Avaliação: Ford Mustang Black Shadow é um esportivo brutal

Ford Mustang
Foto: Divulgação

Bruto. Instigante. Intenso. Três adjetivos que explicam o que é a sexta geração do Ford Mustang, que agora chegou na edição comemorativa Black Shadow, de R$ 328.990. Substituindo a V8 GT Premium, ela comemora os 55 anos do pony car e cobra R$ 13.000 a mais por algumas singularidades. 

Entre as novidades deste Ford Mustang, estão as faixas no capô/laterais, o teto pintado de preto, as rodas de 19” exclusivas, o aerofólio sobre a tampa do porta-malas, o emblema escurecido na grade frontal, os acabamentos em fibra de carbono no painel/pomo de câmbio, os revestimentos internos em Alcantara e a plaqueta alusiva aos 55 anos do modelo. 

OITO CANECOS

Na primeira partida do dia, o Ford Mustang Black Shadow estremece o ambiente com um ronco gutural e a sonoridade ímpar do V8 5.0 Coyote. Outras particularidades aparecem na injeção direta/indireta e no duplo comando variável.

Diferentemente do “Voitão” do Chevrolet Camaro SS (R$ 338.990), o do Ford não desativa quatro cilindros em situações de condução branda. Os oito canecos trabalham full time para dar um “soco no estômago” sempre que se cutuca o pedal do acelerador.

O Ford Mustang Black Shadow tem 466 cv de potência e 56,7 kgfm de torque (6 cv a mais que o Mustang vendido lá fora por conta da calibração para beber o nosso combustível). Com 1.783 kg, a relação peso-potência é de 3,83 kg/cv, enquanto a do Camaro (462 cv e 62,9 kgfm) é de 3,71 kg/cv, só para comparar. 

NO CHÃO

O Ford Mustang Black Shadow é brutal e animal, e sua transmissão automática de dez marchas (a mesma do Chevrolet Camaro) é uma obra da engenharia moderna. Engata uma marcha atrás da outra em um piscar de olhos e reduz da décima para terceira ao afundar o pé no acelerador fazendo o Mustang disparar com (muito) vigor. 

À medida que o fôlego cresce é possível sentir os pneus Michelin Pilot 4 Sport do Ford Mustang grudados no chão e o controle de tração trabalhando para colocar “ordem na casa”. Embora a traseira seja comportada, não tente provocá-la além da conta… 

Outro ponto de destaque deste Ford Mustang é como ele serpenteia bem em mudanças de trajetória. Sua distribuição de peso fica bem perto do ideal (55% na frente e 45% atrás), assegurando que a dianteira aponte com facilidade nas curvas. 

PURA DIVERSÃO

Estão disponíveis no Ford Mustang Black Shadow os modos de condução Normal, Esportivo, Esportivo+, Chuva/Neve, Drag, Pista e  My Mode. Este último permite configurar o carro de acordo com as preferências do dono. Outra funcionalidade é o Track Apps, que possibilita registrar os tempos de volta e ainda ativar o Line Lock. As rodas dianteiras são bloqueadas e as traseiras liberadas para derreter os “borrachudos” no asfalto e levantar fumaça. 

O programa Normal é mais indicado para o uso urbano, mantendo as suspensões adaptativas MagneRide confortáveis, o escape silencioso e a direção macia. No uso diário, as saídas de semáforo são realizadas em primeira marcha e logo na sequência é engatada a terceira e depois a quinta, sexta, sétima, oitava… A transmissão prioriza as marchas altas e o giro baixo para beneficiar o consumo.

Dependendo da situação é possível trafegar a 40 km/h em oitava ou nona marcha e a 70 km/h em décima. Durante a nossa avaliação, o computador de bordo indicou médias de 7 km/l (no trânsito leve) e de 3,2 km/l em  congestionamentos pesados, sempre com o ar-condicionado ligado.

O MELHOR MODO

O modo Esportivo transforma o Ford Mustang para despejar o desempenho de uma forma mais direta e oferecendo rápidas reações. No entanto, na cidade, incomoda pelo comportamento “tudo ou nada”. O mesmo vale para o modo Pista, que enrijece a direção e as suspensões. Já no Chuva/Neve, a potência do V8 é entregue de forma mais controlada por conta da baixa aderência com o piso. Os potentes freios da renomada Brembo possuem pinças de seis pistões. 

Tanto o escapamento quanto a direção do Ford Mustang Black Shadow podem ser configurados. O primeiro possui os programas Silencioso, Normal, Esportivo e Pista. E o volante o Normal, o Confortável e o Esportivo. Ainda falando da direção, o Confortável deixa a assistência muito leve na estrada. Entretanto, nessa situação, o controle de velocidade adaptativo oferece uma comodidade a mais.

A posição de dirigir do Ford Mustang é superior a do Camaro. Além disso, o esportivo da Ford também oferece uma melhor visibilidade. Dá para utilizá-lo no dia a dia? Sim, com certas ressalvas. As portas são pesadas e compridas. Igual no Camaro, o acesso ao banco traseiro requer um certo contorcionismo. 

No frigir dos ovos, o Ford Mustang Black Shadow está mais para um carro europeu do que para um norte-americano. Dirigi-lo é uma experiência recomendável a qualquer consumidor, ávido ou não por desempenho. Assim como no arquirrival Chevrolet Camaro, não é simplesmente um carro, mas sim um ícone. 

FICHA TÉCNICA

FORD MUSTANG BLACK SHADOW
Preço básico: R$ 328.990 
Carro avaliado: R$ 328.990 

Motor: 8 cilindros em V 5.0, 32V, duplo comando variável, injeção direta e indireta
Cilindrada: 5038 cm3
Combustível: gasolina 
Potência: 466 cv a 7.000 rpm
Torque: 56,7 kgfm a 4.600 rpm
Câmbio: automático sequencial, dez marchas
Direção: elétrica 
Suspensão: MacPherson (d) e integral link (t), amortecedores magnéticos 
Freios: disco ventilado (d/t)  
Tração: traseira, LSD
Dimensões: 4,789 m (c)1,916 m (l), 1,382 m (a)
Entre-eixos: 2,720 m
Pneus: 255/40 R19 (d) e 275/40 R19 (t)
Porta-malas: 382 litros
Tanque: 60,5 litros
Peso: 1.783 kg
0-100 km/h: 4s3
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada)
Consumo cidade: 5,9 km/l
Consumo estrada: 8,9 km/l
Emissão de CO2: 200 g/km
Nota do Inmetro: E
Classificação na categoria: E (Esportivo)

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga


NOSSO VEREDICTO
Motor
Câmbio
Desempenho
Consumo
Segurança
Equipamentos
Multimídia
Conforto
Porta-malas
Prazer ao dirigir
COMPARTILHAR
Notícia anteriorTroller apresenta TX4 com transmissão automática
Próxima notíciaA picape Jeep brasileira