qualidade do Peugeot 208 está na direção assistida eletricamente rápida e leve ao esterço.

O acerto das suspensões merecem elogios pela evolução frente o 208 antigo. Afinal, o conjunto filtra/absorve muito bem as irregularidades do nosso piso sem transmitir para a cabine batidas secas de final de curso, seja ao cair em buracos ou passar mais apressadamente em lombadas.

Além disso, elas asseguram um bom controle da carroceria nas curvas feitas mais rapidamente. Entretanto, dependendo do tipo de piso é possível escutar o barulho da rolagem dos pneus Pirelli Cinturato P1 de medidas 195/60. Já os freios empregam discos ventilados no eixo dianteiro e tambores atrás, com boa modulação do pedal.

As rodas de ferro de 15″ usam calotas e vestem pneus Pirelli Cinturato P1 (Foto: Roberto Assunção)

Como já comentei em outra ocasião, tudo é uma questão de prioridades. E mesmo sem uma mecânica turbinada, o Peugeot 208 é um carro bom de volante e que também oferta um bom pacote de itens de série. Entretanto, quem deseja ir além e entrar na era da eletrificação, o Peugeot e-208 GT já está à venda no Brasil por R$ 244.990.


FICHA TÉCNICA

PEUGEOT 208 LIKE
Preço básico: R$ 70.790 (Like Essencial à venda pela internet)
Carro avaliado: R$ 85.490 (R$ 72.990 na modalidade venda pela internet)

Peugeot 208 Like
Motor: 4 cilindros em linha 1.6, 16V, comando variável na admissão
Cilindrada: 1587 cm³
Combustível: flex
Potência: 115 cv a 5.750 rpm (g) e 118 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 16,1 kgfm a 4.750 rpm (g) e a 4.000 rpm (e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambores
Tração: dianteira
Dimensões: 4,055 m (c), 1,738 m (l), 1,453 m (a)
Entre-eixos: 2,538 m
Pneus: 195/60 R15
Porta-malas: 265 litros (311 litros com o rebatimento do encosto traseiro)
Tanque: 47 litros
Peso: 1.095 kg
0-100 km/h: 10s9 (g) e 10s8 (e)
Vel. máxima: 190 km/h (g/e)
Consumo cidade: 11,5 km/l (g) e 13,1 km/l (e)
Consumo estrada: 13,1 km/l (g) e 9,2 km/l (e)
Emissão de CO2: 109 g/km
com etanol = 0 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: D (Compacto)


MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Eletricz lança bike elétrica no Brasil com até 160 km de autonomia
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ App 99 oferece aluguel do kit de conversão de gás (GNV) para motoristas; veja como se inscrever
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Leilão oferta picape Chevrolet C14 de 1972 com 11 mil km
+ Honda começa a pré-venda da 5ª geração do City; veja preços e versões
+ Nova lei entra em vigor e tem alterações para motoristas de transportes
+ IPVA zero para motos até 150 cc é aprovado em Comissão
+ Avaliação: Jeep Commander é, sim, um Compass aumentado (e não há problema nenhum nisso)
+ Shineray lança 3 scooters elétricas no Brasil com autonomia de até 80 km
+ Range Rover Evoque volta a ser produzido no Brasil; veja os preços
+ Veículos com placas terminadas em 9 devem ser licenciados até terça (30)