Avaliação: Fiat Cronos Precision 1.8 manual é um sedã bom de briga

Subindo nas vendas, o Fiat Cronos tem o que precisa para chegar mais perto do topo, inclusive na configuração Precision 1.8 manual

21146

O Fiat Cronos tem pouco tempo de mercado. Ele foi lançado em fevereiro deste ano, mas está em alta e se mostrou um belo atrativo nas ruas. Parece unanimidade que sua dianteira ficou mais bonita que aquela vista no Argo. Depois de um primeiro mês de vendas tímido, em abril, o Cronos diminuiu a diferença para o rival VW Virtus para apenas 480 carros. Foram 3.382 unidades emplacadas, segundo a Fenabrave, contra 3.862 do Virtus. Isso colocou o Cronos pela primeira vez entre os 20 carros mais vendidos do País.

Para entender esse sucesso, avaliamos o Cronos Precision 1.8 manual, que traz sob o capô o conhecido motor 1.8 E.TorQ de 135/139 cv (g/e). O torque chega a 19,2 kgfm a 3.750 rpm, mas já a partir de 2.000 rpm você recebe uma boa quantidade de força nas rodas. Apesar de ser um motor antigo, ele recebeu atualizações suficientes para não ficar para trás. O câmbio manual de cinco marchas tem bons engates, mais precisos na dupla Cronos/Argo do que nos demais modelos da Fiat. Ficou prazeroso guiar o sedã no dia a dia. A direção é elétrica, mas não esterça tanto, o que exige algumas manobras a mais para estacionar em vagas apertadas.

Quando comparada ao Argo, a suspensão do Cronos foi recalibrada em função da distribuição de peso. Ela tem acerto mais firme, com pouca inclinação de carroceria. Porém, na cidade, você sente as imperfeições do piso. Hatch e sedã adotam eixo de torção na traseira e freios a disco somente na dianteira. A diferença entre os modelos está na bitola traseira 2 mm maior, o que influencia no comportamento do carro e deixa o Cronos mais “na mão”.

O acabamento interno é um dos pontos fortes, com toques de modernidade. A central multimídia com tela elevada também merece elogios – isso facilita o seu manuseio, ainda que haja os botões atrás do volante. O espaço no banco traseiro é amplo, considerando que o Cronos tem 2,51 m de entre-eixos e 1,51 m de altura. Dois adultos se acomodam bem. Três, nem tanto. Há ainda uma segunda porta USB para quem vai atrás. O porta-malas de 525 litros é espaçoso para uma família, mas as alças tipo pescoço de ganso roubam um pouco na hora de acomodar bagagens mais volumosas.

Entre os principais equipamentos do Cronos Precision estão controle de tração e estabilidade, isofix, sensor de estacionamento, retrovisor com função Tilt Down, rodas de liga leve de 16”, start/stop, monitoramento de pressão dos pneus e assistente de partida em rampa, mesmo na versão com transmissão manual. Ar-condicionado digital, sensor de chuva e crepuscular e câmera de ré, por exemplo, são opcionais. Se você pensou em um Cronos, ele irá atrair olhares – e vale a pena. Não é um carro tão racional, porém cumpre muito bem o papel de ser o seu companheiro.


Ficha técnica:

Fiat Cronos Precision 1.8 MT

Preço básico (1.8): R$ 62.990
Carro avaliado: R$ 75.430
Motor: 4 cilindros em linha 1.8, 16V
Cilindrada: 1747 cm³
Combustível: flex
Potência: 135 cv a 5.750 rpm (g) e 139 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 18,8 kgfm a 3.750 rpm (g) e 19,3 kgfm a 3.750 rpm (e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,364 m (c), 1,726 m (l), 1,516 m (a)
Entre-eixos: 2,521 m
Pneus: 195/55 R16
Porta-malas: 525 litros
Tanque: 48 litros
Peso: 1.248 kg
0-100 km/h: 9s6 (g) e 9s2 (e)
Vel. máxima: 196 km/h (g) e 198 km/h (e)
Consumo cidade: 11,6 km/l (g) e 8,0 km/l (e)
Consumo estrada: 13,8 km/l (g) e 9,6 km/l (e)
Emissão de CO²: 107 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: C (Médio)

blog comments powered by Disqus