Avaliação: Honda Civic Si é um esportivo para o cotidiano

O Honda Civic Si 2020 trouxe uma nova relação ao câmbio manual de seis marchas, que deixou o cupê esportivo mais afiado sem prejudicar a usabilidade diária

Foto: Divulgação

A sigla Si faz palpitar o coração dos ávidos por desempenho desde o sedã lançado no Brasil em abril de 2007 – à época feito em Sumaré, no interior de São Paulo. Um carro viciante pelo casamento do “girador” motor 2.0 16V i-VTEC (K20) naturalmente aspirado ao câmbio manual de seis marchas encurtado, com 192 cv a 7.800 rpm e 19,2 kgfm a 6.100 rpm, que desferia um soco na boca do estômago nos giros mais altos.

A partir de 2014, o modelo veio importado do Canadá na carroceria cupê oferecendo um 2.4 16V “aspiradão” também atrelado ao câmbio manual de seis marchas para cravar 206 cv a 7.000 rpm e 23,9 kgfm a 4.400 rpm. Entretanto, não era tão radical quanto o primeiro Si (sigla para Sport Injection) à venda em nosso mercado.

O atual Honda Civic Si está na era dos motores turbinados e apelou para a agressividade do design. Agora, a linha 2020 ganhou pontuais mudanças e até uma mexidinha mecânica. O visual trouxe novas molduras para os faróis de neblina, que agora são de LED, com novo desenho e acabamento em preto brilhante, além de barra transversal em formato de “L” no para-choque dianteiro na cor da carroceria.

Outra novidade do Honda Civic Si 2020 aparece nas belíssimas rodas de liga leve de 18” em acabamento preto fosco vestidas por pneus Goodyear F1 de medidas 235/40. Atrás, foram mantidos tanto o aerofólio montado na tampa do porta-malas quanto a saída central de escape.

+ Onix, Hyundai HB20 e Toyota Corolla: quem desvalorizou mais?
+ Jeep Compass vs. Ford Territory e Chevrolet Equinox (comparativo)
+ Código de Trânsito libera moto em corredor; o que mudou
+ Avaliação: novo Peugeot 208 e a questão das prioridades

Ao abrir a porta, o interior passou a ostentar elementos em vermelho vistos na faixa central dos bancos (antes, em cinza) e nas saídas de ar. A cabine também oferece pedaleiras de alumínio, com uma excelente posição dos pedais, e o painel em acabamento Dry Metal Carbon. De acordo com o fabricante, novos equipamentos de conforto/conveniência estão presentes, como o sensor de chuva e o carregamento de smartphones por indução, só para citar.

O Honda Civic Si ainda traz freio de estacionamento eletrônico, ar-condicionado de duas zonas, multimídia de 7” dotado de conectividade Android Auto/Apple CarPlay e áudio composto por dez alto-falantes e 450 watts de potência.

Motor turbo e câmbio encurtado

A força vem do motor 1.5 com turbo, injeção direta e duplo comando de válvulas variáveis  – também aplicado nas versões Touring de Civic, HR-V e CR-V. Com 208 cv a 5.700 rpm e bons 26,5 kgfm a 2.100 rpm, a entrega de desempenho do Honda Civic Si ficou mais direta por conta da relação de câmbio encurtada em 6%. Ou seja, o que já era bom ficou melhor!

Tivemos o nosso primeiro contato na pista de testes da Honda, no interior de São Paulo, e, agora passamos alguns dias com o carro para comprovar os benefícios da atualização mecânica. De início, o Honda Civic Si não ficou cansativo no uso diário. Afinal, o torque disponível a partir de baixos giros não pede constantes mudanças de marchas tampouco reduções ao enfrentar valetas ou lombadas. É possível passar por esses obstáculos em terceira e retomar a velocidade gradualmente sem encostar na alavanca de câmbio.

