Avaliação: Ford EcoSport Storm pode ser tempestade num copo d’água

O Ford EcoSport ganha uma versão 4WD para fisgar (poucos) clientes que querem pagar R$ 100 mil num SUV com apelo mais aventureiro

50889

O Ford EcoSport com o novo motor 2.0 Direct Flex ganhou sua tradicional versão 4WD. E chegou em embalagem agressiva, com visual que remete à picape F-150 Raptor. A nova versão foi batizada de Storm (tempestade, em inglês) e traz as virtudes que fizeram do Eco 2.0 Titanium um dos melhores da categoria. Com o EcoSport Storm, a Ford pode bater no peito e dizer que é a única marca com um SUV compacto 4×4 com motor flex e câmbio automático na faixa de R$ 100 mil.

A Ford identificou uma lacuna no mercado entre o Renault Duster 2.0 4WD (disponível só com câmbio manual) e o Jeep Renegade 2.0 AT 4×4 (disponível só com motor a diesel). Custando R$ 99.990, o Eco 2.0 Storm 4WD tem o câmbio automático de seis marchas ausente no Duster 4WD (R$ 89.490) e o motor flex que falta no Renegade 4×4 (R$ 108.990). Sem contar que o motor do Eco 2,0 tem 170/176 cv de potência e 20,6/22,5 kgfm de torque (gasolina/etanol).

O carro ficou muito bom. É agradabilíssimo de dirigir, tem posição elevada, volante e bancos de couro (com costura em marron) e o melhor sistema de conectividade entre os SUVs brasileiros, o Sync 3, completo e facílimo de usar. O visual traz faixas laterais, lindas rodas de 17” exclusivas, capa do estepe personalizada e grade com a palavra Storm bem grande. Porém, se na picape Raptor a palavra em tamanho gigante substituiu o logotipo Ford, aqui no Brasil o fabricante usou o nome da versão em letras garrafais e manteve o logotipo dentro da grade. Ficou meio poluído e o logotipo poderia pelo menos ter ido parar sobre o capô.

Mesmo assim, o Eco Storm é excelente, tanto na cidade quanto na estrada, pois a tração integral não precisa da intervenção do motorista. Para receber a tração 4WD, a Ford deu ao EcoSport Storm uma suspensão traseira integral, tipo multilink, como a do Renegade. Para os pisos ruins de terra, o novo Controle Inteligente de Torque (ITCC, na siga em inglês) transfere até 50% do torque para as rodas traseiras, quando necessário. Bom, o carro é. O único problema é que pouca gente está disposta a pagar R$ 100 mil num SUV já por demais conhecido só por ter apelo aventureiro. Por isso, essa versão Storm corre o risco de ser apenas uma tempestade em copo d’água.


Ficha técnica:

Ford EcoSport 2.0 Storm 4WD

Preço básico: R$ 99.990
Carro avaliado: R$ 99.990
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, duplo comando variável, injeção direta
Cilindrada: 1999 cm3
Combustível: flex
Potência: 170 cv a 6.500 rpm (g) e 176 cv a 6.500 rpm (e)
Torque: 20,6 kgfm a 4.500 rpm (g) e 22,5 kgfm a 4.500 rpm (e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: ventilado (d) e tambor (t)
Tração: integral
Dimensões: 4,269 m (c), 1,765 m (l), 1,693 m (a)
Entre-eixos: 2,519 m
Pneus: 205/50 R17
Porta-malas: 356 litros
Tanque: 52 litros
Peso: 1.469 kg
0-100 km/h: 10s4 (g) e 9s8 (e)
Velocidade máxima: 190 km/h (e)
Consumo cidade: 8,5 km/l (g) e 6,0 km/l (e)
Consumo estrada: 11,4 km/l (g)e 8,0 km/l (e)
Emissão de CO2: 136 g/km
Nota do Inmetro: C*
Classificação na categoria: B* (SUV Compacto)

blog comments powered by Disqus