Avaliação: Fiat Toro com câmbio manual e motor flex é porta de entrada para “picaponas”

Fiat Toro com câmbio manual
Foto: Divulgação

Fiat Toro com câmbio manual? Uma das novidades da Fiat Toro 2020 está na configuração Endurance 1.8 4×2 MT. Aliás, é a primeira vez, que o utilitário monobloco utiliza essa receita. Embora sem a mesma robustez de uma picape média e derivada do Jeep Renegade ao compartilhar a plataforma Small Wide, a Toro pode ser considerada uma quase uma “picapona”: possui 4,944 m de comprimento – menor que uma Chevrolet S10 Cabine Dupla (5,361 m), porém maior que uma Renault Duster Oroch (4,693 m).

A Fiat Toro Endurance com serpenteia bem nas mudanças de trajetória, porém, o exagerado raio de giro atrapalha na manobrabilidade em locais apertados, como em vagas de prédios, por exemplo.

O motor 1.8 de até 139 cv de potência e 19,3 kgfm de torque (etanol) demonstra uma falta de fôlego tanto nas ultrapassagens quanto nas subidas íngremes. Para compensar, a função Sport altera as respostas do pedal do acelerador garantindo melhores respostas. Uma boa notícia está na previsão da Fiat lançar um novíssimo motor 1.3 turboflex a partir de 2021. 

Falta de fôlego

A Fiat Toro com câmbio manual tem engates precisos e o curso da alavanca, e mais curto comparado aos demais carros do fabricante. Outro detalhe é a relação encurtada frente ao do Jeep Renegade, transmitindo um comportamento mais elástico comparado ao SUV. 

O pedal de embreagem da Fiat Toro com câmbio manual possui um acionamento confortável, entretanto, que incomoda após um longo tempo no anda e para dos congestionamentos. A direção leve é assistida eletricamente e as respostas poderiam ser mais diretas ao esterço. 

As suspensões parrudas da Fiat Toro aguentam a buraqueira de São Paulo e a calibração macia do conjunto cuida do bem-estar dos ocupantes, enquanto as rodas de 16” vestem calotas. Ainda falando de conforto, a cabine da Fiat Toro Endurance oferece posição de dirigir elevada, coluna de direção ajustável em altura/profundidade e comandos bem posicionados à mão. Quem viaja atrás poderá reclamar do encosto do banco muito vertical. 

Como a caçamba é fator de compra no segmento de picapes, a da Fiat Toro tem 820 litros ou 650 kg de capacidade de carga. – no Duster Oroch, 683 litros e 650 kg, só para comparar. As portas traseiras da caçamba do utilitário da Fiat têm acionamento elétrico e são práticas, mas exigem um espaço extra para serem abertas.


O design da Fiat Toro foi premiado no Red Dot Design Award e no iF Design Award e mudou levemente na linha 2020. A única alteração é o overbumper, um aplique plástico no para-choque frontal fixado por presilhas. 

Itens de série e seu bolso

A Fiat Toro com câmbio manual e motor flex, na versão Endurance, custa a partir de
R$ 96.990 e de série oferece, entre os itens, controles eletrônicos de tração/estabilidade, cinto de três pontos para todos os passageiros, Isofix para fixação de bancos infantis, sistema Start-Stop, indicador de trocas de marchas, controlador de velocidade, auxílio de partidas em rampas, lanternas de LED, sensor de pressão dos pneus e santantônio. 

Completa, com pintura metálica (R$ 2.500) e os opcionais Pack Convenience (R$ 3.000) e Pack Convenience Multimídia (R$ 3.000), igual ao modelo das fotos, a Fiat Toro com câmbio manual na versão Endurance vai a R$ 105.490. Ou seja, fica mais cara que a versão Endurance 1.8 automática sem mimos (102.990). Esta última, com os dois pacotes citados acima tem valor final de R$ 111.490, incluindo a pintura metálica.


Ficha Técnica:
Fiat Toro Endurance 1.8 MT5
Preço básico: R$ 94.990
Carro avaliado: R$ 99.490

Motor: quatro cilindros em linha 1.8, 16V, comando variável, coletor de admissão variável
Cilindrada: 1747 cm³
Combustível: flex
Potência: 135 cv (g) e 139 cv (e)a 5.750 rpm
Torque: 18,8 kgfm (g) e 19,3 kgfm a 3.750 rpm (e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,944 m (c), 1,844 m (l), 1,680 m (a)
Entre-eixos: 2,990 m
Pneus: 215/65 R16
Caçamba: 820 litros
Tanque: 60 litros
Peso: 1.598 kg
0-100 km/h: 12 s (e)
Velocidade máxima: 180 km/h (e)
Consumo cidade: 9,9 km/l (g) e 6,9 km/l (e)
Consumo estrada: 10,9 km/l (g) e 7,6 km/l (e)
Emissão de CO²: 132 g/km
Nota do Inmetro: C*
Classificação na categoria: A (Picape)*