Avaliação: Ford Ka FreeStyle 1.0 é um aventureiro mais acessível

O Ford Ka FreeStyle estreia o motor 1.0 com preço convidativo e boa dirigibilidade. É um carro urbano, mas com suspensões elevadas

Para ver o que mudou na linha 2020 do Ford Ka FreeStyle é preciso abrir seu capô: lá está o motor tricilíndrico 1.0 Ti-VCT, que chega alternativa mais barata e econômica ao Dragon 1.5. Baseado na versão SE Plus (R$ 49.790), esse aventureiro “mil” custa R$ 56.690 e vai enfrentar rivais como o recém-lançado Fiat Argo Trekking 1.3 (R$ 59.990 iniciais, R$ 62.280 completinho) e Chevrolet Onix Activ. O apelo fora de estrada segue o DNA dos FreeStyle, que nasceram e sempre fizeram muito sucesso no EcoSport. Há molduras plásticas na carroceria, grade frontal e rodas em cinza perolizado, rack de teto para 50 kg de carga, máscara negra nos faróis e suspensão elevada.

Embora menos potente que o Argo Trekking – 23 cv a menos com etanol – o Ka tem comportamento ágil. Mesmo sem modificações mecânicas, o propulsor 1.0 Ti-VCT com duplo comando variável assegura desenvoltura acima de 2.500 rpm. O câmbio manual de cinco marchas tem engates leves, curtos e precisos. Segundo a Ford, a caixa possui dupla sincronização na primeira, na segunda, na terceira e marcha à ré, além de tratamento de retífica nas engrenagens da segunda e da terceira marchas e na coroa do diferencial.

As suspensões, elogiáveis, têm molas e amortecedores específicos, e o eixo traseiro é 30% mais rígido, com bitola e diâmetro da barra estabilizadora maiores (30 e 23 mm, respectivamente). A altura do solo é de 18,8 cm (21 no Argo), permitindo passar sem esforços por lombadas e valetas. A caixa de direção bem progressiva ao esterço têm Pull Drift Compensation (PDC), que compensa variações da suspensão, vento e inclinação da pista, e o Active Nimble Control (ANC), que atenua vibrações causadas por desbalanceamentos. Ainda há controle de estabilidade, sistema anticapotamento e isofix.

A cabine do Ka tem isolamento acústico bom, mas os ruídos da rolagem dos pneus 185/60 R15 e do vento incomodam um pouco – nada que desabone o compacto. O interior tem painel marrom, teto preto, bancos com revestimento que mistura couro e tecido (o do motorista confere boa posição de dirigir), tapetes de borracha em formato de bandeja (“guardam” melhor a sujeira), soleiras com a inscrição FreeStyle e a ótima central multimídia Sync 2.5 com tela de 7” sensível ao toque e conectividade (e ótima integração) com Android Auto e Apple CarPlay.

Enfim, um pacote convidativo, R$ 7.400 mais barato que o finado FreeStyle 1.5 manual . Com boa lista de equipamentos, visual descolado e agradável ao volante, tem tudo para agradar quem busca um carro urbano, mas com uma dose extra de robustez para encarar buracos ou estradinhas de terra.


O pioneiro se atualiza

Outra novidade da linha 2020, o EcoSport também foi atualizado na versão FreeStyle, que agora parte de R$ 77.990 (câmbio manual de cinco marchas) ou R$ 83.990 (automático de seis). Ela tem teto, colunas, grade do radiador e capas dos retrovisores pretos, além de máscara negra nos faróis, rack de teto estilizado, apliques prata nos para-choques e rodas aro 16 usinadas. De série, traz assistente de partida em rampas, multimídia Sync 2.5 e controles de estabilidade e tração. O motor 1.5 três cilindros tem 137 cv. Ah, e diferentemente da versão Titanium, essa FreeStyle segue com o estepe na tampa traseira.


Ficha técnica:

Ford Ka FreeStyle

Preço básico: R$ 56.690
Carro avaliado: R$ 56.690
Motor: três cilindros em linha 1.0, 12V, duplo comando variável
Cilindrada: 997 cm³
Combustível: flex
Potência: 80 cv (g) e 85 cv (e) a 6.500 rpm
Torque: 10,2 kgfm (g) e 10,7 kgfm (e) a 3.500 rpm
Câmbio: manual, cinco marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d)e eixo de torção (t)
Freios: Disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 3,954 m (c), 1,774 m (l), 1,570 m (a)
Entre-eixos: 2,490 m
Pneus: 185/60 R15
Porta-malas: 257 litros
Tanque: 51 litros
Peso: 1.135 kg
0-100 km/h: 14s8
Velocidade máxima: 166 km/h
Consumo cidade: 13 km/l (g) e 9,1 km/l (e)
Consumo estrada: 15,1 km/l (g) e 10,4 km/l (e)
Emissão de CO²: 90 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Compacto)