Avaliação: Hyundai Creta 2022 arrisca no visual, mas se destaca pelo motor

O Hyundai Creta mudou por completo: agora com uma personalidade única, a linha 2022 do SUV compacto certamente vai seguir atraindo (muita) atenção dos consumidores – para o bem e para o mal

Hyundai Creta 2022

“Não é que você seja diferente, mas é que ninguém consegue ser igual a você” – é o que imaginamos que William Shakespeare diria ao olhar para este novo Hyundai Creta 2022 (confira aqui todas as versões, preços e equipamentos). Transformado radicalmente, o utilitário esportivo compacto ganhou uma personalidade única, que de nenhum ângulo lembra seu antecessor. No que os olhos enxergam, destaque para as novas proporções, os conjuntos ópticos dianteiro e traseiro nada convencionais, os insertos cromados e as rodas redesenhadas.

A plataforma do Hyundai Creta 2022 continua a mesma, herdada do Hyundai Elantra e do Kia Soul, e as dimensões da carroceria mudaram discretamente, indo a 4,30 m de comprimento (+1 cm), 1,79 m de largura (+1 cm) e 2,61 m de entre-eixos (+2 cm); já a altura e o porta-malas diminuíram em 1,5 cm (para 1,62 m) e nove litros (para 422), respectivamente. Ainda assim, o compartimento de bagagens é maior que os de outros SUVs turbo – como Chevrolet Tracker (393 litros) e Volkswagen T-Cross (373).

+Teste especial: VW Golf GTI 2022 e sua fórmula mágica (teste na pista e todas as gerações comparadas)
+Avaliação: Volvo XC40 vira SUV elétrico com bom custo-benefício e pegada de esportivo
+Comparativo de SUVs: Jeep Compass vs. VW Taos e Toyota Corolla Cross
+Avaliação: Ao volante da nova geração do Audi A3 Sportback
+MOTOR SHOW 441: Audi RS e-tron GT, Ford Mustang Mach 1, VW Golf GTI, Volvo XC40 elétrico e muito mais

As novas dimensões do Hyundai Creta 2022 melhoraram a habitabilidade – cinco ocupantes se acomodam bem – e o SUV agrada pelos materiais do acabamento, pelo desenho do volante de raio diminuto e pelos confortáveis bancos, que trazem ventilação para o motorista (muito útil em dias mais quentes).

A ergonomia é ótima, com comandos à mão e uma coluna de direção amplamente ajustável em altura e profundidade, que contribui para a boa posição de dirigir. Quem viaja atrás dispõe de bom espaço para as pernas e joelhos, e ainda encontra saídas de ar e tomada USB para efetuar o carregamento de seus gadgets.

Outros bons atributos estão na área envidraçada, que coopera na visibilidade, e na lista de itens de série da configuração avaliada Platinum, que inclui alerta de esquecimento de objetos no banco traseiro, carregador de smartphone por indução, freio de estacionamento elétrico com função auto hold (mantém o carro parado sem a necessidade de pressionar o pedal de freio), multimídia de 10,25” com Android Auto/Apple CarPlay e teto panorâmico.

As mudanças radicais no design também ocorreram na cabine – que ainda tem acabamento com plásticos rígidos, mas ganhou uma central multimídia maior.
O quadro de instrumentos se destaca pelas diferentes opções de visualização. Há aletas no volante e seletor de modo de condução, além de freio de mão elétrico com auto hold, ventilação do banco do motorista, start-stop e
câmeras 360 graus

Dirigibilidade aprimorada

O motor tricilíndrico Kappa 1.0 com turbo e injeção direta, compartilhado com os modelos HB20 e HB20S, equipa as configurações Comfort, Limited e Platinum, enquanto a topo de linha Ultimate tem o quatro cilindros Smartstream 2.0 naturalmente aspirado que entrega até 167 cv de potência e 202 Nm (ou 20,6 kgfm) de torque.

Esqueça o desempenho apagado do antigo Creta 1.6: a mudança foi da água para o vinho. No Hyundai Creta 2022, a melhoria no quesito dirigibilidade é evidente, graças às boas respostas a partir das 1.500 rpm, garantindo um ótimo fôlego tanto no uso urbano quanto no rodoviário. Outra característica positiva é o discretíssimo turbo lag (aquele atraso antes de o turbocompressor encher), que faz muito bem ao comportamento do SUV – ajudado ainda pelo rápido trabalho da competente caixa automática de seis marchas.