Outra característica está no comportamento mais afiado ao cutucar o pedal do acelerador. Frente ao antecessor, a pegada ficou mais intensa e o Honda Civic Si dispara com vontade e é preciso atenção na agulha de rpm, pois facilmente cortamos o giro durante as acelerações.

Fotos: Divulgação (Caio Mattos)

É marcha sobre marcha, com engates curtos e para lá de precisos, enquanto o pedal de embreagem macio o torna facilmente utilizável no dia a dia. Aliás, por um azar enfrentei um congestionamento de “arrancar os cabelos” e não senti o pé tampouco a perna esquerda cansados após um longo tempo ao volante.

+ Jeep Grand Cherokee ganha kit para virar uma picape
+ Avaliação: Chevrolet Trailblazer 2021 é SUV de verdade com preço atraente
+ Campeão no Lakers, LeBron tem R$ 14 mi em coleção de carros
+ MOTOR SHOW de outubro/novembro tem elétricos, SUVs médios e mais

A posição de dirigir é digna de aplausos e as abas laterais pronunciadas dos bancos ajudam a segurar o corpo nas curvas. Também é de “tirar o chapéu” as reações diretas da caixa de direção. Se antes, a falta de ronco era uma reclamação, o Honda Civic Si ganhou um emulador de som (Active Sound Control) acionado no modo Sport e oferecendo um sonoridade bacana e não muito sintetizada.

Esse programa altera os parâmetros de aceleração, da direção e das suspensões. Aliás, com amortecedores adaptativos, barras estabilizadoras mais rígidas (30% a mais na dianteira e 60% a mais atrás), bucha sólidas à frente e na traseira, além de braços de controle na traseira oriundos do radical Civic Type R. Embora fique mais firme no modo Sport, o Honda Civic Si não é daqueles carros que arrancam as obturações dos dentes ao passar por buracos ou demais imperfeições do asfalto.

Se na cidade o Honda agradou, na estrada a história se repete, com um gostinho de quero mais. E que cupê prazeroso de guiar em velocidades mais altas! Plantado no chão, dá risada das curvas ao contorná-las oferecendo altas doses de estabilidade.

Fotos: Divulgação (Caio Mattos)

Mesmo com a relação de câmbio encurtada em 6% é possível viajar a 100 km/h com o ponteiro do conta-giros marcando 2.450 rpm (a 120 km/h repousa em 2.950 rpm). Durante nossa avaliação rodoviária indo a constantes 120 km/h em sexta marcha foi possível chegar um consumo de 15,7 km/l.

Não à toa o Honda Civic Si possui uma legião de fãs espalhados ao redor do mundo. Também pudera, pois é um carro que consegue conciliar esportividade com usabilidade cotidiana – só quem vai atrás precisa de um leve contorcionismo para acessar o banco traseiro.

E ainda torce o pescoço dos pedestres e dos demais condutores pelas ruas. Se você possui os R$ 184.990 disponíveis na conta é uma bela aquisição. Três cores estão disponíveis: Platinum White Pearl, Rallye Red e Crystal Black Pearl.


FICHA TÉCNICA

HONDA CIVIC SI
Preço básico:
R$ 184.990
Carro avaliado: R$ 184.990

Honda Civic Si
Motor:
4 cilindros em linha 1.5, 16V, duplo comando continuamente variável, turbo, injeção direta
Cilindrada: 1498 cm³
Combustível: gasolina
Potência: 208 cv a 5.700 rpm
Torque: 26,5 kgfm de 2.100 rpm a 5.000 rpm
Câmbio: manual, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multi-link (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,522 m (c), 1,799 m (l), 1,421 m (a)
Entre-eixos: 2,700 m
Pneus: 235/40 R18
Porta-malas: 334 litros
Tanque: 47 litros
Peso: 1.321 kg
0-100 km/h: 7s2*
Vel. máxima: 238 km/h*
Consumo cidade: 11,2 km/l
Consumo estrada: 13,7 km/l
Emissão de CO²: 110 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Esportivo)
*Estimado

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar