Avaliação: Melhor que a média, Lifan X80 tem preço atraente

Com sete lugares e mais de 4,80 metros, o enorme Lifan X80 vem motor 2.0 turbo para tentar provar que chinês pode ser premium

14273

Você pagaria R$ 129.777 em um carro chinês? Eles ficaram famosos pelo custo-benefício, característica muito procurada em carros de entrada, mas que não deixa de importar para quem gasta mais – e não deixa de ser destaque desse Lifan X80, que entrega o mesmo que muitos modelos mais caros. Otimista, a Lifan pretende vender 120 unidades mensais do SUV montado no Uruguai. O X80 vem na esteira do X60, que já foi o mais vendido da nacionalidade por aqui. Apesar disso, quer “mudar a imagem do carro chinês… provar que podemos fazer carros tão bons quanto japoneses e coreanos”, diz Johnny Fang, presidente da Lifan do Brasil. Será mesmo?

A marca o classifica como premium e, considerando preço e porte, os rivais vão de Jeep Compass Flex a VW Tiguan, de Hyundai Tucson a Chevrolet Equinox, de Mitsubishi Outlander a Hyundai Santa Fe, de Peugeot 5008 a Toyota SW4. O X80 é alto e grande, e isso ajuda a deixar seu visual imponente (a grade “cromadona” ajuda). Os 4,82 m de comprimento e 2,79 de entre-eixos garantem espaço de sobra na segunda fileira: o banco é deslizante e reclinável, mas o assoalho alto causa desconforto em viagens longas. Pelo menos é plano, o que é bom para quem vai no meio. Na terceira fileira, mais espaço que na maioria dos rivais, e o porta-malas leva 200 litros com sete passageiros ou 900 com cinco (até o teto). Segunda e terceira fileiras são rebatíveis, deixando a área de carga plana e com até 2.500 litros.

O acabamento é irregular – agradável e com materiais macios na parte superior do painel e nas portas, onde há também bastante couro, mas com plásticos piores ao redor da alavanca de câmbio e junto aos comandos dos vidros. Já a lista de equipamentos é boa. Painel digital é destaque, apesar de não ter muitas opções de configuração, mas há bancos elétricos, teto solar, airbags de cortina nas três fileiras, câmera de ré com guias dinâmicas, chave presencial, ar-condicionado duplo (automático na frente e manual nas fileiras traseiras, com saídas no teto)… Faltaram só faróis mais modernos, sistema start-stop e mais tomadas USB (só há uma). E o sistema multimídia podia ser melhor, pois não há GPS offline nem Android Auto, apenas CarPlay ou espelhamento.

O tamanho generoso se sente também ao volante, e o peso de quase 1.900 kg não ajuda. Assim, o conjunto do 2.0 turbo (184 cv) com câmbio automático de seis marchas é apenas suficiente, com 0-100 em 12 segundos e retomadas preguiçosas. A 120 km/h, o SUV de tração dianteira segue silencioso a 2.000 rpm, mas é difícil superar os 10 km/l. A posição de guiar agrada (há ajuste de profundidade do volante), a direção elétrica tem peso correto e a suspensão traseira multilink ajuda a controlar a carroceria. Nessa proposta familiar, o acerto une bem conforto e dinâmica/segurança. Os freios podiam ser menos borrachudos.

No fim, o T80 não é exatamente “tão bom” quanto os coreanos e japoneses, como deseja Johnny Fang. Mas isso está descontado no valor do carro, considerando seu porte e equipamentos, e as qualidades são várias, o que mostra que a marca está no caminho certo. Enfim, o SUV pode ser uma boa compra, mas será difícil convencer o consumidor a abrir mão de um Jeep ou um Volks para comprar um chinês. E, mesmo entre os chineses, em breve o JAC T80 chega para brigar com o X80. E a Caoa Chery também não deve demorar a entrar nessa.


Ficha técnica:

Lifan X80 Vip

Preço básico: R$ 129.777
Carro avaliado: R$ 129.777
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, injeção direta, turbo
Cilindrada: 1984 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 184 cv a 5.000 rpm
Torque: 28,6 kgfm de 1.600 a 3.600 rpm
Câmbio: automático sequencial, seis marchas, modo Sport
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,820 m (c), 1,934 m (l), 1,760 m (a)
Entre-eixos: 2,790 m
Pneus: 245/55 R19
Porta-malas*: 200 litros (7 passageiros), 900 litros (cinco passageiros)
Tanque: 72 litros
Peso: 1.885 kg
0-100 km/h: 12s (medição MOTOR SHOW)
Velocidade máxima: 200 km/h
Consumo cidade: 8,4 km/l
Consumo estrada: 12,2 km/l (dados Lifan; durante avaliação: 9,5)
Nota do Inmetro: não participa

*até teto

blog comments powered by Disqus