Dirigindo a constantes 120 km/h, a agulha do conta-giros analógico fica abaixo das 3.000 rpm e não surgem ruídos aerodinâmicos tampouco da rolagem dos pneus Goodyear Efficiency Grip sobre o asfalto. E quem desejar uma pitada de esportividade pode mudar sequencialmente as seis marchas tanto usando as aletas atrás do volante quanto a alavanca – além de poder escolher entre um dos diferentes programas de direção.

Por meio de um seletor giratório no console central, estão disponíveis no Hyundai Creta 2022 os modos Eco, Comfort e Sport – que são responsáveis por alterar determinados parâmetros do carro, como as respostas ao pedal do acelerador, o tempo das trocas de marchas e o peso da direção – este último muda pouco do Eco para o Comfort, mas deixa as reações mais evidentes. Passando para o Sport, tudo fica melhor: não que o Creta vire um “rojão”, mas as mudanças de marcha feitas em giros mais altos, junto da direção mais firme, eleva bastante o nível geral de diversão ao volante.

Mas, apesar de ter um bom conjunto de motor e câmbio, as suspensões poderiam ser ligeiramente mais firmes. O acerto bastante macio coopera no conforto a bordo ao absorver e filtrar bem as irregularidades do asfalto, mas cobra o preço ao se contornar mais rapidamente as curvas, deixando a carroceria rolar um pouco além da conta – quando a eletrônica interfere para ajudar.

O pacote de segurança do novo Hyundai Creta 2022 é composto por seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controles eletrônicos de tração e estabilidade, freios a disco nas quatro rodas (com boa modulação do pedal), monitoramento da pressão dos pneus e sistema de câmeras 360º com monitoramento de pontos cegos – os retrovisores externos possuem câmeras que exibem imagens no cluster, como nos Honda Civic Touring, CR-V Touring e Accord (mas a resolução é melhor no Creta).

Ficam reservados à topo de linha Ultimate 2.0 detector de fadiga, assistente de permanência em faixa, farol alto adaptativo, sensor de estacionamento dianteiro, frenagem autônoma com reconhecimento de carros, pedestres e ciclistas e em convergências à esquerda (freia o carro automaticamente se o motorista não esboçar reação). Bastante diferente, com uma personalidade do tipo “ame-o ou deixe-o”, o Hyundai Creta 2022 está mais do que preparado para continuar atraindo (e muito) as atenções do consumidor brasileiro.Hyundai Creta 2022

Hyundai Creta Platinum

Preço básico R$ 110.690
Carro avaliado R$ 138.690

Motor: três cilindros em linha 1.0, 12V, duplo comando variável, turbo e injeção direta
Cilindrada: 998 cm3
Combustível: flex
Potência: 120 cv a 6.000 rpm (g/e)
Torque: 202 Nm a 1.500 rpm (g/e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,300 m (c), 1,790 m (l), 1,620 m (a)
Entre-eixos: 2,610 m
Pneus: 215/60 R17
Porta-malas: 422 litros
Tanque: 50 litros
Peso: 1.270 kg
0-100 km/h: 11s5
Vel. máxima: 180 km/h (limitada eletronicamente)
Consumo cidade: 11,6 km/l (g) e 8,3 km/l (e)
Consumo estrada: 12 km/l (g) e 8,7 km/l (e)
Emissão de CO2: 113g/km
Consumo nota: C
Nota do Inmetro: C (ranking geral)
Classificação na categoria: C (SUV Compacto)

MAIS NA MOTOR SHOW:

+Comparativo de SUVs: Jeep Compass vs. VW Taos e Toyota Corolla Cross
+Avaliação: Jeep Compass Longitude TD350 4×4 é SUV para aventuras longe do shopping
+Teste de consumo: Corolla Cross Hybrid vs. Corolla Cross 2.0
+Kia lança o SUV híbrido Stonic no Brasil e promete mais 3 modelos
+Comparativo: Renault Captur 1.3 vs. Chevrolet Tracker 1.2