Avaliação: Ford EcoSport 1.5 estreia com menos cilindros e mais conteúdo

O novo EcoSport 1.5 aposta em um inédito e eficiente motor 3 cilindros, bons equipamentos e preços agressivos para superar os rivais. Avaliamos a versão FreeStyle

Quem não tem cão caça com gato. A segunda geração do EcoSport, de 2012, ainda está no meio do seu ciclo vida, então não era hora de ganhar nova plataforma. Por isso, diante do tardio – porém vigoroso – ataque da concorrência, a Ford mexeu no que dava. E não foi pouco: além da atualização visual, o SUV compacto ganhou um interior mais refinado, novos motores e câmbio, conteúdo generoso e, agora sabemos, preços agressivos.

A versão Titanium 2.0 avaliada na edição passada, por exemplo, custa atraentes R$ 93.990 – havíamos estimado R$ 99.990. Mas é hora de falar das demais, que no lugar do motor Sigma 1.6 usam o (mundialmente) inédito 1.5 de 3 cilindros e 137 cv com etanol. Com ele, o Eco parte de R$ 73.990 na já bem equipada versão SE – com sete airbags, controle de estabilidade e multimídia de 6,5”, entre outros itens – e vai a R$ 81.490 na FreeStyle avaliada, que soma mimos como câmera de ré, multimídia de 8”, DRL e ar-condicionado digital. Em ambas, a caixa automática, que substitui a automatizada PowerShift, custa R$ 5.000.

O interior do EcoSport evoluiu muito, e está entre os melhores do segmento. Boa parte dos plásticos duros do painel foram trocados por emborrachados e o cluster ganhou tela multifunção colorida fácil de usar e configurar pelos botões no volante. Além disso, os bancos estão maiores e mais confortáveis – misturam couro e tecido no FreeStyle – e a central multimídia, antes vergonhosa, ganhou tela “flutuante” bem localizada e sensível ao toque, além de integração perfeita com Android Auto e Apple CarPlay.

Há ajuste de altura e profundidade do volante, e a posição de guiar é boa. Após a partida, um discreto “tec-tec” do 3 cilindros aparece. Na cidade, o motor 12V com duplo comando variável agrada bastante. Entrega o necessário em silêncio, progressivamente e sem trepidação até 3.000/3.500 rpm, quando a caixa automática já sobe de marcha. É fácil fazer 10 km/l com gasolina, mesmo com trânsito pesado. Na estrada, o SUV ganha velocidade sem titubear, trocando de marcha sempre antes de 4.000 rpm. A 120 km/h, segue bastante silencioso a 2.800 rpm, marcando 13,5 km/l.

Em retomadas e subidas, porém, é preciso pé leve: para não perder embalo, o Eco às vezes reduz mais marchas do que devia, os giros sobem e o motor fica áspero e barulhento. Nesse caso, basta um toque na borboleta no volante (outra novidade) para subir de marcha e acalmá-lo. A nova transmissão casou bem com o 3 cilindros, e faz trocas mais suaves que o antigo PowerShift. Mas o conforto tem seu preço: a redução no consumo seria ainda maior sem a troca (como foi na versão manual). Mesmo assim, melhorou: essa versão 1.5 AT tem nota B, contra o C da antiga 1.6 robotizada.

O motor 3 cilindros é ideal para quem busca o equilíbrio entre desempenho e economia. Diante da concorrência, está muito bem colocado. E se o EcoSport na essência já mostra sinais de idade na dinâmica e na falta de espaço, o visual e a mecânica atualizados, a boa dose de tecnologia e os preços o colocam, entre os modelos com melhor custo-benefício da categoria. Por R$ 7.500 a mais você leva o EcoSport Titanium, com motor 2.0 e mais equipamentos.


Ficha técnica:

Ford EcoSport FreeStyle 1.5 AT

Preço básico (AT): R$ 73.990
Carro avaliado: R$ 89.490
Motor: 3 cilindros em linha 1.5, 12V, duplo comando variável
Cilindrada: 1497 cm3
Combustível: flex
Potência: 130 cv a 6.500 rpm (g) e 137 a 6.500 rpm (e)
Torque: 15,6 kgfm a 4.500 rpm (g) e 16,1 kgfm a 4.500 rpm (e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,269 m (c), 1,765 m (l), 1,693 m (a)
Entre-eixos: 2,519 m
Pneus: 205/60 R16
Porta-malas: 362 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.272 kg
0-100 km/h: 12s5 (g)* e 11s5 (e)
Velocidade máxima: 175 km/h (estimada)
Consumo cidade: 10,4 km/l (g) e 7,1 km/l (e)
Consumo estrada: 12,8 km/l (g) e 8,9 km/l (e)
Emissão de CO2: 118 g/km
Nota do Inmetro: B Classificação na categoria: A (Utilitário Esportivo Compacto)